Piracicaba (SP): idade média de óbitos por Covid cai em 20 anos em decorrência da vacinação

Piracicaba (SP): idade média de óbitos por Covid cai em 20 anos em decorrência da vacinação

Tão esperada desde o início da pandemia no país, há mais de um ano, a vacinação contra Covid-19 em Piracicaba (SP) tem apresentado alta cobertura na população idosa, primeiro grupo contemplado por faixa etária. Como eram as faixas etárias que apresentavam casos mais graves da doença, a cobertura vacinal contribuiu para diminuir a letalidade na população idosa.

Dados da Vigilância Epidemiológica (VE), órgão da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), mostram que 97,17% das pessoas com 60 anos ou mais receberam a 1ª dose da vacina até o dia 15/06. A aplicação da 2ª dose também apresenta índices altos. Com isso, a média da idade dos pacientes que vieram a óbito devido à doença caiu 20 anos. Em abril de 2020, a idade média dos óbitos no município era de 81 anos. Em junho de 2021, caiu para 61 anos.

De acordo com dados do Ministério da Saúde (MS), Piracicaba tem população idosa estimada em 69.018 pessoas com 60 anos ou mais. Desses, 67.064 (97,17%) já receberam a 1ª dose da vacina. A meta da vacinação contra Covid-19 no município é vacinar 90% da população de cada faixa etária.

“Trabalhamos diariamente com afinco para levar a vacina a cada piracicabano e já temos visto o impacto dela na redução da média de óbitos pela doença. Mas, infelizmente, ainda estamos em um momento muito crítico da pandemia. Por isso, estamos intensificando nossas ações para vacinar cada dia mais pessoas. Estamos vacinando nossa população com 43 anos ou mais, além de diversos outros grupos prioritários com 18 anos ou mais. Então, assim que chegar sua vez, faça o agendamento e tome a vacina”, afirma o secretário da Saúde, Filemon Silvano.

Dos que já começaram o processo de imunização, 37.292 também receberam a 2ª dose, o que representa 55,61% dos 67.064 que receberam a 1ª dose. “Na população de maior idade, acima dos 70 anos, observa-se que o percentual de cobertura por faixa etária com a 2ª dose é bem mais alto, porque a vacinação foi feita com a vacina CoronaVac/Butantan, com intervalo menor, de até 28 dias, entre a 1ª e 2ª dose. Agora nós estamos no período que aplicamos mais a vacina AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, na população entre 60 e 69 anos, e ainda não se cumpriram as 12 semanas necessárias de intervalo entre as duas doses”, explica o coordenador de Vigilância em Saúde, Moisés Taglietta.

Cuidados

Dona Elisa Maria Ferrari dos Reis, 68 anos, e o esposo Gentil José dos Reis Filho, 69 anos, são moradores do bairro Algodoal e fazem parte da população idosa do município que já tomou as duas doses da vacina contra Covid19. Eles receberam a 1ª dose em março e a 2ª, em maio. Mesmo com o processo de imunização finalizado, ambos mantêm todos os cuidados. A saudade dos netos está grande, mas, por enquanto, só os vêem por chamada de vídeo.

“Nós ainda estamos tomando todos os cuidados, quase não saímos, só o necessário para ir ao médico. Se saímos, usamos máscara”, conta dona Elisa. “Enquanto não tiver uma boa quantidade de pessoas imunizadas não pode abusar. E todo mundo tem que tomar a 2ª dose também”, enfatiza dona Elisa, que acompanha pelos jornais a abertura de novos agendamento para vacinação contra Covid-19 e também a população que está com a 2ª dose atrasada.

1ª dose

Dados detalhados da SMS mostram que a faixa etária com maior cobertura vacinal referente à aplicação da 1ª dose é a de 75 a 79 anos, com 100,4% da população estimada vacinada. Em seguida, a faixa etária entre 70 e 74 anos, com cobertura de 99% da população. Com 98,7% da população estimada vacinada está a faixa etária de 65 a 69 anos. Já entre 85 e 89 anos a cobertura é de 96,3%. Entre 60 e 64 anos, 96,1%. Com a menor cobertura, de 80,3% de cobertura está a população com 90 anos ou mais.

2ª dose

Quanto à cobertura vacinal com a 2ª dose, referente àqueles que já tomaram a 1ª dose, a faixa etária com maior índice, 98,2%, é a da população entre 85 e 89 anos. Com 95,8% estão as pessoas com 90 anos ou mais. Com 95%, a faixa etária entre 75 a 79 anos. Com 93,3%, entre 70 e 74 anos. E com 92%, entre 80 e 84 anos.

Até 15/06, 39,7% da população entre 65 e 69 que já tomaram a 1ª dose receberam também a 2ª. Quanto à faixa etária entre 60 e 64 anos, esse índice estava em 9,6%. A SMS reforça que a vacinação com a 2ª dose na população entre 60 e 69 anos foi feita majoritariamente com a vacina AstraZeneca/Oxford/Fiocruz, que demanda intervalo de 12 semanas entre as doses. Por isso a cobertura vacinal dessas faixas etárias apresenta índices menores até a data da coleta dos dados.

VACINAPIRA – Todas as pessoas com 43 anos ou mais já podem receber a vacina contra Covid-19 no município. Ou seja, a população com 60 anos ou mais que ainda não recebeu a 1ª dose da vacina pode se vacinar, basta fazer o agendamento no site VacinaPira (https://vacinapira.piracicaba.sp.gov.br/cadastro/blk_inicial/). Todos que receberam a 1ª dose e estão dentro ou já passaram (atraso) do período para receber a 2ª dose também devem fazer o agendamento no VacinaPira para finalizar o processo de imunização contra Covid-19.

O intervalo entre a 1ª e 2ª dose da CoronaVac/Butantan é de 21 a 28 dias e da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz é de 12 semanas.

O atraso para receber a 2ª dose significa a pessoa ter tomado há mais de 28 dias a 1ª dose da vacina CoronaVac/Butantan e há mais de 12 semanas a 1ª dose da AstraZeneca/Oxford/Fiocruz.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também