Fechamento de UPA em Saltinho sobrecarrega unidade da Vila Cristina, em Piracicaba

Fechamento de UPA em Saltinho sobrecarrega unidade da Vila Cristina, em Piracicaba

Foto: Prefeitura de Piracicaba
Foto: Prefeitura de Piracicaba

Um funcionário da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Cristina, em Piracicaba, vem se queixando das dificuldades que ele e seus colegas de trabalho vem encontrando recentemente. Elas vão de superlotação a problemas técnicos. Nós procuramos a Secretaria Municipal de Saúde que nos respondeu em nota.

Segundo o funcionário M., desde o mês passado a cidade vizinha, Saltinho, fechou uma unidade de saúde e com isso, pacientes de lá estão buscando atendimento na UPA da Vila Cristina. Isso tem causado superlotação, ainda mais porque as horas extras foram proibidas. “A situação está piorando depois das 22 horas. O pessoal vizinho está vindo para cá a partir das 17 horas. Alguns vem de ambulância com motoristas que nem treinado para isso foram. Muitos de nossos funcionários saem à meia noite e mesmo assim temos que dar conta de atender todos com um número reduzido de pessoas na área médica. Não se pode nem mais fazer hora-extra”, contou o funcionário que preferimos não dar o nome, embora ele ter publicado algumas reclamações públicas em nossas redes sociais.

Ainda de acordo com o homem, a UPA estava passando desde a última semana por dificuldades com o acesso ao sistema de informática. “Usamos a internet para ter os resultados de exames mais rápidos, agora estamos sem e com isso os pacientes tem que esperar um motorista trazer. As fichas de atendimento estão sendo feitas a mão e dificulta um pouco as atendentes e o pessoal da enfermagem”, disse.

Na última quarta-feira o PIRANOT procurou a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde de Piracicaba. Sobre os problemas com a internet, a pasta alegou que o sinal do serviço na “unidade apresentou instabilidade na noite de quinta-feira dia 04”, mas que “na manhã de sexta-feira dia 05, a empresa responsável foi acionada para resolver o problema”.

Ainda de acordo com a secretaria, “não houve prejuízo aos pacientes que procuraram a unidade. Todos foram atendidos normalmente e orientados a retornar em horários determinados para buscar os resultados de seus exames.”

No mesmo dia do nosso contato, embora alegar que o problema estava resolvido, técnicos do setor de informática da Secretaria de Saúde foram encaminhados ao local e segundo a pasta iriam solucionar o problema até o fim da tarde. O funcionário que se queixou com o PIRANOT confirmou que eles foram até a UPA e trocaram um modem.

Com relação a Saltinho, a secretaria disse que não são “responsáveis pela gestão em saúde do município vizinho. Os pacientes daquela localidade, assim como de qualquer outro município, que eventualmente tem procurado a UPA Vila Cristina ou qualquer outra Unidade de Pronto Atendimentos de Piracicaba são atendidos normalmente, seguindo o princípio da universalidade do SUS (Sistema Único de Saúde), que garante atendimento de urgência e emergência a todos os brasileiros em qualquer município do país.”

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também