Connect with us

Águas de São Pedro

Águas de São Pedro poderá receber R$ 2,7 milhões para projetos turísticos

Avatar

Published

on

O governo estadual anunciou esta semana R$ 360 milhões para as estâncias turísticas do estado de São Paulo. Os recursos devem chegar por meio do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade) e contemplarão projetos já aprovados pelas cidades. Águas de São Pedro deve receber, em 2019, o valor de R$ 2,762 milhões. O montante, no entanto, é o valor previsto caso não haja nenhum corte ao longo do ano pelo governo estadual.

águas de são pedro

Foto: Divulgação.

Os recursos já deveriam ter sido anunciados no final de 2018, porém houve um atraso. Também há a sinalização de que 46% dos recursos liberados para o ano de 2019 poderiam ser contingenciados, o que não contemplaria todos os projetos programados anteriormente pelo município de Águas de São Pedro.

“O Comtur aprovou quatro projetos para este ano e que já haviam sido enviados para o COC [Conselho de Orientação e Controle do Fundo de Melhoria das Estâncias]. Vamos depender de não haver nenhum contingenciamento por parte do governo para implementar todos os projetos”, disse a secretária de Turismo, Rose Massarutto.

O orçamento previsto para Águas este ano é aproximadamente R$ 200 mil a mais do que havia sido projetado para 2018. “A verba do Dade é de extrema importância para nossa estância. É um recurso livre que entra para os cofres e permite que nós possamos dar andamento às necessidades de infraestrutura e turismo”, completou o prefeito Paulo Barboza (PSDB).

Projetos de 2018 são reapresentados

A secretária de Turismo de Águas de São Pedro explicou ainda que o município já reapresentou os projetos ao governo estadual que haviam sido cancelados no mês passado. Ao todo mais de 40 estâncias tiveram recursos retidos.

A Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo (Aprecesp) fez um esforço conjunto para sensibilizar o governo a reassumir os compromissos já liberados. O órgão emitiu uma carta ao governo solicitando posicionamento dos convênios anteriores e segurança para pagamento; descontigenciamento de recursos, possibilitando o valor total dos convênios 2019 e a certeza de verba para o empenho referente ao mesmo ano.

“Temos a informação que 46% dos valores podem ser contingenciados e que apenas 54% poderia ser usado para os projetos que temos. Já reapresentamos todos os projetos e estamos esperando um sinal positivo por parte do governo estadual”, completou Rose.

Os convênios cancelados foram: requalificação urbana com foco na mobilidade do canal central; reforma do Ponto de Cavalos e adequação do piso do Centro de Convenções – totalizando R$740.693,16 reais; reforma e adequação da Piscina Pública Municipal no valor de R$ 859.098,07 reais.

1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    Paulo

    27 de fevereiro de 2019 at 15:17

    Gozado pra turismo paisagismo reformas indevidas vem dinheiro para saúde na cidade nunca vem por que será ?????

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.