Connect with us

Cinema

Oscar 2018: confira aqui todos os vencedores

.

Rafael Fioravanti

Published

on

O Oscar 2018 foi bastante aguardado. Muitas apostas caíram pelo tapete, enquanto outras indicações (às vezes até pouco inusitadas), despontaram com força e surpreenderam. Realizado na tarde de ontem (4), no Teatro Dolby, em Los Angeles, e apresentado por Jimmy Kimmel, o Oscar 2018 foi chocante em alguns aspectos.

O cineasta mexicano Guillermo Del Toro — conhecido por “Hellboy”, “The Hobbit” e “Kung Fu Panda” — angariou quatro estatuetas e chocou a todos com “A Forma da Água”. O drama, indicado a 13 categorias, venceu quatro.

Confira abaixo todos os ganhadores do Oscar 2018.

Melhor Filme:

“Dunkirk”
“Me chame pelo seu nome”
“O destino de uma nação”
“Corra!”
“Lady Bird – É hora de voar”
“Trama Fantasma”
“The Post – A Guerra Secreta”
“A forma da água”
“Três anúncios para um crime”

O cineasta Guillermo Del Toro no Oscar 2018. Foto: Reuters.

Melhor Diretor:

Christopher Nolan (“Dunkirk”)
Jordan Peele (“Corra!”)
Greta Gerwig (“Lady Bird: É hora de voar”)
Paul Thomas Anderson (“Trama fantasma”)
Guillermo del Toro (“A forma da água”)

Melhor Ator:

Timothée Chalamet (“Me chame pelo seu nome”)
Daniel Day-Lewis (“Trama Fantasma”)
Daniel Kaluuya (“Corra!)
Gary Oldman (“O destino de uma nação”)
Denzel Washington (“Roman J. Israel, Esq.”)

Melhor Atriz:

Sally Hawkins (“A forma da água”)
Frances McDormand (“Três anúncios para um crime”)
Margot Robbie (“Eu, Tonya”)
Saoirse Ronan (“Lady Bird: É hora de voar”)
Meryl Streep (“The Post – A Guerra Secreta”)

Melhor Roteiro Adaptado:

“Artista do desastre” (Scott Neustadter e Michael H. Weber)
“Me chame pelo seu nome” (James Ivory)
“A Grande Jogada” (Aaron Sorkin)
“Logan” (Scott Frank, James Mangold e Michael Green)
“Mudbound” (Virgil Williams and Dee Rees)

Melhor Roteiro Original:

“Lady Bird: É hora de voar” (Greta Gerwig)
“Doentes de Amor” (Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani)
“Corra!” (Jordan Peele)
“A forma da água” (Guillermo del Toro)
“Três anúncios para um crime” (Martin McDonagh)

Melhor Ator Coadjuvante:

Willem Dafoe (“Projeto Flórida”)
Woody Harrelson (“Três anúncios para um crime”)
Richard Jenkins (“A forma da água”)
Sam Rockwell (“Três anúncios para um crime”)
Christopher Plummer (“Todo o Dinheiro do Mundo”)

Melhor atriz coadjuvante:

Allison Janney (“Eu, Tonya”)
Mary J. Blige (“Mudbound”)
Lesley Manville (“Trama Fantasma”)
Laurie Metcalf (“Lady Bird: É hora de voar”)
Octavia Spencer (“A forma da água”)

Melhor Filme em Língua Estrangeira:

“Uma Mulher Fantástica” (Chile)
“O Insulto” (Líbano)
“Sem amor” (Rússia)
“Corpo e Alma” (Hungria)
“The Square: A arte da discórdia” (Suécia)

Melhor Design de Produção:

“Blade Runner 2049”
“A bela e a fera”
“O destino de uma nação”
“Dunkirk”
“A forma da água”

Melhor Fotografia:

“O destino de uma nação” (Bruno Delbonnel)
“Blade Runner 2049” (Roger Deakins)
“Dunkirk” (Hoyte van Hoytema)
“Mudbound” (Rachel Morrison)
“A forma da água” (Dan Laustsen)

Melhor Figurino:

“A bela e a fera”
“O destino de uma nação”
“Trama Fantasma”
“A forma da água”
“Victória e Abdul”

Melhor Canção:

“Remember me” (“Viva – A vida é uma festa”)
“Mighty river” (Mudbound)
Mystery of love (“Call me by your name”)
“Stand up for something” (“Marshall”)
“This is me” (“O rei do show”)

Melhor Edição:

“Em ritmo de fuga”
“Dunkirk”
“Eu, Tonya”
“A forma da água”
“Três anúncios para um crime”

Melhor Mixagem de Som:

“Star Wars: Os últimos Jedi”
“Em ritmo de fuga”
“Blade Runner 2049”
“Dunkirk”
“A forma da água”

Melhor Edição de Som:

“Em ritmo de fuga”
“Blade Runner 2049”
“Dunkirk”
“A forma da água”
“Star Wars: The Last Jedi”

Melhor Animação:

“O poderoso chefinho”
“The Breadwinner”
“Viva: A vida é uma festa”
“O Touro Ferdinando”
“Com Amor, Van Gogh”

Melhor Curta de Animação:

“Dear Basketball”
“Garden Park”
“Lou”
“Negative Space”
“Revolting Rhymes”

Melhor curta:

“Dekalb Elementary”
“The 11 o’ clock”
“My Nephew Emmett”
“The silent child”
“Waty Wote/All of us”

Melhor Trilha Sonora:

“Dunkirk”
“Trama Fantasma”
“A forma da água”
“Star Wars: Os últimos Jedi”
“Três anúncios para um crime”

Melhor documentário:

“Abacus: Pequeno o bastante para condenar”
“Visages villages”
“Ícaro”
“Últimos homens em Aleppo”
“Strong Island”

Melhor documentário em curta-metragem:

“Edith + Eddie”
“Heaven is a traffic jam on the 405”
“Heroin(e)”
“Knife Skills”
“Traffic Stop”

Melhor maquiagem e cabelo:

“O destino de uma nação”
“Victoria e Abdul”
“Extraordinário”

Melhores efeitos visuais:

“Blade Runner 2049”
“Guardiões da galáxia Vol. 2”
“Kong: A ilha da caveira”
“Star Wars: Os últimos Jedi”
“Planeta dos Macacos: A guerra”

Rafael é formado em jornalismo pela Universidade Mackenzie, em São Paulo. Possui experiência em redações e editoras literárias. Integra a equipe do jornal PIRANOT desde dezembro de 2017.

error: Este conteúdo está protegido por direitos autorais.