Travesti apanha de músico durante "programa"; ela queria mais dinheiro

Travesti apanha de músico durante “programa”; ela queria mais dinheiro

Uma travesti que atende pelo nome de Luana, moradora de Sumaré, de 30 anos, foi agredida por um músico, de 32 anos, durante um “programa sexual”. O acusado nega e diz que foi vítima de um assalto.

Segundo o Boletim de Ocorrência, a vítima estava fazendo ponto na Avenida Sete de Setembro na madrugada de ontem quando foi abordada pelo homem que ofereceu R$ 40 para o programa. Ela teria aceito e os dois foram até a Avenida José Mancin onde não há movimento. A travesti diz que quando o músico parou o veículo, ele pegou um mastro de microfone e passou a lhe agredir. Ela teria conseguido fugir e acionado em seguida a polícia.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O agressor fugiu, mas como é morador de Santa Bárbara d’Oeste, ele se perdeu e depois de 41 minutos foi localizado pelos policiais. A bolsa da travesti estava dentro do carro. Nela haviam R$ 116 em espécie.

Na delegacia o homem confessou que agrediu a vítima, mas disse que foi para se defender de um assalto já que a travesti queria mais dinheiro e teria passado a revirar o seu veículo em busca de notas.

Luana foi encaminhada a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) local e liberada. O caso foi registrado como lesão corporal dolosa.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também