Preço dos hortifrútis ficam em média 1,99% mais caros em Piracicaba

Preço dos hortifrútis ficam em média 1,99% mais caros em Piracicaba

.

Foto: Justino Lucente/CCS

A Sema (Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento), por meio do Departamento de Abastecimento (Depab), elaborou nesta quarta-feira (18), a tabela de preços de 37 ítens hortifrútis, no atacado e varejo, praticados no comércio de Piracicaba.

No período de 20 de setembro até 18 de outubro, os preços tiveram alta de 1,99%. Essa alta deve-se à elevação da temperatura na região, aliada à condição do clima seco e pouca chuva, prejudicando o desenvolvimento e a qualidade de frutas e verduras.

Porém, nessa semana, entre os dias 11 a 18 de outubro, houve queda de 28,41% na cesta com os 37 itens adquiridos até amanhã (19), nos varejões municipais, em um custo de R$ 165,70. O preço médio praticado pelos estabelecimentos da iniciativa privada alcançou R$ 212,77.

Para manter preços e produtos, a Sema dispõe equipes fiscalizando pequenos produtores e permissionários que adquirem seus produtos diretamente do campo e no Ceasa, sem haver a necessidade de agregar taxas e impostos na venda final.

Importante ressaltar que o consumidor deve pesquisar preços entre as bancas antes de efetuar as compras. Substituir produtos que mantém preços altos colabora para a economia durante as compras.

Maiores altas da semana: maracujá azedo (28,67%), mamão formosa (33,65%) e limão taitti (9,01%). No caso do limão e do maracujá, o motivo é elevada procura devido ao clima quente e seco, pois são utilizados na elaboração de sucos e sobremesas geladas, ressaltando-se que, no caso do limão, aliou-se a condição do clima seco e pouca chuva. Também apresentaram alta o quiabo (12,44%), pimentão verde (18,75%) e a cenoura (2,68%) porque há pouca oferta dos produtos no mercado devido a falta de chuva. Em contrapartida, a cebola (7,69%) e a batata (24,88%) subiram pela quantidade de roças que interromperam a sua colheita devido as chuvas nas regiões produtoras.

Feiras e varejões que funcionam de quinta a domingo

Quinta-feira: Algodoal (Rua Victorio Laerte Furlan ao lado do Centro Social, das 15h até 19h30), Vila Rezende ( Av. João Teodoro 1299, das 6h às 11h), Parque 1º de Maio (Leogildo Salvagni, 705, das 15h às 19h), Parque Piracicaba (Rua Osasco, 420, das 15h às 20h), Primavera (Av. Marechal Costa e Silva, 464, das 15h às 19h30).

Sexta-feira: Costa Rica (Avenida Felipe Xavier Rocha, s/nº, Praça da Saúde), IAA (Rua João Pedro Correia com a Rua Paraíbuna, das 15h às 19h30), Jardim Alvorada (Avenida Rio das Pedras, 2.4111, das 5h às 19h30), Parque dos Eucaliptos (Avenida Tales de Andrade com a Rua Guilhermina L. Fagundes, 36, das 15h às 19h), Vila Sônia II (Rua Peixoto Gomide, nº 798, ao lado do Centro de Educação de Digital, das 16h às 19h30); Costa Rica (Praça da Saúde, avenida Felipe Xavier Rocha, das 15h às 19h30).

Sábado: Central (Rua Santa Cruz 1.260 – ao lado do TCI,das 6h às 11h), Paulista (Avenida Dr. Paulo de Moraes, 2.110, das 7h às 19h30), Piracicamirim (Rua São Tomaz de Aquino ,1.069 – ao lado do TPI, das 6h às 11h) e Parque Peória (Rua Valparaíso esquina com a rua Juqueirópolis, das 7h às 12h).

Domingo: Parque dos Sabiás (Rua Pedro Celestino Furlan, s/nº com a Rua João Batista de Toledo ,das 6h às11h), Raposo Tavares (Avenida Raposo Tavares, nº 935, das 5h às 11h) e Cecap/Eldorado (Rua Calibu esquina com a Rua Romeu Italo Rípoli, das 6h às 11h).

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também