Record paga multa milionária que devia à Band

Record paga multa milionária que devia à Band

Depois de uma separação tumultuada, com farpas para todos os lados, a paz voltou a reinar entre Sabrina Sato e a turma do “Pânico” (Band). A Record terminou de pagar, em suaves parcelas, a multa pela quebra de contrato de Sabrina com o empresário e criador do “Pânico”, Antônio Augusto Amaral de Carvalho Filho, o Tutinha, dono da Rádio Jovem Pan.

A ex-musa do humorístico foi contratada pela Record em dezembro de 2013, mas tinha na época contrato em vigor com o “Pânico”, com validade até 2015.

No período da contratação, Sabrina chegou a falar que a emissora pagaria a sua multa contratual, e Tutinha, mais do que incomodado com o situação, prometeu ir à Justiça atrás de seus direitos.

Não foi necessário. A Record e o empresário se entenderam rapidamente, e a emissora pagou a multa de cerca de R$ 1,5 milhão de sua nova apresentadora, valor dividido em cinco prestações.

Segundo fontes do mercado, na época em que deixou o “Pânico”, Sabrina tinha um salário fixo de cerca de R$ 100 mil e tirava mais R$ 200 mil mensais com merchandising e campanhas publicitárias. Na Record, Sabrina ganha cerca de R$ 1 milhão por mês.

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também