Força-tarefa realizou 54 inspeções em estabelecimentos comerciais de Piracicaba no fim de semana

Denúncias podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Civil) e 156 (Serviço de Informação à População)

A força-tarefa criada pela Prefeitura para coibir o desrespeito aos protocolos de prevenção à Covid-19, formada por representantes do Cevisa (Centro de Vigilância em Saúde), Secretaria de Finanças, Guarda Civil (Pelotão Ambiental e Romu) e Polícia Militar, realizou entre os dias 12 e 14 de fevereiro, 54 inspeções em estabelecimentos comerciais de Piracicaba (SP).

Foto: Divulgação/Prefeitura de Piracicaba

Em alguns casos, esses estabelecimentos foram interditados por ultrapassar o horário de funcionamento e promover a aglomeração de pessoas, inclusive com a execução de música ao vivo, atividade proibida na Fase Laranja do Plano São Paulo.

Na sexta-feira (12), a força-tarefa, por meio de informações anônimas, conseguiu realizar a suspensão de uma festa clandestina, que poderia receber até 100 pessoas, programada para acontecer na zona oeste do município. Como as viaturas chegaram com uma hora de antecedência, não houve confronto e a paralisação foi pacífica.

Entre sábado (13) e domingo (14), a fiscalização concentrou suas ações em bares no Centro e próximos à Avenida Carlos Botelho. Denúncias alertavam que alguns deles insistiam em promover aglomeração de pessoas, inclusive com a apresentação de música ao vivo. Ao chegar nesses locais e constatar a veracidade das informações, a força-tarefa interditou os estabelecimentos comerciais.

PARA DENUNCIAR – As denúncias sobre festas clandestinas ou grandes aglomerações podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Civil) e 156 (Serviço de Informação à População).

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também