Piracicaba sedia evento colaborativo sobre sustentabilidade

Piracicaba sedia evento colaborativo sobre sustentabilidade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A construção histórica da Casa do Marquês, no bairro Monte Alegre, em Piracicaba (SP), se tornará um centro irradiador de práticas sustentáveis durante a II Feira da Sustentabilidade Compartilhando novas leituras e inspirações, que ocorrerá de 14 a 16 de abril de 2016. O evento, apresentado à imprensa e aos parceiros na tarde desta quarta-feira (2), mediará as boas práticas em sustentabilidade, com realização da Casa do Marquês, Casa da Floresta Assessoria Ambiental e Instituto Casa da Floresta.

A equipe da II Feira da Sustentabilidade entende as urgências do mundo e mantém o foco no objetivo do evento: fomentar a troca de experiências regionais sobre ações, estratégias e práticas sustentáveis por meio de oficinas pré-evento, estandes de exposição, mesas redondas, minicursos e exposição científica e comunitária. Essas iniciativas foram estruturadas dentro de quatro eixos temáticos: Gestão para Municípios Sustentáveis, Tecnologias Sociais, Sustentabilidade Empresarial e Construções Sustentáveis. 

O município de Piracicaba se destaca por um cenário que possibilita o desenvolvimento sustentável já que apresenta um alto índice de IDH (0,785 – variação de 0 a 1), sendo o 50º no Estado de São Paulo e 92º no País, e também o 52º município de maior PIB no País. O município está incluído na região classificada como 11º exportadora do Estado.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

É neste contexto regional que a II Feira de Sustentabilidade irá unir empresas, organizações da sociedade civil, instituições governamentais, entidades públicas e privadas de Educação e estudantes, privilegiando os 24 municípios pertencentes ao Aglomerado Urbano e aqueles localizados em um raio de 120 quilômetros de Piracicaba, abrangendo as principais cidades da região, como Rio Claro, Limeira, Santa Bárbara, Americana, Campinas, Jundiaí, Sorocaba, Botucatu, São Carlos e Araras. 

“Em cada eixo temático da Feira busca-se refletir e trazer inovações sobre os seguintes processos: Uso responsável da água, Uso responsável da energia, Gestão de resíduos, Pegada Ecológica, Responsabilidade Socioambiental, Qualidade de Vida, Alimentação, Moradia, Mobilidade, Produção e Consumo Responsável. Desta forma, o evento irá mapear e apresentar algumas das melhores práticas regionais”, afirma Mônica Brito, coordenadora geral do evento.

Dentro de um contexto em que os mais atuais acordos mundiais trazem tendências que devem ser transformadas em conhecimento e práticas, o conceito de sustentabilidade confere alto valor e impulsiona novos negócios, serviços e produtos cada vez mais inovadores a fim de conservar os recursos naturais e a vida no planeta e assim concretizar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela Cúpula das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também