Coronavírus Piracicaba (SP): serviços não essenciais terão que fechar aos finais de semana e nos dias úteis após as 20h

Coronavírus Piracicaba (SP): serviços não essenciais terão que fechar aos finais de semana e nos dias úteis após as 20h

Doria regrediu Piracicaba à Fase Vermelha somente aos sábados, domingos e das 20h às 06h em dias úteis. Nos demais períodos, permanecem as regras da Fase Laranja

Em reclassificação do Plano São Paulo nesta sexta-feira (22), o governador Doria decretou que comércios, bares e restaurantes de Piracicaba (SP) e região não poderão funcionar nos próximos finais de semana e nem das 20h às 06h em dias úteis. As medidas passam a valer a partir da segunda-feira (25).

Foto: Governo do Estado de São Paulo

A região de Piracicaba (SP) foi mantida na Fase Laranja durante a semana, das 06h às 20h, mas aos finais de semana e no período noturno de dias úteis regride para a Fase Vermelha, onde só podem funcionar os serviços essenciais.

A medida vale pelo menos até 07 de fevereiro e motivo é uma nova alta no número de casos e internações. Veja abaixo como passa a funcionar a cidade com a reclassificação:

Regras para Fase Laranja

  • Todos os setores de comércio e serviços são permitidos, com exceção ao atendimento presencial em bares;
  • Capacidade de ocupação máxima de 40% em todos os setores;
  • Funcionamento máximo de 8 horas por dia;
  • Restrição de atendimento presencial até as 20h em todos os estabelecimentos;
  • Parques estaduais, salões de beleza e academias: poderão abrir.

Regras para a Fase Vermelha noturna e aos finais de semana

  • Apenas serviços essenciais como padarias, mercados e farmácias podem operar.
  • Bares, restaurantes e comércio não poderão funcionar.

Desde o início do ano, o governo paulista tem feito reclassificações semanais. No final de 2020, a gestão estadual chegou a colocar o Estado na Fase Vermelha durante as festas de final de ano para tentar evitar aglomerações e os riscos de contaminação.

O Plano São Paulo analisa o grande aumento semanal de novas internações, mortes, casos ou taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também