Em alta e com chuvas na região, Rio Piracicaba pode entrar em estado de alerta

Em alta e com chuvas na região, Rio Piracicaba pode entrar em estado de alerta

Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba
Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba

O Rio Piracicaba está lindo. Depois da agonia histórica que o mesmo passou no final do ano passado, 2015 parece que vai ser um ano melhor para o manancial.

A vazão do rio segundo o DAE (Departamento de Águas e Energia Elétrica), chegou a 230 mil litros de água por segundo e atingiu 2,87 metros no trecho da rua do porto por volta das 8 horas da manhã de ontem (11). Se subir mais 33 centímetros o manancial entra em estado de atenção.

Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba
Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba

O aumento da vazão ocorre após uma semana de chuvas em Piracicaba e nas cidades anteriores onde ele passa, como Santa Bárbara d’Oeste e Americana. O PiraNOT esteve na rua do porto e pode constatar que em alguns trechos o manancial começou a invadir a parte onde tradicionalmente é usada para caminhada de pedestres e turistas. É o caso da passagem que existe do lado da Casa do Povoador.

Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba
Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba

Além da água, os pássaros e canoeiros voltaram ao Rio. Nessa quarta, flagramos dois homens praticando o esporte na altura da ponte estaiada. No mesmo local no final do ano passado um baterista gravou um acústico em protesto contra a seca do rio.

Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba
Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba

O risco do manancial entrar em estado de alerta é grande. Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), há previsão de pancadas de chuva nas cidades anteriores à Piracicaba até quarta-feira. Isso pode influenciar diretamente na vazão do manancial.

Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba
Foto: Júnior Cardoso / PiraNOT Piracicaba


FALTA DE ÁGUA:

Nessa quinta-feira (12), cerca de 60% da cidade ficou sem água. Moradores dizem que o problema persistiu por mais de 24 horas. Leia a reportagem completa clicando aqui.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também