Famílias de Piracicaba festejam a entrega de 720 apartamentos populares

.


Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Famílias de baixa renda de Piracicaba puderam comemorar a entrega, neste sábado (22), das unidades do Condomínio Residencial Parque dos Ipês, fruto de uma parceria entre o governo do Estado, por meio da Casa Paulista, e o programa federal Minha Casa Minha Vida.

O governador Geraldo Alckmin, o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia, o prefeito Barjas Negri e o presidente da Câmara de Vereadores, Matheus Erler, participaram da entrega das 720 moradias do Morar Bem, Viver Melhor, destinadas a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, público alvo do programa Casa Paulista.


Foto: Alexandre Carvalho/A2img

“Na vida a gente vive de sonhos, e o sonho da família é ter a casa própria, poder sair do aluguel”, disse Alckmin durante a cerimônia de entrega. “Não é fácil comprar uma casa, a prestação é muito alta, a entrada é muito elevada. Então, os programas Minha Casa Minha Vida e Casa Paulista procuram proporcionar às famílias uma casa sem entrada, com uma prestação pequena, acesso à casa própria”, completou o governador.

O investimento do Estado de São Paulo nos 720 apartamentos, a fundo perdido, é de R$ 14 milhões, equivalente a R$ 19,5 mil por moradia. Esse investimento complementa os recursos na construção das unidades habitacionais.


Foto: Alexandre Carvalho/A2img

A Caixa Econômica Federal e a construtora Direcional Engenharia S/A são os agentes promotores. O investimento federal é de R$ 54,7 milhões, totalizando R$ 68,7 milhões aplicados na obra.

Os apartamentos têm área total de 51,11 m² e área útil de 47,50 m², dois dormitórios, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. As novas unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água, acessibilidade, entre outras melhorias.


Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Os beneficiados, que não podem ter participado anteriormente de nenhum programa habitacional, têm 120 meses para quitar o imóvel em prestações que variam entre R$ 80 e R$ 270, dependendo da renda mensal familiar.

De acordo com estudo realizado pela CDHU, são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 996 empregos diretos criados por esta obra.

Veja mais fotos:


Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Foto: Alexandre Carvalho/A2img
Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Foto: Alexandre Carvalho/A2img

Foto: Alexandre Carvalho/A2img
Informar Erro
Leia também