Docentes da ESALQ estão no ranking dos brasileiros mais citados no mundo

Docentes da ESALQ estão no ranking dos brasileiros mais citados no mundo

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (USP/ESALQ) está representada por seus docentes em inúmeras posições no Webometrics Ranking of World Universities. Com base em dados coletados durante a quarta semana de abril de 2015, o Webometrics publicou edição do ranking de cientistas de instituições brasileiras de acordo com seus perfis públicos no Google Scholar Citations.

A lista considera os perfis públicos dos pesquisadores que trabalham em instituições do Brasil e outros países da América do Sul, elaborada de acordo com as suas informações declaradas (voluntariamente) no banco de dados do Google Scholar Citations. O “Webometrics Ranking of World Universities”, que elabora o ranking web ou webometrics, é uma iniciativa do Cybermetrics Lab, um grupo de pesquisa pertencente ao Consejo Superior de Investigaciones Científicas (CSIC), o maior órgão público de pesquisa na Espanha. O CSIC é uma das primeiras organizações de pesquisa na Europa, consistindo, em 2006, de 126 centros e institutos distribuídos por toda a Espanha.

A lista é composta dos primeiros 6.000 perfis (de mais de 33.000 perfis), ordenados pelo seu índice h em ordem decrescente e, quando ocorrem empates, considera-se o número total de citações como o critério secundário. O índice h, ou h-index, é uma proposta para quantificar a produtividade e o impacto de cientistas levando-se em conta seus artigos mais citados. Esse indicador reflete o número de artigos com citações maiores ou iguais a esse número.

O Google Scholar é uma grande base de dados bibliográfica, gratuita, que é especialmente útil para fins bibliométricos, pois proporciona o número de citações recebidas pelos artigos nele incluídos, e enumera-los. Seu tamanho atual é de mais de 160 milhões de documentos originais, muitos deles com links para as versões completas dos textos, abertamente disponíveis. A cobertura da base de dados supera em quase três vezes a de concorrentes comoWoS/Thomson ou Scopus / Elsevier.

Das instituições brasileiras, a Universidade de São Paulo (USP) lidera com 1796 autores e, entre as universidades públicas paulistas, a Unicamp tem 538 docentes e a Unesp 486.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também