Piracicaba (SP): mulher é agredida por morador de rua na Praça José Bonifácio

Piracicaba (SP): mulher é agredida por morador de rua na Praça José Bonifácio

Ela também alega ter sido estuprada por ele

Por volta das 20h desta quarta-feira (23), uma mulher foi agredida e alegou também ter sido violentada sexualmente por um morador de rua de 38 anos, na Praça José Bonifácio, no Centro de Piracicaba (SP). Há menos de um mês, a mesma mulher foi violentamente agredida por um ex-namorado, que a manteve em cárcere privado, raspou seu cabelo e arrancou os dois dentes da frente com socos.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

De acordo com informações da equipe, os policiais civis da 2ª DISE-DEIC estavam retornando à delegacia para conclusão dos trabalhos do dia, quando se depararam com a mulher pedindo por socorro na Praça José Bonifácio, com muito sangramento no nariz e um edema na testa, alegando ter sido agredida e violentada sexualmente por um morador de rua.

Rapidamente a equipe prestou socorro para a vítima e deteve o indivíduo, que já possui passagens por furto, tráfico e homicídio tentado. Após ser abordado, ele confessou ter agredido a mulher fisicamente, porém negou a prática de qualquer violência sexual.

Duas testemunhas estavam presentes no local e relataram ter presenciado a vítima ser agredida com socos no rosto e pisões na cabeça. Um princípio de tumulto começou entre as testemunhas e outros moradores de rua que estavam no local.

Diante das circunstâncias, o indivíduo foi conduzido até a sede da 2ª DISE-DEIC, onde foi registrada a ocorrência de lesão corporal pelo delegado, já que após a vítima passar por Exame de Corpo de Delito no IML local, não foi possível constatar lesões ou marcas de violência sexual que caracterizassem estupro tentado ou consumado. A acusação será devidamente apurada em inquérito.

“O agressor foi liberado, já que devido a legislação vigente não cabe prisão em flagrante em caso de lesão corporal leve, somente em casos de violência doméstica – o que não se enquadra neste caso tendo em vista vítima e autor não terem qualquer vínculo afetivo e sequer se conhecerem”, disse a polícia.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também