Connect with us

Notícias

Mulher morta em acidente na Rodovia Geraldo de Barros em Piracicaba (SP) será enterrada hoje (11)

Fernanda Maestro

Published

on

Ines Araujo Crepaldi, de 70 anos, vítima fatal do acidente causado por um motorista alcoolizado na tarde deste domingo (10), na Rodovia Geraldo de Barros, em Piracicaba (SP), será enterrada hoje (11) na cidade de São Pedro (SP).

O corpo de Ines está sendo velado na sala 01 do Memorial Bom Jesus e o sepultamento está marcado para às 16h30, no Cemitério Municipal de São Pedro. Ines era casada com Arnaldo Crepaldi, o motorista do veículo que segue internado em estado grave no Hospital dos Fornecedores de Cana.

O acidente

Um homem alcoolizado causou um grave acidente na tarde deste domingo (10), na Rodovia Geraldo de Barros, altura do distrito de Santa Terezinha, em Piracicaba (SP). Ines Araujo Crepaldi, de 70 anos, morreu no local e outras três pessoas ficaram feridas, uma delas era seu marido Arnaldo Crepaldi. Ele foi encaminhado ao Hospital dos Fornecedores de Cana (HFC) em estado grave.

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

De acordo com informações apuradas pelo Jornal PIRANOT, o veículo Ecosport, conduzido por Arnaldo, trafegava pela (SP-304) sentido São Pedro, quando na rotatória do bairro Parque Piracicaba, foi atingido violentamente por um veículo VW Gol, que não respeitou a placa PARE e cruzou a rodovia.

Após a colisão, a Ecosport capotou e arremessou Ines, que estava no banco dianteiro, para fora do veículo. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. Arnaldo, de 72 anos, foi socorrido em estado grave ao Hospital dos Fornecedores de Cana. Os outros dois passageiros sofreram ferimentos leves e foram encaminhados à UPA Vila Sônia.

O condutor do VW Gol, responsável pelo acidente, não sofreu nenhum ferimento. Ele foi submetido ao teste do bafômetro e o exame constatou que o mesmo se encontrava alcoolizado, mas não embriagado.

Segundo a médica legista, o acusado alegou que é diabético e faz uso regular de insulina e que o medicamento poderia ter alterado o teste do etilômetro. Ele concordou em realizar coleta de material biológico para análise, a fim de fazer comparação entre os dois exames.

O indivíduo foi preso e conduzido à delegacia, mas foi liberado em seguida para responder pelo crime em liberdade.

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Jornalista formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Trabalhou em campanhas políticas e estagiou na Câmara de Vereadores de Piracicaba. Atualmente, integra a equipe dos jornais PIRANOT e PORJUCA.

9 Comments

9 Comments

  1. Avatar

    Samanta Santos

    11 de fevereiro de 2019 at 12:29

    Deus amado…..Achei que essa lei ja tinha mudado…..
    O cara bebeu…..matou e ainda foi liberado???
    Deus tenha piedade de tds nós

  2. Avatar

    Célio

    11 de fevereiro de 2019 at 13:03

    Vagabundo tem que apodrecer na cadeia enche a cara de cerveja depois sai dirigindo igual louco acabando com uma família. Pais sem lei é assim msm a cara é um assassino e nada acontece com ele próximo final de semana ele vai estar enchendo a cara dinovo. Lamentável…

  3. Avatar

    flavia indaiapassuelo

    11 de fevereiro de 2019 at 13:09

    Meu Deus por isso que o Brasil vai de mal a pior

  4. Avatar

    Anônimo

    11 de fevereiro de 2019 at 14:28

    É isso aí o cara bebê o bafômetro acusa que está alcoolizado vai preso e logo em seguida solto ….aí vai a minha pergunta se o marido da vítima sair dessa que está em estado grave o que as autoridades vai falar pra êle Que perdeu a esposa por causa de um encopetente bêbado que a esposa dele morreu simples assim….e foi solto e mais nada simples assim né estou passada com a atitude dessas autoridades nesse Brasil em que vivemos …….eu não acredito nisso…..🤬🤬🤬🤬🤬🤬🤬🤬🤬🤬🤬

  5. Avatar

    Anônimo

    11 de fevereiro de 2019 at 19:16

    e o mentiroso ainda tem a cara de pau de dizer que é diabético a conta outra seu vagabundo eu te conheço e vc não tem diabete coisa nenhuma ..

  6. Avatar

    Anônimo

    11 de fevereiro de 2019 at 20:38

    Brasil de merda, um vagabundo bêbado mata uma inocente acaba com uma familia e fica livre?

  7. Avatar

    Anônimo

    11 de fevereiro de 2019 at 20:50

    Brasil de merda, um vagabundo bebado mata e fica livre???

  8. Avatar

    João Dias

    12 de fevereiro de 2019 at 7:44

    Mais um caso de violência no trânsito, a Policia de Piracicaba tem que intensificar os comandos para coibir casos como esse. A maioria dos motoristas piracicabanos dirigem com violência, não respeitam nenhuma regra de trânsito, avançam farol vermelho, ultrapassam pela direita, andam velocidade superior a permitida, não utilizam a seta e o pior bebem e dirigem.

  9. Avatar

    Anônimo

    12 de fevereiro de 2019 at 10:07

    E pra piorar tudo: Sem cinto de segurança…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.