Connect with us

Notícias

Secretaria da Saúde de Piracicaba terá aumento de teto de R$ 8 milhões para 2019

Fernanda Maestro

Published

on

A Prefeitura de Piracicaba vai receber mais R$ 8.051.576,86 milhões de reais do Ministério da Saúde para custear internações hospitalares de pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde) em 2019. O aumento de teto foi confirmado pela Portaria MS 4125, publicada na última sexta-feira, 21 de dezembro, no Diário Oficial da União (DOU), e será feito em 12 parcelas de R$ 670.964,73. Com o recurso, mais atendimentos serão realizados e, consequentemente, haverá a diminuição de filas.

Foto: Wagner Romano/PIRANOT

O pedido de aumento de repasse foi feito pelo prefeito Barjas Negri em audiência com o ministro da Saúde, Gilberto Magalhães Occhi, em novembro. Barjas apresentou a Occhi dados que comprovam a defasagem do orçamento. “Em função dessa defasagem, a Prefeitura vem acumulando déficit financeiro com os hospitais credenciados junto ao SUS – Santa Casa e Hospital dos Fornecedores de Cana”, explicou Barjas Negri. Segundo o prefeito, o município tem dificuldade em continuar custeando essa conta com recursos próprios. A Administração já aplica cerca de 30% de seus recursos em serviços e ações de saúde.

Para o secretário de Saúde, Pedro Mello, o aumento do teto é muito bem-vindo porque ajuda a resolver um problema imediato, no entanto, no médio e longo prazo é preciso haver mudanças no cenário econômico para que o sistema público de saúde deixe de ser tão pressionado como vem sendo em decorrência da crise financeira. “Com o desemprego, as pessoas perdem seus planos de saúde e migram para o sistema público, aumentando a demanda na rede e, consequentemente, os gastos do município, sem o correspondente repasse do governo federal”.

A articulação junto ao Ministério da Saúde foi feita pelo prefeito Barjas Negri, pelo secretário Pedro Mello e pelo vereador Gilmar Rotta.

Outras demandas

Nas viagens a Brasília pelos representantes do Executivo e Legislativo Municipal também foram discutidos o repasse de R$ 4 mil ao Programa de Residência Médica, a regionalização do Samu 192, a qualificação da UPA Piracicamirim, a implantação do programa Melhor em Casa, assim como a Rede de Cuidado da Pessoa com Deficiência, o CER II Apae e o CER IV Centro de Reabilitação.

 

Jornalista formada pela Universidade Metodista de Piracicaba. Trabalhou em campanhas políticas e estagiou na Câmara de Vereadores de Piracicaba. Atualmente, integra a equipe dos jornais PIRANOT e PORJUCA.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.