Padre Edvaldo receberá homenagem em Piracicaba

.

Foto: Reprodução / Facebook

O padre Edvaldo de Paulo do Nascimento receberá a moção de aplausos 168/2017, de autoria do verador Capitão Gomes (PP), como “forma de agradecimento e gratidão” pelo trabalho realizado para a comunidade do Santuário de Nossa Senhora dos Prazeres e pela atenção aos necessitados de Piracicaba às causas da espiritualidade.

A propositura foi aprovada pela Câmara. O parlamentar comenta que tem o dever de reconhecer o trabalho e a dedicação do homenageado na busca da qualidade de vida da cidade, “como é o caso do padre Edvaldo que não nasceu em Piracicaba, mas dedicou parte sua vida aos piracicabanos.”

Edvaldo de Paula do Nascimento nasceu em Osasco (SP), em 11 de outubro de 1967. Com 17 anos, ao acompanhar os pais, Vicente de Paula do Nascimento e Maria de Lourdes do Nascimento, em uma celebração da Semana Santa, ouviu o sacerdote dizer da necessidade da igreja em formar novos padres. Assim, teve visão para seu futuro.

Em 1985, ingressou no Seminário Diocesano de Taubaté, onde cursou filosofia, teologia e cursos obrigatórios à vida sacerdotal. Dez anos depois, em 22 de abril, recebeu a ordenação diaconal e em 18 de junho de mesmo ano, pelas mãos de Dom Pierre Mouallen, sob o Rito Biazantino, recebeu a ordenação sacerdotal na Catedral de Nossa Senhora do Paraíso, permanecendo como vigário paroquial, por dois anos.

Foi incardinado à diocese de Piracicaba, a convite do dom Eduardo Koaik, então bispo diocesano da cidade, na qual recebeu a tarefa de ser o primeiro pároco da São Judas, após sua criação, em Santa Barbara d’Oeste (SP). Foi transferido a Piracicaba como reitor do Santuário Nossa Senhora dos Prazeres, pelo atual bispo diocesano, dom Fernando Mason.

“Ele não esconde a alegria que sente em conduzir uma comunidade tão rica em talentos e em trabalhos pastorais de dedicação e doação, por amor a Deus e à igreja”, declara o vereador, citando o exemplo da Associação de Nossa Senhora dos Prazeres, no trabalho pastoral com a comunidade do Mário Dedini, adotada por apadrinhamento pelo santuário.

Criou, às segundas-feiras, a Missa do Trabalho, para destinar boas vibrações a todos na vida profissional e, às sextas-feiras, a Missa da Saúde, com intenção de benção para os desempregados, doentes e profissionais da saúde.

Foto: Reprodução / Facebook

“Durante sua estadia em Piracicaba, tivemos o privilégio de participar de grandes momentos de sua vida particular como os aniversários de quinze e vinte anos de ordenação sacerdotal, o que sem dúvida nenhuma foi um marco em nossa cidade”, ressalta o Capitão Gomes.

Informar Erro
Leia também