Conecte-se conosco

Notícias

Em Piracicaba, Patrulha Maria da Penha recebeu 262 medidas protetivas em 10 meses

Rafael Fioravanti

Published

em

A Patrulha Maria da Penha — integrada à Guarda Civil de Piracicaba (GCM) — divulgou seu balanço de janeiro a setembro de 2018. Nesse período, foram registrados no município 262 medidas protetivas expedidas pelo Fórum, 6.057 rondas monitoradas e seis prisões em flagrante de agressores que descumpriram as medidas protetivas.

Foto: Felipe Ferreira / CCS.

Além do patrulhamento, a Patrulha Maria da Penha também realiza entrevistas com mulheres vítimas de violência a fim de encaminhá-las aos respectivos serviços de apoio — Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), Centro de Referência e Saúde da Mulher Vítima de Violência, e informes ao Poder Judiciário quanto ao descumprimento das medidas protetivas.

“Neste período em que implantamos a Patrulha Maria da Penha na Guarda Civil de Piracicaba, verificamos que a mulher se sente mais segura para denunciar o agressor, uma vez que poderá contar com a apoio não só da Patrulha, mas também de outros órgãos envolvidos nesta rede de atendimento à mulher vítima de violência”, observa Lucineide Maciel, a comandante da Guarda Civil.

Desde abril de 2017, quando foi criada, a Patrulha Maria da Penha realizou 537 medidas protetivas, 11.977 rondas e nove prisões.

Mulheres vítimas de violência, denunciem!

Como denunciar?

As denúncias de violência contra a mulher podem ser feitas na Guarda Civil (153), no plantão 24 horas, na Central de Atendimento à Mulher em situação de Violência (180), e na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), através do telefone (19) 3433-5878. A DDM fica na Rua Alferes José Caetano nº 1018, Centro de Piracicaba.

Patrulha Maria da Penha

Foto: Felipe Ferreira / CCS.

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

Advertisement
Clique para comentar

Qual sua opinião?

O seu endereço de e-mail não será publicado.

MAIS LIDAS

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.