Audiência do motorista que matou mãe e filho em Piracicaba está marcada para hoje (10)

Audiência do motorista que matou mãe e filho em Piracicaba está marcada para hoje (10)

O acusado estava dirigindo embriagado e em alta velocidade, quando causou um acidente de trânsito na Avenida Armando Salles, que matou mãe e filho

A nova audiência do acusado de matar mãe e filho em um grave acidente de trânsito no dia 23 de agosto de 2020, na Avenida Armando de Salles Oliveira, em Piracicaba (SP), está marcada para às 15h30 desta quarta-feira, 10 de fevereiro.

Mortos em acidente de trânsito em Piracicaba eram mãe e filho
Foto: Facebook

O juiz Luiz Antônio Cunha, da Vara do Júri e Execuções Criminais, poderá definir hoje o futuro do motorista do Corolla responsável pelo acidente. O magistrado deve decidir se aceita a denúncia do Ministério Público (MP) por dolo eventual e consequentemente júri popular, ou a tese da defesa para homicídio culposo (quando não há intenção de matar).

Na época do caso, o responsável pelo acidente — de 36 anos de idade — foi preso em flagrante ainda no local e indiciado por crime de homicídio culposo. Além disso, foi constatado, após investigação, que ele dirigia em alta velocidade, com CNH vencida e sob influência de álcool antes de provocar o acidente. Inclusive o teste de etilômetro apontou 0,79mg de álcool por litro de ar alveolar. Limite muito superior ao permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro, que é de 0,3mg.

Em outubro, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) concedeu liberdade provisória ao acusado.

O acidente

O acidente de trânsito ocorreu por volta da 01h do domingo (23), na Avenida Armando de Salles Oliveira, sob o viaduto da Rua Governador – área central de Piracicaba (SP).

Empresário bêbado mata dois homens em acidente de trânsito em Piracicaba
Foto: Redes Sociais

Pelo local, o indivíduo embriagado conduzia em alta velocidade um veículo Toyota Corolla, momento em que ele perdeu o controle do automóvel e acabou colidindo contra um veículo Fiat Uno Mille. Dentro do Uno havia três pessoas – pai, mãe e filho.

Vilma de Moura de 52 anos e o filho Gabriel Alves de Moura de 26 anos não resistiram aos ferimentos e morreram no local. Já o pai, também de 52 anos, foi conduzido com vida ao Hospital dos Fornecedores de Cana (HFC). Ele recebeu alta horas mais tarde.

A Polícia Militar foi até o local e realizou o exame de etilômetro no indiciado, que apontou 0,79mg de álcool por litro de ar alveolar. Limite muito superior ao permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro, que é de 0,3mg.

Mãe e filho foram enterrados ainda na tarde do domingo (23), no Cemitério da Vila Rezende, em Piracicaba.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também