Mês de junho terminou sem mortes no trânsito, em Piracicaba (SP)

Mês de junho terminou sem mortes no trânsito, em Piracicaba (SP)

Nenhuma morte foi registrada no trânsito de Piracicaba no mês de junho, segundo monitoramento do Infosiga — sistema gerido pelo Estado de São Paulo e que reúne informações de acidentes e mortes no trânsito. A boa notícia faz contraste com o mesmo período do ano passado – junho de 2019 – quando o trânsito piracicabano registrou quatro mortes.

Uma foto que mostra um agente da Semuttran no trânsito de Piracicaba
Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

No acumulado do semestre — de janeiro a junho de 2020 — ocorreram 10 mortes no total nas vias que pertencem a Piracicaba, uma queda de 33,3% em relação ao primeiro semestre de 2019, quando foram registrados 15 óbitos. Destas 10 mortes ocorridas em 2020: três eram motociclistas, três eram pessoas que estavam em automóveis, um era ciclista e outros três eram pedestres. Em 2019, morreram sete motociclistas, cinco pessoas em automóveis, uma pessoa em caminhão e dois pedestres.

Diminuição de vítimas de motos

De acordo com Jorge Akira, secretário da Semuttran, o que chama a atenção também é a diminuição do número de vítimas de moto no primeiro semestre: três agora em 2020, contra sete em 2019 — uma diminuição de 57%.  “Estudos de aplicativos, como o iFood, mostram que, desde o início da quarentena, o número de motociclistas triplicou nas vias. Mesmo assim, os óbitos caíram. Essa queda pode estar ligada ao fechamento de bares e restaurantes e, consequentemente, à diminuição da ingestão de bebidas alcoólicas”, explicou Akira.

“Os dados são positivos para Piracicaba, também, porque no início da quarentena, em abril, o tráfego de veículos nas ruas da cidade diminuiu em 55%. Hoje, a circulação é apenas 15% a 20% menor e, mesmo assim, tivemos essa queda no número de óbitos”, finaliza.

  • JUCA HELP! — Seu benefício está muito baixo? Conheça aqui o “Revisão Vida Toda”.

Estado

De acordo com o Governo do Estado de SP, a diminuição dos índices de acidentes em todo o Estado, no primeiro semestre, está ligado à quarentena. De janeiro a junho, foram registrados 2.321 óbitos no Estado — uma redução de 11% se comparado com o mesmo período de 2019. É o menor número de mortes em um semestre desde o início da série histórica, em 2015.

O mês de junho também registrou queda acentuada nas fatalidades. Foram registradas 346 ocorrências em todo o Estado, uma redução de 31% na comparação com o ano passado, quand houve 501 óbitos. Já acidentes reduziram 21%, passando de 15.890 ocorrências em 2019 para 12.569 neste ano.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também