Ministério da Fazenda autoriza reajuste de tarifas postais dos Correios

Ministério da Fazenda autoriza reajuste de tarifas postais dos Correios

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Ministério da Fazenda autorizou reajuste nas tarifas de serviços postais e telegráficos dos Correios. A portaria de autorização foi publicada na edição de hoje (7) do Diário Oficial da União. No entanto, para que os reajustes passem a valer efetivamente, ainda será necessária a publicação de outra portaria, pelo Ministério das Comunicações.

O reajuste médio deverá ser de 9,3%, tanto para os serviços nacionais quanto para os internacionais. O primeiro porte da carta não comercial, por exemplo, terá seu valor corrigido de R$ 0,85 para R$ 0,95. No caso de telegrama nacional redigido pela internet, a nova tarifa é de R$ 5,87, por página – antes, a tarifa vigente era de R$ 5,37. A tarifa da Carta Social, destinada aos beneficiários do programa Bolsa Família, permanece inalterada, em R$ 0,01.

Os serviços dos Correios são reajustados com base na recomposição dos custos repassados à empresa, como aumento dos preços dos combustíveis, contratos de aluguel, transportes, vigilância, limpeza e salários dos empregados.

As novas tarifas não se aplicam ao segmento de encomendas e marketing direto. Quando o Ministério das Comunicações efetivar os reajustes, as novas tarifas estarão disponíveis na seção Preços e Prazos do site dos Correios.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também