Conecte-se conosco

Meio-ambiente

Com alto número de fogo em mato, bombeiros de Piracicaba fazem alerta à população

.

Rafael Fioravanti

Published

em

Por conta do grande número de ocorrências de fogo em mato, o Corpo de Bombeiros de Piracicaba promoveu, na manhã de ontem (16), uma palestra sobre a “Operação Corta Fogo”. A palestra foi dada pelo tenente Alexandre Garcia Vieira e pelo capitão Bruno César Penna Gobbo, com o objetivo de conscientizar a população da importância de não atear fogo em mato.

Foto: Wagner Romano / PIRANOT

A palestra, feita em parceria com equipes da Sedema (Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente), fiscalização e Pelotão Ambiental, visa educar à sociedade.

“Durante o período de estiagem, o Corpo de Bombeiros atua numa operação chamada Corta Fogo”, comentou o tenente Garcia. “O objetivo disso é garantir o maior número de atendimento com relação ao número de oficiais que temos à disposição e também garantir medidas preventivas para que não ocorra tantos danos ao ambiente”.

O Corpo de Bombeiros opera na chamada “Operação Corta Fogo” de maio a setembro. Entre as medidas preventivas estão, segundo o tenente, “manter sempre a grama e o mato devidamente cortados (terrenos limpos e livres de entulho é de grande importância para saúde pública); fazer muramento na divisa do lote com a calçada que, perante a legislação, deve ser de no mínimo 20 centímetros; e claro, nunca atear fogo em mato”.

O capitão Gobbo também fez algumas observações. Segundo ele, quando o cidadão coloca fogo em mato, não está afetando apenas seus vizinhos, mas toda a população local. “As partículas expelidas pelo incêndio naquela cobertura vegetal são transportadas pelo vento e atingem uma parcela significativa da população. E atinge, até de maneira mais forte, idosos e crianças causando uma série de problemas respiratórios”, diz ele. “É por isso que as campanhas preventivas não visam só diminuir o empenho das nossas viaturas e, consequentemente, diminuir os custos da manutenção delas (que são feitos com impostos que todos nós pagamos). Essas campanhas visam principalmente melhorar a saúde pública através da redução do número de queimadas. A população precisa se conscientizar de que não deve pôr fogo em mato”.

Os bombeiros lembraram ainda que, caso haja algum terreno baldio ao lado de sua casa, nunca coloque fogo no mato. O correto é denunciar o local ao Sedema para que medidas cabíveis sejam tomadas. Tanto o Sedema quanto a Prefeitura estão empenhados em resolver a situação da maneira mais rápida possível.

De acordo com o tenente Garcia, a prática de atear fogo em mato ainda está bastante presente na cultura piracicabana. “A pessoa até tem a consciência de que mato e entulho pode trazer animais peçonhentos, mas ela não tem a consciência de que o fogo causará uma série de problemas respiratórios a ela e à população”.

Outro ponto tratado na palestra foi o Código de Postura. Segundo o tenente, “os cuidados previstos no código visam impedir a proliferação de animais peçonhentos (escorpião, roedores, baratas, pernilongos), e principalmente manter a salubridade pública”.

Caso eu veja fogo em mato, como devo reagir?

Em casos de queimadas e incêndios, o Corpo de Bombeiro deve ser comunicado imediatamente através do telefone 193.

Outros órgãos públicos também podem ser acionados: a Guarda Civil atende pelo telefone 153, o Pelotão Ambiental pelo número 3426-1996; e a Defesa Civil de Piracicaba pelo telefone 3421-4350.

Fogo em mato

No ano de 2016, foram registradas 452 ocorrências de fogo em cobertura vegetal.

Já no período de maio a setembro de 2017, foram 324 ocorrências atendidas, sendo que, em muitos casos, os bombeiros constataram reincidência.

Caso haja reincidência, o Corpo de Bombeiros oficia os órgãos competentes para que os proprietários sejam reeducados, dando cumprimento aos cuidados previstos na legislação ambiental e no Código de Postura do município.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Foto: Arquivo pessoal do Corpo de Bombeiros.

Acompanhe o Piranot

Quer saber o que acontece em Piracicaba e região? Então, clique aqui e baixe o nosso aplicativo para celular, nós te manteremos informado.

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

Advertisement

MAIS LIDAS

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.