Connect with us

Cultura

Estreia da 30ª Paixão de Cristo de Piracicaba é marcada por emoção

Fernanda Maestro

Published

on

Aproximadamente, duas mil pessoas prestigiaram a emocionante estreia da 30ª edição da Paixão de Cristo de Piracicaba, que aconteceu neste domingo (14) no Engenho Central. As apresentações seguem hoje (15) e continuam durante todas as noite deste semana, até o domingo de Páscoa, dia 21 de abril, sempre às 20 horas. Na Sexta-feira Santa, dia 19, ocorrerá uma sessão extra, às 17 horas.

Foto: Tiago Rochetto

Realizado pela Associação Cultural e Teatral Guarantã, em uma co-produção com a Prefeitura de Piracicaba, em três décadas, a montem nunca deixou de ser apresentada na cidade localizada no interior de São Paulo. Centrada na epopeia bíblica e narrando os últimos dias de Jesus Cristo na Terra, o espetáculo piracicabano é uma das maiores montagens cênicas do país.

“Ouvir a plateia aplaudindo fortemente o espetáculo no encerramento é sinal de que o trabalho foi bem feito. Afinal, emocionar duas mil pessoas não é tarefa fácil. Portanto, estou muito orgulhoso desse retorno do público na noite de estreia”, afirmou o diretor Marcos Thadeus, que conta com a assistência de Edvaldo Oliveira.

Nesta edição, a encenação que acontece em uma antiga usina de açúcar localizado às margens do rio Piracicaba, transcorre por 56 atos e está mais dinâmica, assim a peça teatral tem duração de 1h45. O elenco é composto por 220 atores, mas possui mais de 300 pessoas contanto com as equipes de técnica e produção.

Além de cenas inéditas, outro destaques da encenação são os sistemas de acessibilidade criados para integrar o público ao espetáculo como a áudio-descrição e a participação de uma interprete de libras, além das rampas de acesso a arquibancada para cadeirantes e idosos, que possuem espaço reservado.

O espetáculo

Retratando uma verdadeira cidade cenográfica e tudo a céu aberto, a montagem acontece num espaço de oito mil metros quadrados e a história transcorre em cenas simultâneas, encenadas para permitir ao público uma completa visibilidade de todos os palcos onde se desenvolvem as cenas.

Acomodado em uma arquibancada com capacidade para mais de 2.500 pessoas, no decorrer da apresentação o espectador sente-se envolvido pelo clima do espetáculo, num realismo obtido graças aos inúmeros efeitos cênicos e técnicos. A dramaticidade da trilha sonora, juntamente com os recursos utilizados, tais como carruagens, bigas, soldados e artistas circenses, remete o espectador à própria época.

Por tudo isto, e após 30 edições de apresentações ininterruptas, a Paixão de Cristo de Piracicaba é reconhecida pela crítica especializada como um dos melhores espetáculos do gênero em todo o país. A produção do espetáculo é de Anelisa Ferraz.

Jornalista formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Trabalhou em campanhas políticas e estagiou na Câmara de Vereadores de Piracicaba. Atualmente, integra a equipe dos jornais PIRANOT e PORJUCA.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.