Maconha rola solta na saída de alunos de uma famosa escola de Piracicaba

Maconha rola solta na saída de alunos de uma famosa escola de Piracicaba

Foto: Você no PiraNOT
Foto: Você no PiraNOT

A mãe de uma menina que estuda na Escola Estadual Professor Elias de Mello Ayres, no bairro dos Alemães, região central de Piracicaba – SP, denunciou nesta semana o uso de drogas por um grupo de pessoas próximo ao portão da escola.

Segundo a mulher, que terá o nome preservado, desde o começo do ano ela vem notando pessoas fumando maconha na saída dos alunos no horário do almoço. “Estou-me frente à escola onde minha filha estuda e tem sete maconheiros fumando ‘marinha’ na frente da escola sem preocupação nenhuma. Todo dia é assim.” diz ela que questiona “Cade a Ronda Escolar?”.

Revoltada com a situação, a mãe contou que já ligou para a polícia, mas reclama que nada vem sendo feito para que o problema seja sanado.

O PiraNOT entrou em contato com a Diretoria de Ensino da região de Piracicaba na quarta-feira, mas até a publicação da reportagem, na manhã desta sexta-feira (19), não obteve retorno. Após a publicação, a diretoria enviou um posicionamento através de nota ao portal de notícias onde diz que conta com a parceria da Ronda Escolar para monitoramento das imediações da unidade de ensino, principalmente nos horários de entrada e saída de alunos.  A nota diz ainda que não há registros semelhantes de uso de entorpecentes dentro da escola e ressalta que além de contar com o monitoramento policial, conta ainda com a participação dos pais afim de evitar episódios como o registrado pela reportagem. A nota fala também que regularmente ações que têm como foco a discussão sobre combate ao uso de drogas são realizados por um professor-mediador, profissional capacitado para desenvolver projetos de prevenção e combate a vulnerabilidades.

A Polícia Militar (PM) vem desenvolvendo na periferia da cidade a “Operação Escola Segura”. Nela, policiais militares vem abordando jovens que tem o hábito de vender entorpecentes na porta ou próximo de unidades de ensino. O PiraNOT já acompanhou, em parceria com o programa de Paulo Eduardo, o “Alerta Geral”, o trabalho dos policiais que hoje parece fazer-se necessário também na região central. Quer relembrar o trabalho da PM? Clique aqui.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também