Connect with us

Notícias

Em Piracicaba, agente penitenciário do CDP é agredido por dois detentos

Rafael Fioravanti

Published

on

Um agente penitenciário foi agredido durante seu turno de trabalho no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Piracicaba na tarde desta quarta-feira (30). A agressão ocorreu por volta das 18h15.

Foto: Arquivo

De acordo com informações da Polícia Civil, o agente penitenciário de 33 anos fazia a contagem dos presos no pavilhão A do CDP, mais precisamente na cela 1, quando, em determinado momento, um presidiário de 19 anos correu em sua direção e desferiu um soco em seu rosto. Na ocasião, outro presidiário de mesma idade também aproveitou a oportunidade para agredi-lo, lançando uma caneca que também acertou o seu rosto.

O agente relatou ainda que, após a agressão, o presidiário começou a ameaçá-lo, dizendo para que ele e sua família tomasse cuidado na rua.

Os agressores não foram conduzidos ao Plantão Policial devido a uma norma interna do CDP que proíbe a retirada de presos no período noturno.

O Boletim de Ocorrência foi lavrado na madrugada desta quinta-feira (31), na natureza de lesão corporal e ameaça, incurso nos Artigos 129 e 147 do Código Penal, respectivamente. O 4º Distrito Policial de Piracicaba ficou encarregado de investigar melhor o ocorrido.

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

11 Comments

11 Comments

  1. Sonia

    31 de janeiro de 2019 at 10:31

    O que será que esse carcereiro fez para o detento?pq nenhum detento agride carcereiro assim sem motivo,eles também têm regras…

  2. João

    31 de janeiro de 2019 at 11:39

    Sabe o que ele fez Sônia… Entrou pra trabalhar e foi agredido por dois vagabundos!

  3. Anônimo

    31 de janeiro de 2019 at 12:07

    Infelizmente o estado é fraco colocam no máximo 2 agentes por raio, eles ficam mercê da violência.

  4. Marciano

    31 de janeiro de 2019 at 14:39

    O dia que você, Sônia cruzar na rua com ums vagabundos desses , você vai dar mais valor para essa classe tão desvalorizada, inclusive por você,mediante seu comentário, é preciso ter conhecimento de causa para poder comentar algo!

  5. fran

    31 de janeiro de 2019 at 14:53

    Vc fala isso marciano porque não deve ter ninguém lá dentro pra saber o qto esses agentes são folgados, e arrogantes. Só que é assim a gente imagina que acontece com todo mundo menos com nós ou nossa família, e não é bem assim.

  6. Anônimo

    31 de janeiro de 2019 at 16:14

    Onde estão as pessoas dos Direitos humanos para defender o carcereiro?
    Se fosse ao contrário, o carcereiro desse uns tabefes, em um dos presos. Tenham a certeza que já estaria sendo mostrado nas mídias.

  7. anônimo

    31 de janeiro de 2019 at 16:31

    direitos humanos só pra manos, o o dia q forem assaltada passa as regras para o assaltante,

  8. Anônimo

    31 de janeiro de 2019 at 18:14

    Se no meu Estado,até hj,esses vagabundos estariam em uma CELA especial.

  9. Luciana

    31 de janeiro de 2019 at 19:26

    não mencionaram o nome do adolescente que bateu no agente será que esse adolescentes estão lá ainda alguma coisa o agente fez para eles só Deus que sabe

  10. Celso

    31 de janeiro de 2019 at 23:11

    Agente não tem ninguém lá porque fomos devidamente educados por pai e mãe. Quem devia tá preso juntos é o pai e a mãe desses infelizes, só estão lá porque escolheram estar lá… não tem nenhum coitadinho inocente lá não. Se estão presos tem que sofrer as consequências…comida é ruim, tratamento é ruim, mas se estivessem escolhido o lado certo e correto da vida não precisaria passar por tudo isso.

  11. Alguém

    1 de fevereiro de 2019 at 10:17

    Os presos com certeza ficaram sem alguns dentes 🤔

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.