Esposa de Silvio Santos revela segredos e brigas com apresentador: “Dividimos a casa”

Iris Abravanel, esposa de Silvio Santos, participou concedendo uma entrevista ao canal do YouTube da filha Patrícia Abravanel. Na conversa, a “primeira dama do SBT” falou sobre sua relação com o apresentador e garantiu que nunca se sentiu insegura quando ao casamento, as belas mulheres que o marido sempre teve contato, mas confessou que às vezes é preciso dar uma segurada nele.

Iris Abravanel e Silvio Santos
Iris Abravanel e Silvio Santos – Foto: Reprodução

“Eu acho que o casal fica junto quando quer. Ele não precisava de mim pra nada. Ele podia sair a hora que ele quisesse. Se ele estava comigo, é porque ele me amava, e me ama até hoje. Eu nunca competi. A vida dele sempre foi assim, rodeado de mulheres lindas e maravilhosas. Quando eu era mais nova, ainda dava até pra competir, mas chega um ponto que você não vai competir com as mulheres mais novas”, disse explicando o porque buscava não competir com as belas apresentadoras que cercam Silvio Santos no SBT.

Logo, Iris Abravanel analisou o ponto essencial para manter um casamento por muitos anos: “O importante é aquilo que você tem dentro pra dar, e a gente aprende com a maturidade. Esse entusiasmo, alegria, conforto e aconchego do lar, a gente pode dar. Não damos a juventude, mas podemos dar as coisas muito mais palpáveis. Então está comigo porque quer. Já está conquistado”. 

Apesar de toda segurança, ela conta que Silvio Santos está mais soltinho ultimamente e por conta disto às vezes precisa segurar as pontas e dar um puxão de orelha no marido: “Hoje ele está impossível. Soltou a franga. Ele sempre foi um pouco assim. Eu lembro que tinha uma jurada que ele dava selinho. Ele era saidinho sim. Eu assistia. Essa coisa agora de ele se soltar total, isso eu tento segurar um pouco, porque às vezes é muito demais”, confessa.

Mas, assim como todo casal, a mãe de Patrícia Abravanel revelou que ela e Silvio Santos tiveram muitos arranca rabos e chegaram até a “se separar” dentro da própria casa. “Do mesmo que a gente ama, a gente quebra muito o pau. A gente já dividiu a casa no meio (cada um de um lado). Hoje não mais. Ele morria de medo que eu desistisse, porque eu era mais jovem que ele. Um dia falei pra ele que não iria me separar nunca dele. Depois dessa vez ele sossegou um pouco. Acho que ele tinha uma certa insegurança de perder aquilo que ele tinha”, detalhou.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também