CASO HENRY | Após enterrar o filho, mãe foi fazer a unha; criança passava por "sessões de tortura"

CASO HENRY | Após enterrar o filho, mãe foi fazer a unha; criança passava por “sessões de tortura”

Conforme informamos há pouco, o vereador Doutor Jairinho e a namorada, Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, de quatro anos, foram presos nesta manhã (08). Eles são suspeitos da morte do menino.

Foto: Reprodução

Segundo a BandNews TV, atitudes do casal passaram a chamar a atenção dos investigadores logo após o crime. Além de mandar limpar o apartamento, Munique teria ido, um dia depois de enterrar o garoto, fazer as unhas em um salão de beleza. Câmeras de segurança do prédio também filmaram o casal “tranquilo” demais com tudo o que estava acontecendo.

Ainda segundo a Band, Monique sabia desde o dia 12 de fevereiro que a criança passava por sessões de tortura. Às 11h terá uma coletiva do delegado responsável pelas investigações.

Saiba mais no vídeo abaixo:

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também