Em cerimônia, ESALQ comemora 116 anos em Piracicaba

Em cerimônia, ESALQ comemora 116 anos

.

Foto: Divulgação

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ) chega aos seus 116 anos no próximo sábado (03). Para comemorar a data, a instituição realizou ontem (01), uma cerimônia na qual prestou homenagens e reverenciou seus símbolos e registros históricos.

Realizada em dois momentos, a sessão solene marcou, de início, a abertura da exposição “ESALQ, seus símbolos e registros históricos”, instalada no saguão de entrada do Edifício Central. A mostra traz sete painéis caligrafados que trazem a simbologia e a composição do próprio Edifício Central, que hoje comemora 110 anos de fundação, além da primeira Ata da Congregação da ESALQ, realizada em 15 de junho de 1901 e também das representações máximas da instituição: Hino da ESALQ, Ode à ESALQ, Medalha Luiz de Queiroz, Bandeira e Flâmula. A autoria dos painéis é do calígrafo Carlos Gustavo Araújo do Carmo. Durante a abertura da exposição, o professor Zilmar Ziller Marcos proclamou a Ode à ESALQ, de autoria de Salvador de Toledo Piza Junior.

Foto: Divulgação

Em momento posterior, já no Salão Nobre, a cerimônia teve continuidade com homenagens, a princípio, aos 250 anos da cidade de Piracicaba, que será comemorado no próximo dia 1º de agosto. Diante da presença da comunidade interna do campus, além de autoridades acadêmicas, empresariais e representantes de instituições também homenageadas, o prefeito de Piracicaba, Barjas Negri, recebeu das mãos do diretor da ESALQ, professor Luiz Gustavo Nussio, uma placa comemorativa que saúda o município pela trajetória de êxito.

“Piracicaba é reconhecida em várias áreas e a ESALQ deu sempre uma grande contribuição na construção dessa história. Não há uma grande empresa ou grande cidade no País que não tenha a atuação de um egresso da ESALQ ajudando no desenvolvimento do agronegócio, uma atividade que sustentou nossa economia mesmo em tempos de crise. O conhecimento produzido pela ESALQ tem contribuído para isso e assim cumprimento toda a comunidade da ESALQ pelo bom trabalho que desenvolve a favor do Brasil, da ciência e de Piracicaba, que se orgulha em ter instituições centenárias como essa”, disse Barjas Negri.

Piracicaba ainda foi saudada na fala do professor Nussio. “A ESALQ é o que é porque está em Piracicaba, essa cidade faz parte do traço que nos levou até aqui. Espero que a ESALQ possa continuar contribuindo com Piracicaba, levando orgulho e desenvolvimento, que é disso que precisamos”.

Foto: Divulgação

O vice-reitor da USP, Vahan Agopyan, também reverenciou a aproximação da unidade da USP em Piracicaba com o poder local. “A USP deseja estar sempre integrada com as autoridades locais e se colocar como um agente de desenvolvimento local e a presença do prefeito Barjas Negri aqui comprova a integração que a ESALQ mantem positivamente com o poder público local”.

.

Homenagens – Na sequência, foram celebrados os 130 anos do Instituto Agronômico de Campinas (IAC); a Associação dos Ex-alunos da ESALQ (Adealq), pela 60ª edição da Semana Luiz de Queiroz; os 50 anos da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati); os 45 anos da Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP). Na ocasião, dirigentes dessas instituições receberam, das mãos de dirigentes da USP, um termo de saudação pelas contribuições à formação de profissionais qualificados e ao agronegócio paulista.

Outros tributos foram feitos aos registros históricos da ESALQ: 116 anos da biblioteca da instituição; 115 anos do Posto Metereológico, que a partir de hoje passou a ser denominado com o nome do professor Jesus Marden dos Santos; 45 anos do curso de graduação de Engenharia Florestal; 15 anos do curso de graduação de Gestão Ambiental; 15 anos do curso de graduação de Ciências Biológicas; 45 anos do Programa de Pós-graduação em Entomologia, nível doutorado; 40 anos do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, nível mestrado.

Durante a cerimônia ainda foram destacados os idealizadores do Ag Tech Valley, bem como a reativação do Polo Piracicaba da Agência USP de Inovação, lembrando que este último será responsável pela palestra “A proteção do conhecimento por patentes e sua importância para o desenvolvimento acadêmico e tecnológico”, que aconteceu no período da tarde, na Sala da Congregação.

No encerramento da sessão solene, o diretor da ESALQ lembrou que, ao comemorarmos 116 anos, somos chamados a algumas reflexões. “Temos muito a comemorar, a começar pelo próprio fato de ultrapassarmos os 100 anos, um marco de sobrevivência. Isso começou com a aspiração de Luiz de Queiroz, mas que foi corroborado e muito pelo denodo e dedicação das pessoas que aqui passaram e construíram essa história que nos trouxe aqui até hoje”.

Nussio apontou ainda os desafios a serem ultrapassados nos anos que virão. “As nossas linhas de produção acadêmicas são questionadas quanto ao futuro. Nosso grande desafio não é somente formar um jovem competente, mas sim conseguir vislumbrar como esse jovem possa se reinventar a cada década e continuar sendo útil à sociedade e se sinta prestigiado pelo seu conhecimento. Esse é o maior desafio, projetar um futuro que ainda não conhecemos e é por isso que a ESALQ tem reafirmado sua posição de que, na dúvida, nossos alunos tem que aprender valores e bases técnicas para que sigam como profissionais competentes, sendo cidadãos que possam reparametrizar o nosso país”.

Durante todo o cerimonial, o Coral Luiz de Queiroz, sob regência da maestrina Cintia Pinotti, deu o toque cultural ao evento, reverenciando a cidade de Piracicaba e a ESALQ.

.

ESALQ em números – A ESALQ já graduou, desde 1901, mais de 15 mil profissionais, além de mais de 8.000 mestres e doutores. Oferece 430 vagas anuais via Fuvest e SiSU, em sete cursos de graduação (Administração, Ciências Biológicas, Ciências dos Alimentos, Ciências Econômicas, Engenharia Agronômica, Engenharia Florestal e Gestão Ambiental) e conta com 18 programas de pós-graduação.

Atualmente está estruturada em 12 departamentos, possui 130 laboratórios, 246 docentes, 520 servidores técnicos e administrativos, cerca de 2.000 alunos de graduação e mais de 1.100 estudantes de pós-graduação. Sua biblioteca tem um acervo de mais de 105 mil livros, 26.720 teses, além de 240 mil fascículos de periódicos.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também