Com medo de violência, motoristas recusam sair do terminal da Vila Sônia

Com medo de violência, motoristas recusam sair do terminal da Vila Sônia

Pessoas que dependeram do transporte público nessa tarde (12), na região do Vila Sônia sofreram bastante. Segundo informações recebidas por nossa redação, os motoristas dos ônibus com medo da criminalidade e de atentados se recusaram em sair do terminal sem a escolta da Guarda Municipal que hoje teria tido dificuldades para acompanhar todas as linhas.

O atraso na saída dos ônibus teria chegado á 30 minutos o que revoltou alguns usuários do transporte público de Piracicaba.

O medo se dá desde Quinta-feira quando um jovem de 17 anos foi executado em um terreno baldio no Boa Esperança. Na tarde do mesmo dia vizinhos do adolescente fizeram protestos e um outro menor acabou sendo detido com um galão de gasolina que seria usado para incendiar os ônibus. No dia, a Prefeitura de Piracicaba optou por diminuir as linhas que passam pela região e algumas pararam de circular por determinado tempo.

O jovem morto, como noticiado no mesmo dia pelo PiraNOT, tinha diversas passagens na polícia por roubo, tráfico, desobediência e desacato. Saiba tudo o que está acontecendo nas delegacias de Piracicaba, curta nossa página no face book (Pira NOT Site), e participe do nosso grupo de discussão clicando aqui.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também