Piracicaba (SP) reabre agendamento para vacinar gestantes e puérperas com comorbidades

Piracicaba (SP) reabre agendamento para vacinar gestantes e puérperas com comorbidades

A Prefeitura de Piracicaba (SP), por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), reabriu o agendamento para vacinar gestantes e puérperas com comorbidades com mais de 18 anos hoje (17) no site VacinaPira (https://vacinapira.piracicaba.sp.gov.br/). No mesmo horário também será liberada agenda para 1ª dose de pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos e trabalhadores da saúde (confira abaixo quais) e para 2ª dose para pessoas que tomaram a 1ª dose da vacina Coronavac/Butantan há 21 dias ou mais.

Permanecem abertas as agendas para 1ª dose de idosos com 60 anos ou mais, pessoas com síndrome de Down com 18 anos ou mais e pessoas com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício Prestação Continuada (BPC) de 50 a 59 anos.

Gestantes

A vacinação das gestantes com comorbidades estava suspensa temporariamente desde a última terça-feira, 11/05, por meio de decisão do Plano Estadual de Imunização (PEI), do Governo do Estado de São Paulo, a partir de comunicado da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a respeito da vacina da AstraZeneca/Fiocruz. Para retomar a vacinação desse grupo, o Estado redistribuiu as vacinas contra Covid-19. No município, as gestantes com comorbidades serão vacinadas com a Coronavac/Butantan.

Confira abaixo os documentos que as gestantes e puérperas com comorbidades e as pessoas com comorbidades de 50 a 59 anos devem apresentar para tomar a vacina:

  • Comprovante em versão original sobre a comorbidade, podendo ser: laudos, declaração, prescrições médicas ou relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde, assinado em carimbado, constando o CRM do(a) médico(a);
  • Comprovante de residência em Piracicaba;
  • Documento com número de CPF da pessoa a ser vacinada;
  • Documento de identificação com foto da pessoa a ser vacinada;
  • As grávidas devem apresentar ainda comprovante de acompanhamento e/ou pré-natal ou laudo médico;
  • As puérperas podem utilizar a declaração de nascimento da criança.

Confira abaixo a relação de comorbidades definidas pelo Ministério da Saúde:

  • Doenças Cardiovasculares
  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Cor-pulmonale (alteração no ventrículo direito) e Hipertensão pulmonar
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênitas no adulto
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados
  • Diabetes mellitus
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Hipertensão arterial resistente (HAR)
  • Hipertensão arterial – estágio 3
  • Hipertensão arterial – estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo e/ou comorbidade
  • Doença Cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Imunossuprimidos (transplantados; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas em uso de corticoides; pessoas com câncer)
  • Anemia falciforme e talassemia maior (hemoglobinopatias graves)
  • Obesidade mórbida
  • Cirrose hepática

TRABALHADOR DA SAÚDE – Podem agendar a vacina nesta etapa médicos, biomédicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, odontólogos, assistentes sociais, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, técnicos e auxiliares das áreas mencionadas, profissionais cuidadores de idosos, trabalhadores da limpeza de instituições de saúde pública ou particular e estagiários das áreas mencionadas.

De acordo com a circular nº 57 de 2021 do Ministério da Saúde, trabalhadores dos demais estabelecimentos de serviços de interesse à saúde, como academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, óticas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal, não serão contemplados nos grupos prioritários elencados inicialmente para vacinação.

Para receber a vacina contra a Covid, o profissional da saúde deve apresentar o registro no conselho de classe, comprovante de residência em Piracicaba, documento com número de CPF da pessoa a ser vacinada e documento que comprove vinculação ativa com o serviço de saúde ou declaração da instituição de ensino que comprove que o aluno está em estágio.

Serão aceitos como documento de comprovação de vínculo ativo com serviço de saúde carteira de trabalho, contrato de trabalho, holerite, crachá (desde que contenha minimamente as informações: nome do estabelecimento, nome e sobrenome da pessoa, cargo ou função), declaração emitida pelo serviço de saúde que comprove o vínculo empregatício da pessoa com a função inerente a categoria, comprovante de ISS (Imposto Sobre Serviços) ou cópia do registro da pessoa no cadastro nacional de estabelecimento de saúde (CNES).

A SMS informa que profissionais da saúde com doenças reumáticas imunomediadas; pacientes oncológicos, transplantados e demais pacientes imunossuprimidos e gestantes devem apresentar carta do médico autorizando a vacinação.

2ª DOSE – A SMS reforça que as pessoas que já estão em atraso para tomar a 2ª dose da Coronavac/Butantan, ou seja, tomaram a 1ª dose há mais de 28 dias, também podem fazer o agendamento. A Pasta lembra que o calendário vacinal só fica completo após tomar as duas doses do imunizante. Para receber a 2ª dose, além dos documentos de identificação (RG e CPF) e comprovante de residência, também deve-se apresentar a carteirinha de vacinação da 1ª dose.

ZONA RURAL – Pessoas pertencentes aos grupos prioritários citados acima que residem na Zona Rural, nos bairros Anhumas, Ártemis, Tupi, Ibitiruna, Santana, Santa Olímpia e Tanquinho, serão vacinados na unidade de saúde do respectivo bairro e não precisam fazer o agendamento. Para isso, devem levar comprovante de residência em seu nome ou declaração e CPF.

DOAÇÃO DE ALIMENTOS – Com a centralização da vacinação no Ginásio Municipal de Esportes Waldemar Blatkauskas, a Prefeitura de Piracicaba iniciou campanha de doação espontânea de alimentos. A doação não será obrigatória, mas quem for ao Ginásio para receber sua dose da vacina, pode colaborar com a doação de alimentos não-perecíveis que irão para o Bancos de Alimentos do Fundo Social de Solidariedade de Piracicaba (Fussp) para compor cestas básicas que serão entregues a famílias em vulnerabilidade social.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também