Reforma traz maior agilidade no atendimento do SAMU em Piracicaba (SP)

No começo deste mês, a Secretaria Municipal de Saúde concluiu obras de reforma e manutenção estrutural no prédio do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). O valor total das obras foi de R$ 106,4 mil, que consistiu na troca da rede estrutural (internet), que permitiu a organização da comunicação e dados do serviço ao valor de R$ 60 mil, além da ampliação do estacionamento das ambulâncias reservas e cobertura do corredor até a área de descontaminação de equipamentos dos servidores que atendem chamados Covid-19 ao valor de R$ 46,4 mil. Os serviços foram realizados pelos departamentos de Manutenção e de Informática da pasta.

De acordo Maria Cristina Colonnese, coordenadora administrativa de enfermagem do Samu, estas ações colaboraram para melhoria no atendimento à população e no cuidado com a saúde dos trabalhadores do Samu. “Com a cobertura do estacionamento, conseguimos criar um corredor coberto para que o servidor que atendeu um paciente com Covid-19, por exemplo, possa fazer o caminho direto até a área de descontaminação, sem isso, o caminho dele era por dentro da unidade o que gerava risco. Agora, com a nova rede de comunicação, estamos com internet de alta qualidade e monitoramento integrado das ambulâncias. Pelo serviço de saúde online é possível monitorar em tempo real a ocorrência por meio de tablet na ambulância, conectado à rede, bem como a localização das unidades que estão na rua em atendimento”, destaca.

Foto: Prefeitura de Piracicaba/Divulgação

Com base na avenida Dr. Paulo de Moraes, próximo ao Varejão da Paulista, o serviço médico possui equipe com 88 funcionários, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores de veículo de urgência, médicos e técnicos auxiliares de Regulação Médica/Rádio Operadores.

Atualmente, o Samu tem seis ambulâncias USB (Unidades de Suporte Básico), uma USA (Unidade de Suporte Avançado ou UTI Móvel), e cinco ambulâncias reservas (apoio), que promove o atendimento de uma população superior a 510 mil pessoas em 11 municípios da Microrregião de Piracicaba.

Atendimentos

A média do número de atendimentos mensais do Samu de Piracicaba é de 2,5 mil com envio de viatura, onde um terço é o chamado APH (Atendimento Pré-Hospitalar) Secundários, Procedimentos Intra-Hospitalares, por exemplo, entre hospitais, Unidades de Pronto-Atendimento (UPAS) e outras Unidades Médicas. Já os APH Primários ou ocorrências de ruas, respondem pela maioria das chamadas no 192.

Foto: Prefeitura de Piracicaba/Divulgação

O serviço, que funciona 24 horas, é acessado pelo 192 e acionado pela Central de Regulação das Urgências – que regula o funcionamento do serviço e dos leitos hospitalares de urgência.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também