Conecte-se conosco

Notícias

Funcionário de 34 anos fornece falso atestado médico no trabalho, em Piracicaba

Rafael Fioravanti

Published

em

Um funcionário de 34 anos tornou-se um investigado na madrugada desta quinta-feira (09), em Piracicaba. Ele é acusado de passar um falso atestado médico no bar em que trabalha, situado na Rua do Rosário, centro da cidade.

De acordo com informações lavradas em Boletim de Ocorrência e apuradas pelo Jornal PIRANOT, o gerente do bar compareceu ao Plantão Policial informando que seu funcionário — um garçom de 34 anos — se ausentou do trabalho no dia 01 de agosto, e que, no dia seguinte, compareceu ao expediente com um atestado médico da UPA Vila Cristina solicitando afastamento de quatro dias.

Ao receber o atestado, o gerente do bar alega que desconfiou da veracidade do documento e que decidiu telefonar à UPA Vila Cristina. Por telefone, a UPA informou que a médica responsável pelo atestado não estava em serviço naquele dia e que, principalmente, não consta nenhum atendimento no dia 01 de agosto em nome do funcionário do bar.

Foi feito contato também com a suposta médica responsável por ter fornecido o atestado. A mesma informou que encontra-se aposentada do atendimento médico desde março de 2017 e que não presta mais nenhum serviço à Prefeitura de Piracicaba no que concerne à área médica. Ela diz ainda que o atestado é falso.

O atestado médico foi apreendido para averiguação.

O Boletim de Ocorrência foi lavrado às 02h23 desta quinta-feira (09), na natureza de Falsidade de Atestado Médico, incurso no Artigo 302 do Código Penal Brasileiro. A prática é crime contra a fé pública. O 1º Distrito Policial ficará encarregado de investigar o caso.

piracicaba

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

Advertisement

MAIS LIDAS

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.