Falta de água em alguns bairros de Piracicaba já dura mais de 24 horas

Falta de água em alguns bairros de Piracicaba já dura mais de 24 horas

Região leste é a mais atingida

Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Piracicaba
Falta de água teria sido por problemas em bombas da ETA do Capim Fino – Foto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Piracicaba

Mais de dez bairros, segundo o Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), ficaram sem água no final da noite de quarta e durante toda essa quinta-feira (12), em Piracicaba.

Em nota a empresa informou que o problema foi devido a uma manutenção nas bombas da ETA-Capim Fino, que haviam entrado em curto na noite de quarta, logo após a redução de 50% de tratamento, causado pela turbidez da água do rio Corumbataí.

Os bairros que foram prejudicados são o Algodoal, Parque São Jorge, Paulista, Balbo, Dois Córregos, Alto, Piracicamirim, Água Branca, Unileste, Monte Alegre, Sol Nascente, Cecap e regiões próximas.

Moradores do Morumbi e Nova América também se dizem incluídos nessa lista do Semae. A internauta Sílvia Rocha, ao ver a nossa notícia sobre a alta vazão do rio Piracicaba, comentou: “Mesmo assim está faltando água na Vila Monteiro desde ontem”. Outra internauta, Amanda Ruiz, também disse estar com o problema. “No Nova América também! Nos informaram que na última madrugada ocorreu um problema na bomba e que a água deverá voltar nesta noite/madrugada” disse.

Outro morador do Nova América, Daniel Campos, contou como é ruim ficar sem água. “Sabe o que é seu corpo pedir um banho e não ter água?” questionou.

O Semae disse que a normalização do abastecimento ocorre gradativamente já que é necessário recuperar redes e reservatórios, que se esvaziaram devidos aos problemas técnicos.

Ainda na nota, a empresa lamentou o problema e reiterou que os trabalhos não vão parar até que o abastecimento seja restabelecido.

Embora negar existir racionamento de água, diversos bairros, todos os dias, são afetados com cortes de abastecimento. Os problemas ‘pontuais’ apontados pela empresa responsável pelo serviço são os mais variados, mesmo assim, ela garante que o Rio Corumbataí está com a vazão normal para a época e que não existe motivo para preocupação. Tais respostas geram dúvidas e afetam a credibilidade das palavras da empresa diante os seus clientes que vem dia a dia sentindo na pele a falta de abastecimento.

(Fechamento da reportagem: 01h30 – Sexta feira, 13/02/2015).

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também