Connect with us

Esporte

Dois jogadores do XV retornam do empréstimo e iniciam atividades no clube

Published

on

Revelados nas categorias de formação do XV de Piracicaba, o lateral-esquerdo Rubens Carvalho e o atacante Bruninho fizeram parte da equipe que ficou próxima de recolocar o XV na elite estadual de 2019. Ambos, inclusive, estavam no jogo decisivo diante do Guarani, no estádio Brinco de Ouro, pela segunda partida das semifinais do Paulistão A2 (Bruninho como titular e Rubens Carvalho como opção).

XV de Piracicaba

Fotos: Michel Lambstein

Com a derrota por 1 a 0, o objetivo foi adiado. No segundo semestre, o atacante e o lateral-esquerdo seguiram por empréstimo para Sampaio Corrêa e Red Bull, respectivamente. Com experiências e aprendizados adquiridos nesse período, a dupla volta ao XV de Piracicaba em busca da meta não atingida neste ano. A caminhada começa, a princípio, no dia 20 de janeiro, contra a Internacional, no estádio Major José Levy Sobrinho, em Limeira.

“Evoluí bastante nesse tempo em que fiquei no Sampaio. Vivi momentos bons e ruins, que eu soube lidar muito bem. Isso fará com que eu possa conduzir melhor as coisas por aqui”, disse Bruninho, que tirou lições também do revés sofrido em abril de 2018. “Nosso time era muito bom, mas os detalhes decidiram o confronto. Então, nessa nova temporada, sabemos que temos que minimizar os erros ao máximo, se quisermos subir e sermos campeões”, completou.

O atacante elogia o trabalho de formação do plantel quinzista, que conta, atualmente, com mais sete opções para o setor ofensivo. “O elenco está sendo bem montado e ficando muito forte. Há atletas experientes e jovens que já possuem rodagem no futebol. A concorrência no ataque é grande, porém a disputa pela titularidade será muito sadia. Quem tiver melhor vai jogar e, independente de quem seja, contará com a torcida dos demais”, analisou.

O lateral-esquerdo defendeu as cores do XV na Copa São Paulo Júnior em janeiro e, em seguida, foi promovido ao time profissional. “A evolução em 2018 foi muito grande. Participei de partidas na A2 pelo XV, despertei o interesse de um grande clube, como o Red Bull, onde vivenciei novas filosofias de jogo, as quais tive que me adaptar. Conheci outros treinadores e aprendi bastante”, comentou o jogador, que lembra da ascensão do Alvinegro no Paulista.

“No meio da competição, estávamos em uma posição intermediária na tabela e alguns falavam até em rebaixamento, no entanto, dentro do nosso grupo, isso nunca passou pelas nossas cabeças. Nós nos fechamos e conseguimos uma arrancada que nos deu a classificação para as semifinais. Claro que ficou uma frustração, porque sabíamos que tínhamos chances de obter o acesso, como sabemos que podemos brigar novamente por isso no ano que vem”, comentou.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.