Conecte-se conosco

Notícias

Pai que matou marido da filha ao descobrir agressões segue foragido, em Piracicaba

Rafael Fioravanti

Published

em

Na tarde desta quarta-feira (05), o Jornal PIRANOT notificou que um homicídio foi registrado em Piracicaba por volta das 16h15, na esquina da Rua Doutor Jorge Augusto da Silveira com a Rua Jorge Zohlner, no bairro Morumbi.

Piracicaba

Wagner Feliciano, de 29 anos, assassinado pelo pai de sua esposa. Foto: Facebook.

De acordo com o que publicamos ontem, uma mulher de 25 anos vinha sofrendo uma série de agressões por parte do marido, de 29 anos, no último ano. Assim que o pai tomou ciência das agressões que a filha sofria, foi até a residência de ambos para tirar satisfações com o genro. No local, houve discussão e o sogro acabou alvejando o genro com dois disparos de arma de fogo.

O ferido foi identificado como sendo Wagner Feliciano, de 29 anos. Ele chegou a ser socorrido por populares até o Pronto Socorro do Piracicamirim, porém chegou já em óbito no local. Wagner Feliciano trabalhava como tatuador e era natural deste mesmo município.

Policiais militares contam que faziam patrulhamento pelo bairro Morumbi, momento em que se depararam com Wagner caído na calçada da residência, em decúbito dorsal. Ele foi alvejado com dois tiros na região lateral do tórax.

B.S.S, esposa de Wagner, contou que era casada há um ano e que constantemente era agredida pelo marido. Apesar das agressões, ela disse que nunca chegou a registrar um Boletim de Ocorrência e que as agressões eram de conhecimento de seus familiares.

Na tarde desta quarta-feira (05), após brigar com seu marido, B.S.S decidiu sair de casa. Consequentemente, Wagner passou a ameaçá-la, dizendo que, caso não voltasse para casa, mataria ela e sua mãe. Para resolver a situação, o pai de B.S.S compareceu no imóvel, e após discussão com Wagner, efetuou dois disparos contra ele.

Policiais realizam diligências por todo o município a fim de encontrá-lo, porém ele segue foragido.

O caso foi registrado como homicídio consumado, incurso no Artigo 121 do Código Penal Brasileiro (CPB). O 6º Distrito Policial de Piracicaba ficou incumbido das investigações.

Fotos do local do crime

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Foto: Wagner Romano / Jornal PIRANOT

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

Advertisement
21 Comentários

21 Comments

  1. Viviany

    6 de dezembro de 2018 a 17:00

    Me coloco no lugar do pai dessa moça, por isso, não julgo mal o pai. Tomara que consiga responder em liberdade pela morte do verme. Já a moça, desejo que preste mais atenção com quem se envolve.

  2. Daiana

    7 de dezembro de 2018 a 5:08

    Acredito que qualquer pai que se dedica , que se anulam para criar e educar um filho ou filha não teria Jam ação diferente se a justiça brasileira fosse diferente mais rígida rigorosa com essa tipo de situações muitas coisas seriam evitadas

  3. Guilherme

    7 de dezembro de 2018 a 7:02

    E que continue “foragido” e seja feliz, fez o que qualquer homem decente faria, e que o vagabundo tatuado tenha sofrido muito.

  4. NELSON MALAQUIM JUNIOR

    7 de dezembro de 2018 a 7:12

    O sujeito diz que vai matar sua filha e sua esposa , vc faz o que em. Momento de extrema emoção, espero que o juiz entenda o desespero desse pai , infelizmente essas novas estão escolhendo muito mal e acaba sobrando para o coitado do pai , que nossa justiça seja entendedores dessa situação

  5. Fernanda Costa

    7 de dezembro de 2018 a 7:27

    Lamento pela família do rapaz que perdeu um filho e deve estar sofrendo. Mas como a justiça brasileira não é rigorosa, acredito que se o pai não tivesse tomado tal atitude, daqui uns dias quem chorava era a família dele. Complicado.

  6. Luana

    7 de dezembro de 2018 a 8:08

    Deviam ficar satisfeito com o que esse pai fez.. Que ele consiga responder em liberdade, pois ele estava no direito de pai.. essa moça que tem que ter mais consciência da próxima vez. Um verme desse mereceu isso, nojo de quem o apóia.

  7. Anônimo

    7 de dezembro de 2018 a 8:47

    Este pai merece uma medalha

  8. Dany

    7 de dezembro de 2018 a 9:21

    Se ele não tivesse matado quem poderia estar morto seria a filha.Mas ela poderia ter feito ocorrência pq aí a justiça entenderia como legítima defesa.

  9. Dalva

    7 de dezembro de 2018 a 9:27

    É triste para ambas famílias mas faltou orientações para a moça na escolha de quem ela viveria para sempre, e o rapaz faltou educação e bons exemplos dos pais dele com certeza. Somos exemplo do meio.

  10. Amanda

    7 de dezembro de 2018 a 9:28

    Ninguém tem o direito de tirar a vida de ninguém. Mas esse pai fez o que tinha de ser feito. Se o rapaz ameaçou, ele sem dúvida cumpriria a ameaça, a julgar pela quantidade descomunal de feminicidio acontecendo atualmente. E o pior de tudo, poderia fugir e continuar fazendo mal a outras mulheres. Nesse contexto aí da ameaça, ou seria o agressor ou seria mãe e filha. A família do covarde chora um morto, futuramente esse pai poderia chorar DUAS mortes. O criminoso mais perigoso dessa história foi o agressor, uma vez que as agressões à mulher já constituía crime. Mais cedo ou mais tarde isso poderia se tornar trágico (basta acessar os vídeos da internet e ver a quantidade de crimes praticados por maridos agressores), e quem poderia estar debaixo da terra agora é a moça. Ele deveria aceitar o fim do relacionamento, já que era um lixo de marido. Procurou, achou.

  11. Anônimo

    7 de dezembro de 2018 a 9:30

    Aí se ele não mata o cara o cara vai e mata uma família de bem, acredito que nessa situação é você ou um vagabundo safado que quer tirar proveito ameaçando então ele foi mas rápido, deveria permanecer em liberdade.

  12. Lucia Lima

    7 de dezembro de 2018 a 9:38

    Eu como mãe é pai cuido da minha filha com tanto amor, que não gosto de imaginar alguém batendo nela.Sou contra a violência,mas por minha filha sou capaz de qualquer coisa.. já mais vou julgar esse pai, pai que é pai de verdade não vai ver uma filha sofrendo é ficar quieto.vai saber o que esse indivíduo falou para ele.

  13. Viiitoor!

    7 de dezembro de 2018 a 10:18

    Basta olhar a foto do vagabudo pra ver que ele não presta! Esta certo esse pai, fez o que tinha que fazer.

  14. Nívia Rauber

    7 de dezembro de 2018 a 10:30

    Por mais pais assim ….

  15. CRISTIANE

    7 de dezembro de 2018 a 10:56

    Torço pra mesma impunidade que protege os bandidos assassinos, funcione pra esse paí, que só quis proteger a filha.

  16. Anônimo

    7 de dezembro de 2018 a 11:07

    Deve que era a acostumado a bater em mulher, porém resolver bater em uma ué tem pai. Teve o merecido

  17. Sonia

    7 de dezembro de 2018 a 11:17

    Eu faria o mesmo pelas minhas filhas …que Deus proteja esse super pai

  18. Isabel Adorn

    7 de dezembro de 2018 a 12:49

    Entendo esse pai. Não matei, mas espanquei o demônio até desmaiar.Pensei que estava morto, mas paenas perdeu os dentes e quebrou algumas costelas e o nariz… nunca mais ele encostou um dedo na minha jóia rara, nunca mais me ameaçou .sou pacífica, fina e educada, mas saí do corpo e arrebentei o desgraçado.isso tem uns 20 anos. Ele sumiu.

  19. Rafaela Moura de Oliveira

    7 de dezembro de 2018 a 13:16

    Alguém da um troféu de Nobel da paz pra esse pai?

  20. Anônimo

    7 de dezembro de 2018 a 14:30

    Parabéns ao pai herói

  21. André

    12 de dezembro de 2018 a 19:42

    A justiça não prende esses bandidos pela ameaças que fazem,talvez se esse pai não fizesse isso quem estaria morto não seria esse bandido. E essas mulheres deveriam escolher pessoas de bem trabalhadores e não escolher esses vagabundos como esses.

Qual sua opinião?

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MAIS LIDAS

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.