Vacinação contra Polio e Sarampo segue com baixa adesão em Piracicaba

Vacinação contra Polio e Sarampo segue com baixa adesão em Piracicaba

vacinação
Foto: Divulgação.

Até o momento, Piracicaba segue com baixa adesão na Campanha Nacional Contra Poliomielite e Sarampo. A campava teve início no dia 04 de agosto e imunizou somente 50% do público-alvo no município. A campanha chega ao fim no dia 31 de agosto.

Por conta da baixa adesão, técnicos do Departamento de Vigilância Epidemiológica (VEM) e da Atenção Básica (AB) se reuniram na manhã desta terça-feira (21) para traçar estratégias de adesão do público. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de vacinar 95% das crianças entre um e cinco anos de idade.

A decisão da equipe técnica foi de estabelecer parceria com a Secretaria de Educação para levar a campanha às escolas municipais. Essa ação deve acontecer já entre os dias 24 e 31 de agosto. O esforço agora é para ampliar a cobertura vacinal.

“Não podemos nos descuidar, porque são doenças graves, mas que podem ser evitadas com vacina”, comentou o Dr Pedro Mello, secretário de saúde de Piracicaba. Ele ressaltou também que os pais precisam colaborar mais nessa questão, uma vez que a paralisia infantil debilita a criança para o resto da vida, enquanto o sarampo pode levar uma criança de baixa imunidade à morte.

Caso de Sarampo no Brasil

Até o momento, o país já contou com 1.237 casos de sarampo registrados desde o início do ano, além de dois surtos. De acordo com um boletim divulgado pelo Ministério da Saúde na última terça-feira (14), 910 casos já haviam sido confirmados em todo o país. Consequentemente, duas mortes também haviam sido computadas.

Há ainda casos isolados em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Pará.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também