Prontos-socorros de Piracicaba deixam a desejar e geram críticas

Publicado no dia 12/06/2018 às 23:46Por: Rafael Fioravanti

Diversos prontos-socorros de Piracicaba têm rendido críticas. Alguns pacientes reclamam da falta de médicos nos postos; outros reclamam da demora nos atendimentos; e em casos mais graves, há também reclamações de falta de remédios nos PS do município.

Ricardo Nogueira, de 32 anos, é uma das vítimas da saúde pública. Diagnosticado aos 15 anos com esquizofrenia, paranoide e TOC (transtorno obsessivo compulsivo), ele diz que busca seus remédios na farmácia do Esplanada, mas que, ultimamente, não anda conseguindo tomar seus medicamentos, pois todos se encontram em falta.

“A esquizofrenia é uma doença crônica e eu me trato até hoje”, comenta ele com exclusividade à equipe do Jornal PIRANOT. “Eu tenho que tomar aripiprazol, que é um antipsicótico responsável por evitar alucinações; sertralina, que é um antidepressivo; ácido valpróico ou depakene, que é um antiepilético; e o clonazepam, que é o remédio que me deixa dormir. O problema é que sem essas medicações, acabo tendo crises de abstinência, cujos sintomas são vômito, diarreia, falta de sono, alucinações e até surtos”.

Segundo ele, a farmácia do Esplanada não possui os remédios, pois “o Governo não libera verba para a aquisição dos medicamentos”. O Jornal PIRANOT entrou em contato com a Secretária da Saúde e tomou ciência que os remédios estão em falta devido a um processo de licitação. Segundo uma funcionária da Secretária da Saúde, “o almoxarifado estará abastecido com os medicamentos até o dia 15 de junho, sexta-feira”. Por conta disso, as farmácias da cidade só voltarão a ser abastecidas no dia 20 de junho. Até lá, os remédios seguem em falta…

Foto: Wagner Romano/PIRANOT

Pronto-Socorro da Vila Rezende

Uma leitora do Jornal PIRANOT, chamada Amara, nos escreveu para denunciar o Pronto-Socorro da Vila Rezende. Segundo ela, o episódio ocorreu às 13h31 desta terça-feira (12).

“Tem médico que está atendendo cinco pessoas a cada duas horas”, comentou. “Outros pacientes estão deitados no chão de tanta dor e ninguém faz nada, nem a equipe médica e nem ninguém. Eu já fiz uma denúncia ao 156 e ainda não tive resposta. Existe pessoas aqui no PS que chegou às 09h da manhã e que ainda não foi atendido. Isso é um absurdo!”

Amara continua. “[Enquanto isso] o pronto-socorro segue lotado e um plantão sempre empurra para o outro. Assim vai caminhando essa situação de extremo desrespeito ao povo Piracicabano”.

Pronto-Socorro da Vila Cristina

Silvana Freire, outra leitora do PIRANOT, também nos procurou para tornar público uma denúncia; desta vez, contra o Pronto-Socorro da Vila Cristina.

Segundo ela, o painel do pronto socorro informava haver três médicos plantonistas para efetuar os atendimentos. Porém, as fotos enviadas por ela comprovam que todas as salas no local estavam vazias. “Aqui estão as fotos das cinco salas! Não há ninguém atendendo e o povo segue aqui, sentado, esperando”, comentou ela. “Ninguém vem ao Pronto Socorro para passear, a gente só vem aqui por não estar bem”.

Foto: Silvana Freire/Você no PIRANOT

Pronto-Socorro do Piracicamirim

Graziele Feliciano, uma terceira leitora do PIRANOT, também nos procurou para uma denúncia. Segundo ela, seu pai de 59 anos (portador de insuficiência cardíaca no estágio IV) foi mal atendido por uma médica do Pronto Socorro Piracicamirim. O episódio ocorreu na manhã de segunda-feira (11).

Durante o atendimento, a médica disse que Graziele teria que comprar os medicamentos de seu pai por conta própria, visto que a farmácia do local, àquela altura, não possuía os remédios. Como a médica que os atendeu não é brasileira, ela aproveitou para ironizar a situação, dizendo que “os brasileiros só estão acostumados a ter tudo na mão”.

Por conta da ironia da médica responsável pelo atendimento, Graziele conta que sentiu-se mal com o atendimento.

O Jornal PIRANOT recebe diariamente várias denúncias contra os prontos-socorros do município. Nós seguiremos noticiando.

Mais PIRANOT e PORJUCA para você:

>>> Receba alertas de notícias na tela do seu celular. Instale o app do PIRANOT clicando aqui.
>>> Envie informações e reclamações do seu bairro/cidade. No grupo de interação do PIRANOT / PORJUCA você tem voz. Clique aqui e acesse.
>>> Continue lendo as notícias de Piracicaba acessando, diariamente, o www.piranot.com
>>> Leia o nosso conteúdo nacional acessando nosso novo projeto, o PORJUCA. O endereço é www.porjuca.com
>>> Assista aos vídeos das nossas reportagens no Youtube: clicando aqui.
>>> Nós estamos no Twitter. Clique aqui e nos siga! (@piranot_porjuca)