Piracicaba (SP): 82 estabelecimentos comerciais foram inspecionados e nove interditados

Piracicaba (SP): 82 estabelecimentos comerciais foram inspecionados e nove interditados

Além dos estabelecimentos, duas festas realizadas no sábado (27) também foram encerradas na hora

A força-tarefa criada pela Prefeitura de Piracicaba (SP) para coibir o desrespeito aos protocolos de prevenção à Covid-19, realizou entre os dias 24 e 28 de fevereiro, 82 inspeções em estabelecimentos comerciais. Nesse período, nove estabelecimentos comerciais foram interditados, com o encerramento das atividades de imediato.

Foto: Divulgação/Prefeitura de Piracicaba

Duas festas realizadas no sábado (27) também foram encerradas na hora. Uma se tratava de um aniversário, no bairro Pau-Queimado, e a outra era uma festa de casamento, no bairro Jupiá. Os dois eventos geravam aglomeração de pessoas, o que é proibido durante a pandemia.

O número de inspeções aumentou de maneira gradativa no município nas últimas semanas. Além de possuir um roteiro pré-definido, a força-tarefa, durante as suas ações no período da noite, vai recebendo novas denúncias de irregularidades por intermédio de informações passadas pela Polícia Militar e telefones 156 e 153.

“A fiscalização aumentou e a interdição de estabelecimentos comerciais diminuiu. Um bom sinal, que mostra que a população e os proprietários dos estabelecimentos estão mais conscientes sobre a maneira correta de proceder nessa fase”, disse Clarice Bragantini, do Cevisa.

A força-tarefa é formada por representantes do Cevisa (Centro de Vigilância em Saúde), Secretaria de Finanças, Guarda Civil (Pelotão Ambiental e Romu) e Polícia Militar.

Multas de até R$ 5.800

Desde o início do ano, a Prefeitura aplicou quatro multas em estabelecimentos reincidentes, de valores que vão de R$ 2.800 a R$ 5.800. O trabalho de abordagem da força-tarefa passa pelas etapas de orientação, notificação e auto de infração. As multas só acontecem quando os estabelecimentos comerciais desrespeitam todas as fases anteriores.

Como denunciar

As denúncias sobre festas clandestinas ou aglomerações podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Civil) e 156 (Serviço de Informação à População).

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também