Connect with us

Esporte

Memória: XV de Piracicaba comemora 70 anos da conquista da “Lei do Acesso”

Rafael Fioravanti

Published

on

Que o XV de Piracicaba foi pioneiro da “Lei do Acesso”, isso todos nós sabemos; afinal, é o que diz um trecho do hino oficial do clube, escrito por Jorge Chaddad e Anuar Kraide. A data, porém, muitos esquecem… então anotem aí! No dia 13 de fevereiro de 1949, o XV venceu o Linense e se tornou o primeiro time do interior a ter o direito de disputar a elite do estadual paulista.

XV de Piracicaba

Foto: Acervo Rocha Netto

Com a novidade, criada pelo presidente da Federação Paulista de Futebol, Roberto Gomes Pedrosa, a competição saltou de 14 para 43 participantes, divididos na fase inicial em três grupos — um de 15 e dois de 14. O regulamento previa que os primeiros colocados de cada chave fariam o triangular final para decidir o campeão. A primeira fase se desenrolou até 12 de dezembro de 1948 e o XV somou 38 pontos, ficando na liderança da Série Preta.

Nas outras Séries (Branca e Vermelha), Linense e Rio Pardo, respectivamente, levaram a melhor e avançaram para a etapa final do torneio. Os jogos começaram no final daquele ano e, após seis jogos realizados, as três equipes ficaram com quatro pontos (duas vitórias), o que forçou um novo desempate, já que naquela época não havia critérios de desempate, como saldo de gols e gols marcados. A partir de então, as partidas foram marcadas em campo neutro na capital.

Em sorteio feito na FPF, o time de Lins ganhou o direito de “ficar de chapéu”, aguardando o vencedor de XV de Piracicaba e Rio Pardo, que terminou com vitória do XV por 2 a 1. A decisão ocorreu no Palestra Itália, ocasião em que o XV goleou por 5 a 1 — dois gols de Gatão, dois de Rabeca e um de De Maria.

Neste jogo, o então técnico quinzista, Eugênio Vanni, mandou para o campo: Ari; Elias e Idiarte; Cardoso, Strauss e Adolfinho; De Maria, Sato, Picolino, Gatão e Rabeca.

Parabéns ao XV de Piracicaba, pelos 70 anos da “Lei do Acesso”.

Campeonato

Nesta quarta-feira (13), às 20 horas, o XV de Piracicaba encarou a Portuguesa Santista fora de casa. Após um jogo pegado (e empate por 3 a 3), o XV tomou um gol no final do segundo tempo, perdendo a partida por 4 a 3.

O próximo desafio do XV acontece neste sábado (16), às 17h, diante do São Bernardo.

Rafael é formado em jornalismo (comunicação social) pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do Jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    rafael

    25 de fevereiro de 2019 at 12:38

    O Xv tem como esse titulo, um dos mais importantes para o clube. Porém fizeram uma homenagem muito aquém do que os atletas mereciam, na verdade nem chamo isso de homenagem.
    A diretoria pecou, podia ter feito algo legal, uma homenagem de acordo para esses jogadores do qual vestiam a camisa por amor ao clube.
    Poderiam ter dado uma camisa com a numeração do atleta para a familia ou uma placa, porém nada disso foi feito.
    Infelizmente a diretoria não tem a mesma grandeza que o clube possui.
    Lamentável !

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.