Piracicaba (SP) pode ganhar centro de reabilitação da Rede Lucy Montoro

Piracicaba (SP) pode ganhar centro de reabilitação da Rede Lucy Montoro

O Governo do Estado de São Paulo estuda instalar novas unidades da Rede Lucy Montoro, clínica referência em tratamento de reabilitação de pacientes com deficiências físicas incapacitantes, motoras e sensório-motoras. Uma das unidades pode ser em Piracicaba (SP).

Foto: Divulgação

Segundo a assessoria do deputado estadual Roberto Morais (Cidadania), ele formalizou a ideia em uma reunião nesta segunda-feira (31) com a Secretária de Direitos da Pessoa com Deficiência, Célia Leão. O Estado de São Paulo conta atualmente com 18 unidades em funcionamento e prevê a possível instalação de até seis novas unidades.

Segundo Morais, a secretária tem conhecimento da importância de uma unidade para atender Piracicaba e sua futura região metropolitana.

“Nós entendemos o sacrifício de quem tem que se dirigir até a unidade mais próxima, na cidade de Mogi Mirim, para buscar o seu atendimento e reabilitação”, destaca a Secretária. Ela também se comprometeu a reforçar a solicitação, agendando uma nova conversa com o vice-governador Rodrigo Garcia, o Secretário de Saúde do Estado Jean Carlo Gorinchteyn e com o Conselho Gestor da Rede Lucy Montoro.

Local de instalação

Ainda segundo a assessoria de Roberto Morais, Piracicaba já possui um local apropriado para a construção da nova unidade da Rede Lucy Montoro que seria ao lado do Hospital Regional.

“Tenho convicção de que o Estado vai nos atender o mais breve possível, mesmo enfrentando o dilema da pandemia que tem atrasado alguns projetos”, conclui Morais.

O que é a Rede Lucy Montoro

A Rede Lucy Montoro foi criada pelo Governo do Estado de São Paulo, em 2008, para proporcionar tratamento de reabilitação para pacientes com deficiências físicas incapacitantes, motoras e sensório-motoras.

Realiza programas de reabilitação específicos, de acordo com as características de cada paciente. Os tratamentos são realizados por equipes multidisciplinares, composta por profissionais especializados em reabilitação, entre médicos fisiatras, enfermeiras, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, educadores físicos e fonoaudiólogos. Atualmente, a Rede efetua mais de 100 mil atendimentos por mês.

Calma, piranotense: não vá embora ainda… já leu essas notícias?

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também