Coq Au Vin

Coq Au Vin

Coq Au Vin

(pronuncia-se cóquovan)

por David Lorenzon Ferreira

Ingredientes: Amor próprio, amor ao próximo, respeito mútuo e fé em Deus!

Preparo: Viva o hoje, aprenda com o ontem e deixe vir o amanhã. Se essa receita não der certo para você, siga a receita abaixo e bom apetite. Mas, antes de qualquer coisa, você sabe o que é Coq Au Vin?

Coq au vin é um prato típico da culinária francesa, feito à base de carne de galo (opcionalmente frango) e vinho. Quando se menciona apenas “coq au vin”, trata-se de uma preparação com vinho tinto. No entanto, também há receitas de “Coq au vin blanc” (geralmente receitas não francesas), entretanto existe a receita tradicional de “Coq au vin blanc d’Alsace” ou “Riesling”; portanto, assim como o “Coq au vin jaune” do Jura ou Franche Comté, que é um vinho seco e perfumado; a receita leva “morilles”, que são cogumelos do género Morchella e têm um sabor muito forte e saboroso.

Diz à lenda que o prato surgiu por volta do ano 50 a.C., por um motivo histórico. Os gauleses (liderados por Vercingetórix) estavam em guerra com os romanos, até que o exército do imperador Júlio César cercou uma aldeia e o chefe mandou um galo de briga a César, que respondeu com um convite para um jantar feito com o próprio galo cozido no vinho daquela região. Agora vamos cozinhar o Coq Au Vin, seguindo esta receita que deve marinar por 48 horas:

  • 1 galo de aproximadamente 2,5 kg.
  • 4 cebolas cortadas em cubos.
  • 4 cenouras cortadas em cubos.
  • 3 litros de vinho tinto seco.
  • 1 talo de salsão cortado em cubos.
  • 1 bouquet amarrado com um barbante, contendo 1 folha de salsão, 1 dente de alho, 2 folhas de louro, 2 ramos de tomilho e 2 ramos de salsa crespa.
  • 1/2 xícara (chá) de óleo vegetal, como o de girassol.
  • 1/2 xícara (chá) de conhaque.
  • 60 g de farinha de trigo.
  • 1 litro de fundo de carne (ou caldo em cubos) diluído em água.
  • 200 g de bacon magro.
  • 500 g de champignons Paris, frescos.
  • 30 g de manteiga.
  • 30 g de açúcar.
  • 60 ml de sangue de galo fresco (opcional).
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto.

 

Caro leitor, eu não sou um chefe de cozinha, mas cozinho até que bem ao som de Carla Bruni. Após separar todos os ingredientes e deixar marinar por 48 horas, prepare assim:

  • Corte o galo em pedaços pequenos e deixe marinando por 48 horas;
  • No dia do preparo, separe o galo, o vinho e os legumes. Tempere os pedaços de galo com sal e pimenta;
  • Em uma caçarola, aqueça 30 ml de óleo e refogue os legumes em fogo baixo;
  • Enquanto isso, em uma frigideira com um pouco de óleo, doure os pedaços de galo de ambos os lados. Quando eles estiverem dourados, polvilhe com um pouco de farinha de trigo. Acrescente uma parte do conhaque, flambe e junte os pedaços dourados com os legumes na caçarola;
  • Cubra com o vinho e o caldo e cozinhe lentamente por aproximadamente 1h30 (até ficar macio);
  • Enquanto cozinha o galo, prepare a guarnição, doure o bacon e reserve;
  • Em uma pequena frigideira, derreta o açúcar com a manteiga e caramelize as cebolas. Junte o bacon e reserve;
  • Em outra pequena frigideira, doure os champignons com um pouco de manteiga e uma pitada de sal e também reserve;
  • Quando o galo estiver bem macio e o molho, bem encorpado, coe o molho para finalizar e retire o bouquet;
  • Em uma caçarola, ferva o molho e adicione o sangue, mexendo sem parar. Acerte o sal e a pimenta.
  • Coloque os pedaços de galo no centro de uma travessa e cubra com o molho e as guarnições;
  • Arranje as batatas cozidas no sal à sua volta e sirva imediatamente.

Muah! Mon Cher Bon Appétit!

Sugestão para sobremesa: um Petit Gateau, seguido de um café para terminar bem esse baquete. Isso mesmo, Voilá! Eis aí minha receita de felicidade por hora. Tchau, See You Later, Hasta La Vista, Good Bye, Chau… Orrevuá!

 

Coq Au Vin petit_gateau cafebullying 2014-CLIRC-Calendário-2014-300x225  LOGO-CLIRC

Informar Erro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo.

Leia também