Sindicato quer dinheiro do leilão da Dedini para quitar atrasados com funcionários

Sindicato quer dinheiro do leilão da Dedini para quitar atrasados com funcionários

Trabalhadores foram avisados sobre leilão nessa manhã (28) - Foto: Mateus Medeiros / Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba
Trabalhadores foram avisados sobre leilão nessa manhã (28) – Foto: Mateus Medeiros / Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba

A diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba realizou nessa manhã (28), às 7 horas, uma assembleia com os trabalhadores da Dedini S/A Indústria de Base. Na ocasião foi comunicado os funcionários sobre a venda do prédio da Vila Rezende através de um leilão que ocorreu em São Paulo ontem conforme informou mais cedo o PiraNOT.

Todos os funcionários da empresa pararam suas atividades para ouvir as palavras do presidente do sindicato José Luis Ribeiro.

A venda do imóvel tem teve como objetivo sanar dívidas com o governo federal e não as pendências referentes aos trabalhadores.

Segundo o presidente, a luta do sindicato é para que o dinheiro da venda seja revertida para os trabalhadores. Nas próximas semanas o departamento jurídico da entidade irá traçar planejamentos de como sanar as dívidas, os acordos de férias, FGTS (Fundo de Garantia por tempo e Serviço), dentre outros.

“Vamos lutar para que os direitos dos trabalhadores sejam garantidos” destacou Ribeiro.

Presidente do sindicato vai estudar maneiras para quitamento de dívidas trabalhistas - Foto: Mateus Medeiros / Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba
Presidente do sindicato vai estudar maneiras para quitamento de dívidas trabalhistas – Foto: Mateus Medeiros / Sindicato dos Metalúrgicos de Piracicaba
Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também