Internações no SUS em Piracicaba custaram R$ 22 milhões no 1º semestre

Foto: Júnior Cardoso / PIRANOT

A Secretaria Municipal de Saúde concluiu balanço semestral de internações nos dois hospitais que atendem usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). De janeiro a junho, portanto, foram atendidos 11.092 pacientes, sendo 6.061 na Santa Casa e 5.031 no Hospital dos Fornecedores de Cana (HFC). Do total, 5.947 exigiram intervenções cirúrgicas e custaram cerca de R$ 15 milhões. As demais, sem procedimentos cirúrgicos, despenderam R$ 7,5 milhões.

Em recursos, a Prefeitura pagou, no período, R$ 22,464 milhões somente nos Atendimentos de Internações Hospitalares (AIHs), sendo R$ 12,742 milhões à Santa Casa e mais R$ 9,722 milhões para o HFC, o que garantiu o atendimento de mais de 11 mil usuários, com ou sem procedimento cirúrgico.

O secretário de Saúde, Pedro Mello, disse que a rede municipal de saúde é complexa e também bastante completa, ofertando serviços de qualidade em quase todas as áreas médicas. Segundo ele, os pacientes do SUS dão entrada no sistema pelos prontos-socorros (UPAs) ou pela Rede de Atenção Básica (UBS, PSF e os CRABs). A partir daí recebem o tratamento médico necessário, e centenas deles são encaminhados para internações, resultando ou não em cirurgias.

BALANÇO 01° SEMESTRE – A Secretaria de Saúde fechou também balanço de atendimentos médicos, especiais, odontológicos, SAMU e outros. As internações hospitalares somaram 12.173 usuários, mais 1.081 pessoas submetidas a cirurgias eletivas no AME/Hospital Dia. Os atendimentos médicos na Atenção Básica somaram 171.732 e nas Urgência/Emergência/COT, mais 296.152.

Nos chamados procedimentos especiais, a rede pública realizou 779.775 exames laboratoriais, Raio-X, ultrassonografia, tomografias, mamografias etc. Na área odontológica, foram 246.248 atendimentos.

Por | 15/08/2017|

Unicamp pede ao Estado para administrar o Hospital Regional de Piracicaba

Foto: Divulgação

O reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marcelo Knobel, enviou ontem ao prefeito Barjas Negri a cópia do ofício que foi encaminhado ao secretário de Estado da Saúde, David Uip, confirmando interesse em administrar o recém-criado Hospital Regional de Piracicaba “Zilda Arns”. O documento foi encaminhado ao secretário no último dia 27 de julho.

Barjas Negri comentou que, no final do mês passado, teve uma audiência com Uip para discutir questões relacionadas ao Hospital Regional de Piracicaba. Na conversa, foi falado das manifestações da Unicamp para estar à frente da unidade. No retorno de São Paulo, Barjas passou pela universidade e falou com o reitor e equipe de Saúde, pedindo que ratificasse, junto ao Estado, o interesse na administração da unidade de Piracicaba.

Na ocasião, Marcelo Knobel ratificou ao prefeito o interesse da Unicamp na administração, salientando que técnicos da universidade acompanham as obras de conclusão da unidade. A Unicamp já havia manifestado interesse no hospital.

Marcelo explicou que a universidade tem 48 anos de experiência educacional na área da saúde, acrescidos da administração do Hospital Estadual de Sumaré e de sete Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs). No ofício, o reitor diz que há intenção explícita na gestão do hospital de Piracicaba, que já é de conhecimento da DRX-10 – Piracicaba, da Prefeitura de Piracicaba e agora, oficialmente, do Estado. Na verdade, a Unicamp já está presente em Piracicaba por meio da Faculdade de Odontologia (FOP) e na administração do AME.

A proposta da Unicamp é de firmar um novo convênio de parceria de gestão de serviços públicos de saúde com a Secretaria de Estado da Saúde, o que permitirá assumir a administração do hospital de Piracicaba. Diz o reitor que “a Unicamp entende que, ao participar como parceira na gestão de unidades de saúde de São Paulo, desempenha papel social que lhe cabe e insere-se em redes de saúde articuladas que contribuem para a melhoria do padrão de saúde populacional e, cujas unidades, são campos de ensino e pesquisa para os diversos profissionais em formação pela Universidade”.

O prefeito Barjas disse que, desde janeiro, tem feito a aproximação dos parceiros para que o hospital entre em funcionamento. Ele destaca o apoio do próprio governador do Estado, Geraldo Alckmin, que tem se mostrado sensível à reivindicação dos prefeitos e vereadores da região para que o Estado não poupe esforços para o funcionamento do Hospital Regional de Piracicaba.

Barjas também destaca o esforço do secretário David Uip, dos seus técnicos, da DRS-10, do deputado estadual Roberto Morais, do secretário municipal Pedro Mello e seus técnicos, dos prefeitos da região e da Câmara de Vereadores de Piracicaba. ¨Tem havido uma sinergia dos parceiros com um só pensamento: colocar o hospital em funcionamento o mais breve possível, resolvendo o problema da falta de leitos hospitalares em Piracicaba e na região¨.

Por | 12/08/2017|

Começam as obras da Escola de Medicina de Piracicaba

Foto: Justino Lucente/CCS

A Anhembi Morumbi, integrante da rede internacional de Universidades Laureate, já deu início às obras de construção de seu campus em Piracicaba, na avenida Rio das Pedras, 1.601, em espaço do Clube dos Médicos. A Escola de Medicina de Piracicaba terá 5.161 metros quadrados de área, com cerca de 20 salas de aula, biblioteca, dois laboratórios de informática e 13 laboratórios de simulação em saúde, incluindo laboratório de Estrutura e Função, sala de habilidades, sala de habilidades específicas, laboratório multidisciplinar, hospital simulado, sala de debriefing, consultórios e auditório simulado.

De acordo com o prefeito Barjas Negri, a escola era um anseio de toda a população. “Fiquei muito satisfeito com essa decisão porque já são mais de 20 anos de espera para que Piracicaba tenha um curso de medicina”, disse. O início das obras culmina com a assinatura do decreto, pelo governador Geraldo Alckmin, no dia 1º de agosto, que criou o Hospital Regional de Piracicaba, previsto para funcionar até o fim do ano.

De acordo com o secretário de Saúde, Pedro Mello, com a residência médica, o Hospital Regional e a criação da Faculdade de Medicina, Piracicaba, que já é referência em tecnologia, será também em saúde. “Seremos polo de formação de profissionais da saúde. Coincidentemente, a Faculdade de Medicina será construída em área que sempre foi referência para os médicos de Piracicaba, que é o Clube dos Médicos”, comemorou.

VESTIBULAR – Edital para o vestibular de Medicina 2018, incluindo para os candidatos interessados em estudar no campus de Piracicaba, foi divulgado e estará com inscrições abertas entre 11 de agosto e 1º de novembro de 2017. Realizado pela Fundação Vunesp (Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista), para mais informações o interessado deve acessar o link: https://www.vunesp.com.br/ISCP1701. As provas serão aplicadas no dia 9 de dezembro, das 14h às 19h.

Por | 10/08/2017|

Secretaria de Estado da Saúde antecipa vistoria geral no Hospital Regional de Piracicaba

Foto: Ignácio Garcia/CCS

Acompanhados por Werner Bassinello, engenheiro da Secretaria Municipal de Obras (Semob) e responsável pelas obras da unidade, os profissionais José Roberto Cordeiro, Sara Jacob e Rita de Cássia D’Ambrózio chegaram ainda de manhã.

Eles percorreram as dependências da unidade e vistoriaram os dispositivos hidráulicos, elétricos, de combate a incêndio, as redes de gases medicinais e ar condicionado, bem como acabamento (portas, vitros, pisos, pintura etc).

Segundo o arquiteto José Roberto Cordeiro, a vistoria foi um pedido da Secretaria de Estado da Saúde. “O motivo da vistoria técnica geral, por meio do Grupo Técnico de Edificações, foi verificar as condições do edifício para possível funcionamento até o final deste ano”, disse.

 

DECRETO – O governador Geraldo Alckmin assinou, no último dia 1º de agosto, o Decreto 62.743/2017, criando o Hospital Regional de Piracicaba, que estará ligado diretamente à Coordenadoria de Serviços de Saúde da Secretaria do Estado. O prefeito Barjas Negri recebeu dois dias depois (3 de agosto) a cópia do decreto, já publicada no Diário Oficial no dia anterior (2).

Pelo decreto, além de criar o hospital, o governo do Estado determina o seu objeto que é a prestação de assistência médica hospitalar, potencialmente cirúrgico e de abrangência regional. Serão priorizadas as cirurgias eletivas de média e alta complexidades, urgência e emergência aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da região da DRS-X Piracicaba, que abrange 26 municípios.

Diz ainda o decreto que caberá à Secretaria da Saúde a responsabilidade pela adoção das medidas necessárias à sua implantação e serviços a serem prestados nessa unidade hospitalar estadual.

Por | 10/08/2017|

Situação da saúde é mais grave do que se imagina, diz vereador de Piracicaba

Foto: Fabrice Desmonts / Câmara

O vereador Ronaldo Moschini (PPS) disse que a situação da saúde pública na cidade “é pior do que se imagina”. A declaração foi dada na tribuna da Câmara de Vereadores de Piracicaba nesta semana.

Na oportunidade, ele sugeriu que a Prefeitura de Piracicaba autorize médicos a visitarem as UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento) para avaliarem os pacientes que realmente necessitem de internação.

“Muitos casos podem ser tratados dentro das UPAs, às vezes melhores do que na sala de cirurgia do hospital”, disse o vereador, que também é médico e atua no SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Moschini lembrou, ainda, que mesmo dentro dos hospitais alguns pacientes ficam dentro das salas de emergência entubados. “A gente tem recebido pedido de internação até de paciente que está nos hospitais”, disse.

Por | 09/08/2017|

Em seis meses, Câmara de Piracicaba aprova 142 proposituras pela saúde pública

Foto: Divulgação

Durante o primeiro semestre de 2017, a Câmara de Vereadores de Piracicaba aprovou 142 proposituras em defesa da saúde pública na cidade. Levantamento apresentado pelo vereador Rerlisson Rezende (PSDB), aponta que foram encaminhadas ao Executivo Municipal 116 indicações e 24 requerimentos e ainda aprovados dois projetos de lei.

“Algumas pessoas usam inverdades para criticar a Câmara e se não tomarmos partido essas posições se tornam ‘verdades’”, disse Relinho.

O vereador é autor do requerimento 444/2017, apresentado em regime de urgência na noite desta quinta-feira (3), com o objetivo de cobrar da Prefeitura de Piracicaba maior transparência nas diversas ações tomadas pelo Legislativo com o intuito de contribuir na gestão da rede pública de saúde. “Tivemos vários questionamentos por conta da votação do Plano Plurianual (PPA) e fazem política eleitoreira para criticar o posicionamento do vereador”, disse.

Relinho rebate as informações, divulgadas na imprensa e em rede sociais, de que os parlamentares não atuem em defesa da rede pública de saúde. “Eu estou trazendo aqui todas as proposituras que eu votei, todas elas dentro da legalidade e de diversos vereadores”, disse, ao citar iniciativas dos colegas para exigir maior investimento na saúde em Piracicaba.

Ainda na discussão do requerimento 444/2017, o vereador Lair Braga (SD) parabenizou o vereador Relinho, ao lembrar que o assunto é pertinente. “Isso, mentir, é fazer política de uma forma desleal e não verdadeira”, disse, ao citar a votação do PPA 2018-2021. “Quando se estampa que vereadores não aprovam 50 leitos, não avisam o leitor de que isso poderia prejudicar a coleta de lixo na cidade”, informou.

“Não vamos permitir que uma mentira se torne verdade”, enfatizou Lair Braga. “Todos têm o direito de vota contra ou a favor, mas sejam leais, procurem saber a verdade”, finalizou.

APROVADO – O requerimento 444/2017 foi aprovado nesta quinta-feira (3) e questiona se há, por parte da Prefeitura de Piracicaba, um canal de divulgação sobre os encaminhamentos feitos pela Câmara sobre as demandas na saúde e também na educação. O vereador Relinho cita, ainda, que no primeiro semestre deste ano, foram apresentadas 56 proposituras em defesa do ensino público na cidade, dividido entre 52 indicações e 4 requerimentos.

Por | 07/08/2017|

Decreto que cria o Hospital Regional de Piracicaba é assinado

Foto: Divulgação

O governador Geraldo Alckmin assinou o Decreto 62.743/2017, criando o Hospital Regional de Piracicaba, que estará ligado diretamente à Coordenadoria de Serviços de Saúde da Secretaria do Estado. O prefeito Barjas Negri recebeu ontem (03), a cópia do decreto, já publicada no Diário Oficial do último dia 2.

Pelo decreto, além de criar o hospital, o governo do Estado determina o seu objeto que é a prestação de assistência médica hospitalar, potencialmente cirúrgico e de abrangência regional. Serão priorizadas as cirurgias eletivas de média e alta complexidades, urgência e emergência aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da região da DRS-X Piracicaba, que abrange 26 municípios.

Diz ainda o decreto que caberá à Secretaria da Saúde a responsabilidade pela adoção das medidas necessárias à sua implantação e serviços a serem prestados nessa unidade hospitalar estadual.

O prefeito Barjas Negri comentou que ficou muito satisfeito com a notícia, mostrando que o governador cumpriu com o que disse à mídia no último dia 22 de julho, quando participou da entrega de 720 moradias populares (Residencial Ipês). Ao prefeito, o governador destacou que já havia uma minuta do projeto e que seria assinado em breve, o que aconteceu no último dia 1º de agosto, quando a cidade completou 250 anos.

Barjas destaca que, desde o início de janeiro, vem trabalhando para colocar em funcionamento o Hospital Público Regional. Para isso, esteve com o próprio governador, com o secretário estadual de Saúde, David Uip, e no Ministério da Saúde. “Tenho concentrado esforços, junto com a nossa equipe, com os prefeitos da região, os vereadores da Câmara de Piracicaba, com o deputado Roberto Morais e o secretário Pedro Mello para colocar o hospital em funcionamento no final deste ano”, disse Barjas.

Para o prefeito, o importante neste ano foi a execução da instalação do ar condicionado – pedido pelo Estado –, a articulação com a equipe técnica do Estado e a ampliação das conversas com a DRS-X. E, o mais importante, era a elaboração e assinatura do decreto estadual criando o Hospital Regional de Piracicaba.

VISITA – No último dia 28 de julho, o prefeito Barjas Negri, acompanhado dos secretários Pedro Mello (Saúde) e Arthur Ribeiro (Obras), visitou o Hospital Regional com um grupo de vereadores. O objetivo foi mostrar a dimensão da unidade e falar sobre a conclusão da instalação do sistema de ar condicionado – exigência do Estado – e ainda de coifas.

Aos vereadores, Barjas explicou que o hospital tem capacidade para resolver grande parte da demanda por leitos hospitalares na região. O prefeito falou sobre o estudo do Governo do Estado, de 2013, que mostra que o DRS-X Piracicaba é uma das regiões com menor índice de leitos hospitalares do Estado. “Enquanto no Estado a média é de 1,2, estamos com apenas 0,89 leito/para 1.000 habitantes. Com os novos leitos do hospital, 126 previstos em sua capacidade plena, vai melhorar muito o atendimento”, ressalta Barjas.

Por | 04/08/2017|

Hora do ‘mamaço’ no Parque da Rua do Porto foi um sucesso

Foto: Divulgação

Com participação de grande público, formado por mães, gestantes, familiares, profissionais de saúde, colaboradores e parceiros, a Hora do ‘Mamaço’, realizada na tarde de ontem (03), pela Secretaria Municipal de Saúde, no Parque da Rua do Porto, ao lado do Sino da Paz, foi um sucesso. Mais de 200 mães participaram do ritual de amamentação simultânea, marcando a semana destinada no mundo todo ao incentivo do aleitamento materno e ao Agosto Dourado.

O evento foi organizado pelas equipes da Atenção Básica e do Pacto pela Redução da Mortalidade Infantil, com suporte logístico e estrutural das Secretarias da Educação (SME), Esportes, Lazer e Atividades Motora (Selam) e Turismo (Setur) e do Desenvolvimento Social (Semdes). Contou com a colaboração direta da Santa Casa, Hospital dos Fornecedores de Cana (HFC), Unimed, Pastoral da Criança e Lions Clube Independência. Teve o apoio das empresas Fraldas 13 e Padaria do Vovô. Mais a participação especial dos alunos de nutrição da ETEC.

A primeira-dama, presidente do Fundo Social de Solidariedade (FUSSP), Sandra Negri, deu seu testemunho, recordando o fato de ter amamentado seus filhos por mais de um ano e que seus netos também tiveram a mesma oportunidade. “Certamente a amamentação proporciona mais saúde e qualidade de vida às pessoas”. Nesse sentido, conclamou todas as mães para a superação das barreiras que surgem no meio do caminho. “Não parem de amamentar. Eu sei que não é fácil. Temos de trabalhar, temos de cuidar da casa e tantos outros afazeres, mas não podemos desistir”, destacou.

Foto: Divulgação

O prefeito Barjas Negri disse que esse tipo de ação, envolvendo muitas pessoas, é de extrema importância para o município, porque as mães presentes seriam propagadoras e defensoras da amamentação, tendo a consciência e a segurança sobre o valor dessa atitude para sua saúde e, principalmente, para a saúde dos seus filho. “Com isso, ampliamos e damos visibilidade ao trabalho desenvolvido em Piracicaba com o objetivo de reduzir o coeficiente de mortalidade infantil”, observou. Segundo ele, para reduzir ainda mais esse índice, hoje de 8.75 mortes para cada 1.000 crianças nascidas vivas, o esforço dos agentes de saúde tem que ser redobrado. “Estamos em um patamar bom. Mas podemos melhorar. Atividades como esta contribuem para que consigamos avançar”.

Por | 04/08/2017|

Piracicaba recebe cerca de R$ 700 mil em Emendas para a saúde

Foto: Júnior Cardoso / PIRANOT

As Unidades Básicas de Saúde de Piracicaba foram beneficiadas por duas Emendas Parlamentares que somam R$ 683.740,00, por iniciativas do deputado federal Ivan Valente (PSOL) e do deputado estadual Bruno Covas (PSDB). O primeiro conseguiu R$ 483.740,00 do presidente Michel Temer, o segundo, R$ 200.000,00 do governador Geraldo Alckmin. São solicitações apresentadas em 2016 e aprovadas em junho deste ano.

O recurso será usado para aquisição de equipamentos e materiais permanentes destinados às unidades da Atenção Básica. O setor de Almoxarifado da Secretaria de Saúde está concluindo a fase de cotação de preços para a montagem da licitação. O objetivo, com a redução dos preços pela compra na modalidade pregão, é adquirir equipamentos que faltam ou precisam ser renovados em quantidade suficiente para sanar a demanda das rede.

Serão adquiridos: consultórios odontológicos, aparelhos de ultrassom, jatos de bicarbonato, amalgamadores digitais, aparelhos de ar condicionado, balanças antropométricas para adulto e infantil, fotopolimerizadores, impressoras a laser, no-breaks, armários, arquivos e estantes de aço.

De acordo com o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, essas emendas chegam em boa hora. “Diante de um cenário econômico restritivo, toda contribuição é válida. Por isso, é momento de agradecer esses parlamentares, que estão preocupados e fazendo alguma coisa para a melhoria da saúde pública. Os recursos serão usados para melhorar as nossas unidades e podermos oferecer serviços ainda mais qualificados à população”, explicou.

Por | 03/08/2017|

200 mães preparam ‘mamaço’ na Rua do Porto, em Piracicaba

Foto: Divulgação

Cerca de 200 mães são esperadas na quinta-feira (03), a partir das 14 horas, no Parque da Rua do Porto, para o Dia do Mamaço, em comemoração à Semana Mundial da Amamentação, realizada pela Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria da saúde, de 1 a 7 de agosto. A atividade visa a promoção da amamentação em prol do desenvolvimento saudável do bebê e da redução da mortalidade infantil. Participarão mulheres de todas as regiões da cidade, acompanhadas tanto por profissionais de saúde do setor público, privado e do terceiro setor.

O encontro está sendo organizado pelo Departamento de Atenção Básica (DAB), com apoio das Secretarias de Esportes, Lazer e Atividades Motoras (Selam) e Turismo (Setur), bem como, em parceria com os hospitais dos Fornecedores de Cana (HFC), Santa Casa e Unimed. A ONG Pastoral da Criançase o Lions Clube de Piracicaba Independência estão colaborando para que o dia seja um momento de confraternização. A Pastoral está inclusive trabalhando junto na convocação das mães e na logística para transportá-las ao local do evento, deslocamento que será feito por ônibus da Selam.

De acordo com a coordenadora de enfermagem da DAB, Tatiana Bonini, será um momento de descontração e troca de experiências entre as mães e esclarecimento de dúvidas, sob a orientação de profissionais da saúde e do coordenador do Pacto Contra a Mortalidade Infantil em Piracicaba, dr. Rogério Tuon. “Teremos também espaço de diversão para as crianças maiores que acompanharem suas mães”, disse. Para Tatiana, o incentivo à amamentação é fundamental para a qualidade de vida do bebê e de sua mãe. “Essa relação mamãe e bebê tem que ser fortalecida, para que a amamentação seja exclusiva até os seis anos de idade e prossiga até os dois anos ou mais. A ideia da amamentação simultânea, em evento aberto ao público, é a forma que escolhemos para marcar a semana e realçar a importância da amamentação e o direito de amamentar em público, sem preconceito”.

Durante o encontro, profissionais do Banco de Leite do HFC estarão orientando as mães sobre a doação de leite para para crianças que por algum motivo especial, necessitam do leite materno doados por outras mães. “É muito importante essa conscientização para que tenhamos uma cidade solidária, em que as mães com leite em abundância possam ajudar aquelas que não podem amamentar. Com isso, forma-se uma rede de colaboração, tendo o Banco de Leite do HFC com pivô, para que os bebês nascidos em Piracicaba se desenvolvam com saúde, mesmo diante das dificuldades”, observou Rogério Tuon.

SEXTA-FEIRA – No dia 4, a partir das 13 horas, haverá duas palestras no anfiteatro do Centro Cívico, ambas voltadas a profissionais da saúde. A primeira será proferida por Andresa Nuñez Garcia Mendes, especialista em nutrição clínica, da Coordenadoria de Programas de Alimentação e Nutrição (CPAN), sobre o tema Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, no município de Piracicaba. A segunda, sobre Manejo da Amamentação, será da cirurgiã dentista do Cepae/FOP/Unicamp, Ludmila Tavares Ercolin.

Além do Mamaço e das palestras, a semana mundial da Amamentação contará também como muitas atividades pelos postos de saúde da rede pública. As equipes de cada uma delas estarão desenvolvendo atividades junto às mães e gestantes a respeito da importância da amamentação. “Lembramos que essas atividades junto às mães e gestantes continuarão durante todo o mês de agosto, como uma das atividades comemorativas aos 250 anos de Piracicaba, e seguindo projeto estabelecido pelo Governo Federal, que instituiu Agosto Dourando como sendo o mês de incentivo à amamentação” concluiu Tatiana.

Por | 01/08/2017|

Alckmin garante funcionamento do Hospital Regional para o 2º semestre deste ano

Foto: Arquivo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, garantiu que o Hospital Regional começa a funcionar ainda este ano. A declaração foi feita à imprensa quando o governador esteve em Piracicaba para entregar as 720 moradias do Residencial Parque dos Ipês, no Vila Sônia.

De acordo com Alckmin, assim que o município concluir o sistema de climatização do prédio, o que deve acontecer no final da primeira quinzena de agosto, o Estado assumirá o prédio e iniciará a instalação da mobília e equipamentos. Apesar da crise, o executivo estadual está determinado a unir esforços para atender essa demanda regional.

O prefeito Barjas Negri observou que as conversações com a Fundação de Desenvolvimento da Unicamp (Funcamp) estão bem avançadas para que a entidade assuma a gestão do hospital, bem como a contratação dos profissionais que vão trabalhar na unidade.

A maior preocupação de Barjas Negri é ampliar o número de leitos hospitalares na microrregião. Segundo o prefeito, vários municípios eliminaram leitos ao longo dos últimos anos, como Charqueada, São Pedro e Rio das Pedras, o que tem sobrecarregado o sistema de atendimento público em Piracicaba.

O secretário de Saúde de Piracicaba, o médico Pedro Mello, acredita que a colocação do HR em funcionamento será um marco na história de Piracicaba. “Além de ganharmos em qualidade de atendimento, com a ampliação dos leitos hospitalares, a cidade se tornará de fato um complexo formador de profissionais da saúde, com a Residência Médica e a Faculdade de Medicina”, concluiu.

Por | 26/07/2017|

Piracicaba registra mais dois casos de morcegos com vírus da raiva

Foto: Reprodução

Este ano, até nesta sexta-feira (21), foram enviados ao laboratório do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de São Paulo 266 morcegos para exame de diagnóstico de raiva. Os animais foram recolhidos pela equipe do CCZ de Piracicaba com suspeita da doença. Apresentavam-se fora das condições normais para a espécie. Geralmente, quando estão doentes, aparecem caídos em quintal, dentro de imóveis ou nas calçadas de ruas e praças, ou até mesmo, voando à luz do dia. Os dois últimos morcegos foram recolhidos nos bairros Vila Fátima e Algodoal.

Os morcegos encontrados são insetívoro (se alimentam de insetos) e vivem tanto em ambiente de floresta como nos centros urbanos. Utilizam como abrigo edificações humanas, como forro de imóveis, telhados e porões que possuem frestas por onde possam entrar e se instalar, onde podem formar grandes colônias.

A raiva é transmitida somente por meio do contato direto do animal com a pessoa ou com outro animal, não havendo contaminação pelo ar, fezes ou urina do animal contaminado. Porém, cães e gatos podem ter contato com morcegos portadores do vírus da raiva, quando eles estão caídos e, se os animais não estiverem vacinados, podem se contaminar.

Por isso é muito importante a vacinação antirrábica de cães e gatos, principalmente em animais que moram em áreas de ocorrência de casos positivos, pois o vírus da raiva está circulando nessas áreas e esses animais estão expostos. Orientamos para que os proprietários de cães e gatos que não foram vacinados neste ano, levem seus animais para serem vacinados em clínicas veterinárias.

A vacina antirrábica também está à disposição da população, gratuitamente, durante todo ano, no Centro de Controle de Zoonoses. O atendimento é de segunda a sexta, das 9:00 às 15:00 horas e aos sábados, das 8:30 às 10:30 e das 12:00 às 14:30 horas. O CCZ está localizado na rua Mandis, s/nº, no Jardim Jupiá. Mais informações pelo telefone (19) 3427-2721.

Caso encontrem morcegos caídos, vivo ou morto, liguem para o centro de zoonoses, telefone 3427.2400, que iremos recolhê-lo.

Por | 22/07/2017|
Carregar mais conteúdo