Confira as últimas notícias e novidades do mundo da música nacional e internacional.

Palhaço e orquestra levam educação musical às crianças em Piracicaba

Foto: Divulgação

A Orquestra Sinfônica de Piracicaba inicia o Projeto ABC do Dó, Ré, Mi, desenvolvido com a Secretaria Municipal de Educação para aproximar a música erudita de aproximadamente 5 mil crianças, entre 4 e 10 anos. As primeiras sessões acontecem às 9h e às 10h destas quinta e sexta-feira, dias 25 e 26, no Teatro Municipal Erotídes de Campos, no Engenho Central. A iniciativa tem o apoio da Secretaria Municipal da Ação Cultural.

Realizado desde o ano passado, o ABC do Dó, Ré, Mi acontece no formato de “showcerto”, mescla de show e concerto, em que são apresentadas as famílias das cordas, madeiras, metais e percussão e feitas explicações sobre o papel de um maestro na orquestra, os gestos na regência e a sonoridade acústica, além da utilização de instrumentos de brinquedos nas cenas, tornando a experiência ainda mais lúdica.
O fio condutor da trama se dá a partir da interação entre o ator Romualdo Sarcedo, que dá vida ao espalhafatoso Zé da Batata, um espectador curioso e que no início do concerto quebra a rotina do maestro, interpretado pelo violinista Luis Fernando Dutra.

Foto: Divulgação

O programa dura 50 minutos e conta com a participação de 18 instrumentistas da OSP, que executam também a peça Suíte dos Comediantes, obra de caráter descontraído e de fácil entendimento, escrita em 1940 pelo compositor russo Dmitry Kabalevsky.

Responsável pela concepção do projeto, o maestro Jamil Maluf diz que o objetivo é o de familiarizar as crianças aos diferentes aspectos musicais. “A música é uma fonte de conhecimento, por isso a OSP levou o projeto à Secretaria de Educação, como forma de colaborar para o desenvolvimento cultural das crianças na rede pública de ensino”, diz Maluf, diretor artístico e regente titular da Sinfônica de Piracicaba.
Segundo a secretária de Educação, Angela Jorge Corrêa, a música fala diretamente aos sentidos e, aliada a processos pedagógicos, colabora para a percepção das crianças. “É dever da escola proporcionar situações de desenvolvimento e aprimoramento. Nesse sentido, o projeto colabora para ampliar as habilidades perceptivas e transmite valores artísticos, emocionais, estéticos e cognitivos, além de aguçar a criatividade”, diz.
A estreia da edição 2017 do ABC do Dó, Ré, Mi estava prevista para 28 de abril e foi adiada em função da greve geral, como forma de evitar transtornos às crianças. As apresentações seguem até novembro, sempre com duas sessões mensais, exceto nas férias escolares de julho, totalizando 4.890 crianças.
A OSP também iniciou em abril o projeto Músicas nas Escolas. Neste caso, quartetos de cordas, madeiras e metais visitam as escolas municipais da cidade, num total de 1.100 crianças em 21 apresentações. Entre 2015 e 2016, as duas iniciativas contemplaram aproximadamente 8 mil crianças, de pelo menos 40 bairros. Somadas ao público deste ano, serão 14 mil crianças.
Ainda esta semana, a OSP promove o terceiro concerto da Temporada 2017, na abertura da Virada Cultural Paulista, às 18h de sábado, 27, no Teatro do Engenho, com solo do multi-instrumentista Ivan Vilela na viola brasileira, além do ensaio geral aberto ao público, às 15h, sob regência de Jamil Maluf. Os ingressos gratuitos começam a ser distribuídos na quarta-feira, 24, e seguem até a sexta, 26, das 15h às 18h.
Realizada com recursos da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio das secretarias da Ação Cultural (Semac) e de Educação, a Temporada 2017 comemora os 250 anos de Piracicaba e tem como apoiadores Grupo Pizzinatto, Oscip Pira 21, Jornal de Piracicaba, Revista Arraso, Rádio Educativa FM, Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle e Cultura Artística.
O Teatro Municipal Erotídes de Campos, o Teatro do Engenho, está localizado no Parque do Engenho Central, na avenida Maurice Allain, 454.
Por | 25/05/2017|

Sinfônica abre Virada Cultural de Piracicaba com concerto caipira

Foto: Divulgação

A música erudita e o sertanejo raiz embalam a abertura da Virada Cultural Paulista em Piracicaba, evento do Governo do Estado de São Paulo em parceria com a Secretaria da Ação Cultural. A celebração entre os estilos musicais fica aos cuidados da Orquestra Sinfônica de Piracicaba (OSP) e do instrumentista Ivan Vilela na viola brasileira.

A apresentação está marcada para as 18h de sábado (27), no Teatro Municipal Erotídes de Campos, no Engenho Central. Antes, às 15h, acontece ainda o ensaio geral, também aberto ao público. A entrada é gratuita.

Sob regência do maestro Jamil Maluf, diretor artístico e regente titular da Sinfônica de Piracicaba, o concerto começa com O Moldávia, obra do ciclo Minha Pátria, o poema sinfônico mais conhecido do compositor checo B.Smetana. Na sequência, a OSP apresenta a Suíte nº 1, extraída da ópera Carmen, a mais famosa do francês Georges Bizet.

Já as cinco peças selecionadas para a apresentação com o solista Ivan Vilela são Tristeza do Jeca, de Angelino de Oliveira, Saudade de Minha Terra, de Goiá e Belmonte, e Menino da Porteira, de Ted Vieira e Luizinho, além de A Força do Boi e Armorial, ambas de autoria de Vilela. As orquestrações são de Renato Kefi.

Segundo o maestro piracicabano Jamil Maluf, a inclusão da viola caipira no repertório demonstra a versatilidade do conjunto sinfônico, que já apresentou estilos como jazz e o chorinho. Maluf lembra que em 2014, quando Vilela tocou com a OSP pela primeira vez, a reação da plateia foi de êxtase. “Piracicaba valoriza a música raiz e faz questão de manter suas tradições. A presença de Ivan Vilela é mais que oportuna, pois este ano Piracicaba completa 250 anos de fundação, sendo esse concerto uma forma de homenagem à cidade.”

.

O SOLISTA – Ivan Vilela dedica-se, há três décadas, à pesquisa sobre as manifestações da cultura popular em Minas Gerais e em São Paulo. É professor da Escola de Comunicação e Artes da USP e dirige a Orquestra de Viola Caipira de São José dos Campos.

Realiza, desde 1996, concertos e conferências em países como Estados Unidos, Alemanha, Argentina, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Itália e Portugal. Foi indicado a importantes prêmios da música brasileira, como o Prêmio IBAC de Cultura Popular, Prêmio Rival-BR, Prêmio Sharp, Prêmio Movimento, Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e Medalha Carlos Gomes, da Prefeitura Municipal de Campinas.

.

#MINHAOSP – Em todos os concertos da temporada, a Sinfônica permite, ao final da apresentação, durante o Bis, que o público utilize smartphones para registrar em fotos, vídeos ou transmissão ao vivo (lives). As postagens nas redes sociais devem ser feitas com a hashtag #MinhaOSP.

 Os recursos da Temporada 2017 são provenientes da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio das secretarias da Ação Cultural e de Educação, e conta com o apoio do Jornal de Piracicaba, Revista Arraso, Rádio Educativa FM,

Cultura Artística, Oscip Pira 21, Grupo Pizzinatto e Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle (Empem).

Como forma de colaborar com as entidades atendidas pelo Fundo Social de Solidariedade, a OSP incentiva a doação de fraldas geriátricas.

 

Por | 25/05/2017|

Banda Komatsu, da Holanda, inicia turnê em Piracicaba

Foto: Divulgação

De Eindhoven, a capital do rock da Holanda, a banda de stoner/sludge Komatsu desembarca pela primeira vez no Brasil para oito shows a partir desta semana. Piracicaba é a primeira cidade a receber o quarteto, que toca sexta-feira, 12, às 20h30, no Teatro do Sesc Piracicaba com entrada gratuita. Antecede a apresentação, às 19h30, a palestra “Gerenciamento de carreira no mercado independente”, a estreia do ÍntegraProjeto, em que uma banda por mês é convidada na unidade local para executar um álbum na íntegra – o Komatsu tocará o segundo álbum, ‘Recipe for Murder One’, laçado em 2016. De acordo com a assessoria do Sesc, “a proposta é desfrutá-lo por completo, do início ao fim, conferindo-lhe o status de obra de arte”.

Brasil será o único destino do Komatsu na primeira excursão à América do Sul. O giro começa dia 12, em Piracicaba (Sesc), segue para Londrina (PR), onde se apresenta dia 13 no Cativeiro Bar e dia 14 é a vez de Guarapuava (PR) receber os holandeses no London Pub. O Delinquent’s Bar de Joinville (SC) é a parada no dia 17, com Florianópolis (SC), no Celula Showcase, na agenda do dia 18. O quarteto ainda toca dia 19 em Curitiba (PR) no 92 Graus, dia 20 em São Paulo (SP) no Stage Bar e finaliza a turnê dia 21 no Sujinhos Bar, em Rio Claro (SP).

Recipe for Murder One é considerado pela crítica especializada como um dos principais lançamentos de stoner/sludge metal europeu do ano passado. Martijn Mansvelders (baixo), Joris Lindner (bateria), Mo Truijens (vocal e guitarra) e Mathijs Bodt (guitarra) também trarão à Reciple for Murder One Brasil Tour 2017 a recém lançada música “Surfing on a Landslide”, presença confirmada no repertório dos shows, assim como faixas do álbum de estreia Manu Armata (2013).

O Komatsu foi formado em 2010 por músicos de diferentes bandas de Eindhoven e tem no currículo um EP homônimo (2011), dois álbuns e uma música (“Lockdown”) na compilação “N.O. hits at all, volume 1” produzida por ninguém menos que Nick Oliveri (ex-Kyuss e Queens of the Stone Age) – ele canta nesta faixa, a quarta de Recipe for Murder One.

Queens of the Stone Age é, inclusive, uma das referências adotada pela mídia europeia para contextualizar a original sonoridade do Komatsu, que também agrada a fãs de Mastodon, Monster Magnet e Corrosion of Conformity. De Manu Armata ao novo Recipe for Murder One, os holandeses dosaram o peso em sintonia com o groove, sempre com melodia e refrões impactantes, que contagiam plateias.

O baixista Martijn Mansvelders até mesmo aprendeu algumas palavras em português para mandar uma mensagem aos fãs brasileiros. Confira aqui: youtu.be/vY3nF4l0Tns.

A turnê é uma realização da Mamute Prod Entertainment, que recentemente trouxe ao país a legendária Death, umas das primeiras bandas de punk rock do mundo.

.

Agenda:

Komatsu em Londrina (PR), no Red Fuzztival: 13 de maio, no Cativeiro Bar (com Red Mess, TüRBozilla e Corpsia)

Evento no facebook: events/1291195690966332/

Horário: 22 horas

Endereço: avenida Pres. Castelo Branco, 1537

Informações: Red Mess ([email protected])

Ingresso: R$ 20 (antecipado) e R$ 30 (portaria). Pontos de venda: Bar.bearia, Mi Casa, Sonkey, A Toca, 7db Studio.

Komatsu em Guarapuava (PR): dia 14 de maio, no London Pub (com Bad BeBop e Ultra Violent)

Evento no facebook: events/1601035173254799/

Horário: 18 horas

Endereço: rua Capitão Rocha, 2304

Informações: Barbatana Produções ([email protected])

Ingresso: R$ 20 (promocional limitado, pelo www.sympla.com.br) ou no Armazém Do Malte Guarapuava, Armazém do Rock ou Gato Preto Discos & Livros.

Komatsu em Joinville (SC): dia 17 de maio, no Delinquent’s Road Bar (com Arataca Stoned Farmers)

Horário: 20 horas

Endereço: Rua Ricardo Stamm Gomes, 4 . Esq c/ Rua Santos

Informações: (47) 98481-8121

Ingresso: R$ 10 (portaria)

Komatsu em Florianópolis (SC): dia 18 de maio, no Celula Showcase (com Muñoz)

Evento no facebook: events/281776852233287/

Horário: 21 horas

Endereço: avenida João Paulo, 75

Informações: Mamuteprod ([email protected])

Ingresso: R$ 15 pelo Sympla https://www.sympla.com.br/komatsu-hol–munoz__138086

Komatsu em Curitiba (PR) no Into The Void Fest: dia 19 de maio, no 92 Graus (com Marte, Bad BebBop e Tropical Doom)

Horário: 20 horas

Endereço: rua Manoel Ribas, 108

Informações: (41) 99919-1492

Ingresso: R$ 29 (portaria, das 20 às 21h30) e R$ 30 (21h20 em diante)

Komatsu em São Paulo (SP): dia 20 de maio, no Stage Bar (com Spiral Guru, Mocho Diablo e Saturndust)

Evento no facebook: events/236920686784360

Horário: 17h30

Endereço: rua Brigadeiro Galvão, 871

Informações: Mamuteprod ([email protected])

Ingresso:R$ 35 pelo Sympla: https://www.sympla.com.br/komatsu-hol–saturndust–mocho-diablo–spiral-guru__137846

Komatsu em Rio Claro (SP): dia 21 de maio, no Sujinhos Bar (com Funeral Sex)

Horário: 19 horas

Endereço: avenida 24 A, com a rua B (em frente a Unesp)

Informações: Mamuteprod ([email protected])

Ingresso: Entrada gratuita

Por | 09/05/2017|

Piracicaba e Americana recebem Concertos Jovens Músicos

Foto: Paulo Lima

O projeto Concertos Jovens Músicos realiza de 28 a 30 de abril, a Série Música de Câmara com o Quarteto de Cordas do Projeto Jovens Músicos em Piracicaba e Americana.

Viabilizado pelo Ministério da Cultura (MinC), Governo do Estado de São Paulo  e Secretaria da Cultura por meio da Lei Rouanet e do Programa de Ação Cultural (ProAC), o projeto conta atualmente com os patrocínios da Caterpillar, Supermercados Pague Menos, Oji Papéis Especiais, Usina Furlan e apoio da Bom Peixe.

A primeira apresentação será na sexta, dia 28, às 19h30 em prol dos moradores do  Lar dos Velhinhos. Neste concerto em especial, o público deverá contribuir com 1 litro de leite.

No sábado, dia 29, o público pode conferir o concerto às 20 horas na Paróquia São Judas Tadeu em Piracicaba. Já no dia 30, o Quarteto de Cordas encerra a temporada com concerto às 20 horas na Paróquia São Domingos de Gusmão em Americana. Todas as apresentações são gratuitas.

O Quarteto de Cordas é formado por professores e alunos em nível avançado nos instrumentos violino, viola erudita e violoncelo. Do grupo, atuam os músicos Claudia Cruz (violoncelo), Lenara Amaral (viola erudita), Marcos Dal Medico e Silas Simões (violinos), onde interpretam repertório com obras clássicas como a Suíte, Viajando pelo Brasil de Ernst Mahle e Pequena Serenata Noturna, de W. A. Mozart.

Para o coordenador do Projeto Jovens Músicos, maestro Anderson de Oliveira, esses concertos possibilitam o acesso à música de qualidade à população. “O objetivo desses concertos é aumentar o acesso das pessoas, de forma gratuita e promover um processo de democratização da cultura brasileira por meio da música de concerto”.

Por | 25/04/2017|

Orquestra apresenta música clássica para 4 mil crianças em Piracicaba

Foto: Divulgação

Instrumentos de cordas, madeiras, metais e até uma orquestra ficam mais próximos de 4 mil crianças de Piracicaba a partir de abril, por meio dos projetos Música nas Escolas e ABC do Dó, Ré, Mi. As iniciativas são da Orquestra Sinfônica de Piracicaba e da Secretaria Municipal de Educação.

 
O Música nas Escolas começa nesta terça-feira, 18, na Escola Professor Alberto Thomazi, no bairro Cruz Caiada, às 9h30. No dia 19 é a vez da Escola José Antonio de Souza, no Parque Orlanda e, no dia 20, da Escola Antonia Jesuína Camillo Pipa, no Santa Rosa.
 
Por meio dessa iniciativa, quartetos de cordas, madeiras e metais visitam três escolas da cidade por mês, sendo duas apresentações em cada uma das 21 unidades atendidas, num total de 1.100 crianças.
 
Nas aulas-laboratórios de 50 minutos, os instrumentistas apresentam obras de compositores clássicos e músicas célebres de vários períodos. As crianças conhecem de perto o funcionamento de cada instrumento e também ouvem temas musicais de filmes, comerciais e desenhos.
 
Já o projeto ABC do Dó, Ré, Mi abrange aproximadamente 3 mil crianças. A estreia acontece no dia 28, no Teatro Municipal Erotídes de Campos, no Engenho Central, às 9h, para 750 crianças de 10 escolas. São duas apresentações mensais, sempre na última sexta-feira do mês, também com 50 minutos de duração.
 
O fio condutor do ABC do Dó, Ré, Mi é a comédia, por isso a apresentação é denominada de “showcerto”, uma mistura de show com concerto. O enredo se dá com um desengonçado ator-palhaço, que “atrapalha” diversas vezes o maestro e os 18 instrumentistas. Entre uma música e outra surgem as explicações sobre as famílias dos instrumentos.
 
Os projetos ocorrem até novembro, exceto nas férias escolares de julho. A intenção é a de levar o conhecimento artístico às crianças entre 4 e 10 anos. “É de criança que se criam hábitos, como o consumo do produto cultural. Não se gosta do que não se conhece, por isso vamos ao encontro do público infantil para transmitir uma mensagem musical fascinante”, diz o maestro Jamil Maluf.
 
Diretor artístico e regente titular da OSP, Jamil Maluf criou os projetos no diálogo com as coordenações de educação infantil e de ensino fundamental da Secretaria de Educação. Desde 2015, as duas iniciativas contemplaram aproximadamente 8 mil crianças da rede municipal de ensino, de pelo menos 40 bairros.
 
A secretária de Educação, Angela Jorge Corrêa, diz que a preocupação é com o desenvolvendo cultural das crianças. Para ela, as ações constituem um diferencial na formação oferecida pelo município. “Aliada a processos pedagógicos, a música é um elemento imprescindível para a transmissão de valores artísticos, emocionais, estéticos e cognitivos, além de aguçar a criatividade.”

Foto: Divulgação

TEMPORADA 2017 – A Temporada 2017 da Sinfônica de Piracicaba comemora os 250 anos de Piracicaba, com concertos mensais, no Teatro do Engenho. As próximas apresentações são no dia 29 de abril, às 16h30 e às 20h30, sob regência do maestro convidado Thiago Tavares e a presença do violonista Fábio Zanon. 

 
O programa traz as obras Concierto del Sur, de Manuel Ponce, e Sinfonia nº 2 (Antar), de Rimsky-Korsakov. A entrada é gratuita e a retirada dos ingressos deve ser feita nos dias 26, 27 e 28 de abril, das 15h às 18h. O Teatro do Engenho fica na avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central. 
 
A Temporada 2017 é promovida com recursos da Prefeitura do Município de Piracicaba, por meio das secretarias da Ação Cultural e de Educação. São apoiadores a Rádio Educativa FM, Jornal de Piracicaba, Revista Arraso, Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle e Cultura Artística.
Por | 17/04/2017|

“Foi um ato de desespero”, diz Vitor Saches sobre denúncia de agressão

Foto: Divulgação

Victor Chaves decidiu divulgar um vídeo onde fala sobre grave denúncia de agressão na qual ele se envolveu no início deste ano. No material divulgado nas redes sociais nesta terça-feira (4), ele afirma que agiu num ato de desespero para defender a filha de um ano, mas nega ter agredido a mulher, Poliana Bagatini.

“Pessoal, eu venho a público para esclarecer uma coisa de diante da qual surgiram e surgem incontáveis boatos. Eu fui indiciado legalmente, por vias de fato: contravenção”, disse Victor no vídeo.

“Ou seja, eu não machuquei ninguém. O que eu pratiquei foi um ato de desespero para conter uma pessoa que estava completamente fora de si de pegar uma criança de 1 ano. E pela minha filha o que eu fiz eu faria de novo. Então tudo está sendo apurado devidamente”, completou.

Victor e Poliana são pais de Maria Victoria, nascida em fevereiro de 2016. Ela está grávida do segundo filho do casal. A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou o artista nesta terça-feira.

O caso está sendo investigado pela Divisão Especializada no Atendimento à Mulher, ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (Demid) de Belo Horizonte. A delegada Danúbia Quadros concluiu o inquérito após receber o resultado da perícia das imagens do circuito de segurança do prédio onde o casal vivia.

Por | 05/04/2017|

Pablo de León ensina violino aos alunos do Projeto Jovens Músicos

Foto: Divulgação

Nascido em Portugal, Pablo teve sua iniciação musical no Brasil e logo se despontou na carreira, onde se especializou em violino em Israel. Spalla da Orquestra Sinfônica de São Paulo desde o ano de 2000, De León é o único violinista brasileiro convidado a participar da World Orchestra for Peace – formada por spallas das principais orquestras do mundo – apresentando-se nas mais importantes salas de concerto na Rússia, Reino Unido, China, Alemanhã, Holanda, Bélgica, Hungria, Estados Unidos, Emirados Árabes, Israel, Polônia e Suécia.

No Projeto Jovens Músicos, em Piracicaba, Pablo de León vai ensinar para os alunos que estão em estágio avançado, explica o coordenador, maestro Anderson de Oliveira. “Poder contar com um violinista do nível do Pablo de León que hoje, sem dúvida é um dos maiores violinistas do País, mostra o quanto o investimento da cultura em crianças e jovens é importante. Quando iniciamos o projeto há cinco anos, nunca imaginaríamos que poderíamos contar com um time tão forte de professores”, declarou.

Para De León, é um privilégio para Piracicaba e região ter o Projeto Jovens Músicos. “É uma honra participar desse projeto com valores socioculturais legítimos, que visa naturalmente acessibilizar a música erudita de fora dos grandes centros. Tenho acompanhado o trabalho do maestro Anderson de Oliveira há algum tempo e, apesar da crise econômica que o país vive, tenho visto toda a dedicação e esforço para que o projeto continue trazendo benefícios imensuráveis para sociedade piracicabana”, declara o professor Pablo de León.

Como professor de violino, Pablo de León ministrou aulas em festivais e máster classes no Brasil e Estados Unidos, além de ter sido spalla da Orquestra Sinfônica Brasileira de Ópera e Repertório da Cidade do Rio de Janeiro.

Por | 09/03/2017|

Grito Rock 2017 começa nesta quarta-feira (08), em Piracicaba

Foto: Divulgação

A edição de 2017 do Grito Rock começa nesta quarta-feira (8) e segue até o sábado (11) com shows de várias vertentes do estilo musical. Organizada pelo produtor Wendel Degaspari, o DJ Crypton, a programação deste ano faz uma mistura coesa, mas bem ampla no sexto ano consecutivo que o festival acontece na cidade. Inicialmente organizado pelo Coletivo Piracema, entidade do grupo Fora do Eixo, está a cargo de DJ Crypton desde 2015.

A abertura neste acontece hoje, a partir das 20h, no bar Estação Cultural, reunindo as bandas locais The Odd Fellow, com uma pegada mais indie, e Dhammer, calcada do rock’n’roll mais clássico. Já amanhã, o show acontece no Oficina Bar, reduto tradicional do rock em Piracicaba, com as bandas Velho Coyote e The River Ratmen, e discotecagem de Vinil Attach.

Na sexta-feira, o Grito Rock 2017 atinge o ponto alto com a presença de Far From Alaska na comedoria do Sesc Piracicaba. Natural de Natal (RN), o grupo é considerado na atualidade a principal referência do rock independente do País. Com um disco na bagagem (modeHuman, de 2014), a banda apareceu em algumas parcerias, entre elas com Scalene, nos últimos anos e, agora, prepara um novo álbum, gravado nos Estados Unidos. O show terá a participação do DJ Crypton.

O último dia do Grito Rock, no sábado (11), contará com um casamento um tanto quanto inusitado. Os forrozeiros do Zaíra fazem o único show pago do festival junto com Beermudas, banda que tem conquistado a atenção do público tanto pela energia do rock instrumental e agressivo, ao mesmo tempo em que estabelece um clima de “Carnaval fora de época”.

Por | 07/03/2017|

Delegacia de Mulheres intima Vitor para prestar depoimento sobre agressão

Foto: Arquivo

Victor Chaves Zapalá Pimentel, de 41 anos, da dupla sertaneja Victor & Léo, a mãe dele e uma irmã foram intimados pela Polícia Civil a prestar depoimento na Delegacia de Mulheres de Belo Horizonte que investiga suposta agressão dele contra a mulher grávida. A data não foi divulgada.

No dia 24 de fevereiro, a mulher de Victor, Poliana Bagatini Chaves, que está grávida, prestou queixa em uma delegacia de Belo Horizonte acusando o marido de tê-la agredido. No dia 25, ela fez exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). Porém, no dia seguinte, Poliana postou uma carta em seu perfil do Instagram em que negava as agressões. O documento, assinado por ela, afirma que houve um grande desentendimento familiar e que, em uma discussão com a sogra, não se sentiu apoiada por Victor, que tentou contê-la. Ela disse ainda que achou que na polícia se sentiria amparada. Afirmou que em momento algum considerou que tivesse ocorrido qualquer crime, principalmente praticado por Victor, e que, por isso, disse à polícia que não tinha interesse na apuração do caso.

A mãe do cantor Victor chegou a registrar um boletim de ocorrência contra a nora.
Em entrevista ao Fantástico, Victor negou as agressões. “Eu jamais agrediria alguém na minha vida, muito menos a minha esposa, que está grávida do João”, afirmou. “A única coisa que eu posso dizer é que minha família é meu bem maior e que toda minha postura sempre foi de preservar a família.”

A assessoria de imprensa de Victor informou que ele foi notificado e que está à disposição da polícia. Victor e o irmão Léo estão de férias na região de Campinas-SP.

Por causa da denúncia, Victor pediu para se afastar do programa “The Voice Kids”. O próximo já está gravado com a presença do cantor como jurado e será mantido, informou o apresentador André Marques neste domingo (26), porém a Globo tem cortado ao máximo as cenas em que o suspeito aparece.

Por | 02/03/2017|

Banda Canecão agitará o “Carnaval das Marchinhas” do Clube de Campo de Piracicaba

Os idealizadores da festa, Bruno Chamochumbi, Lili Fadigas e Tayo Cunha – Foto: Divulgação.

O maior Carnaval de salão da região de Piracicaba se aproxima como toda a atmosfera dos antigos bailes. Chegando a sua décima sexta edição, o Carnaval das Marchinhas – Festa à Fantasia acontece no dia 27, às 23h, no Salão de Cristal do Clube de Campo de Piracicaba. Reunindo até 2.000 foliões, a festa é sucesso de público na região, foliões que buscam uma noite exclusiva de resgate do Carnaval. Embalada pela Banda Canecão, a festa traz as memoráveis marchinhas, marchas-rancho e sambas-enredo, além de muita serpentina, confete, fantasias e salão decorado. ´Vamos Chacoalhar o Esqueleto!!´ é o tema deste ano do Carnaval das Marchinhas.

O histórico e formato da festa demonstram o sucesso do Carnaval das Marchinhas na região. Organizada por Bruno Chamochumbi, Lili Fadigas e Tayo Cunha, a festa começou em 2002, para um público de 50 pessoas. O interesse dos foliões pelo evento cresceu ano a ano e migrou do antigo Café Preto para Società Italiana, até chegar, em 2007, ao Clube de Campo.

“É muito difícil, ou quase impossível, realizar com sucesso tantas edições de uma festa que tem a proposta de ocupar o salão e brincar o Carnaval. O evento tornou-se destaque na região porque encontrou seu público, pessoas que valorizam esta cultura e que não querem passar pelo tumulto de viajar no Carnaval. O espaço físico é outro ponto a favor, ou seja, temos salão cheio, mas não insuportável. Também contam a boa localização e infraestrutura do clube (inclusive de ar condicionado) e o excelente nível do som”, comenta o publicitário Chamochumbi, um dos organizadores do evento.

Com o patrocínio da Honda Aversa, a edição 2017 do Carnaval das Marchinhas – Festa à Fantasia tem promoção do MBM Escritório de Ideias e Clube de Campo de Piracicaba. O oferecimento é da Thais Fantasias e os apoios da Revista Tutti, Gazeta de Piracicaba, Rota 19 – Gastronomia e Cultura, rádio Jovem Pan Piracicaba, Rui Torresan, Café Morro Grande, TVR, Vollare Boutique e Studio Marcel Yamauti.

.

INGRESSOS – O preço do ingresso é R$ 90 – valor fixado para compras até sábado, dia 25. Após a data, o preço passa para R$ 110. A compra pode ser feita no Clube de Campo (avenida Torquato Silva Leitão, 297, São Dimas, telefone (19) 3403-6700), na Thais Fantasias (rua Voluntários de Piracicaba, 793, Centro, telefone (19) 3436-0358) e no Rota 19 Gastronomia e Cultura (rua do Porto, 1.933, telefone (19) 3422-4274). As mesas são vendidas exclusivamente no Clube de Campo.

Por | 22/02/2017|

Wesley Safadão fará show em estádio municipal de Piracicaba

Foto: Arquivo

O Estádio Municipal Barão de Serra Negra, no bairro Alto, em Piracicaba, será o local do segundo show de Wesley Safadão na região. Os ingressos já estão a venda.

O evento, marcado o domingo dia 19 de março de 2017, ocorrerá a partir das 15 horas e é uma realização da Via Brasil Produções.

Os ingressos antecipados estão a venda pela internet no site www.tkingressos.com.br e custam R$ 55 para a pista, R$ 70 o VIP premium e arquibancada vermelha, R$ 80 para a arquibancada com cadeira e R$ 150 o camarote com open bar.

.

O CANTOR – Wesley Safadão não está no topo das paradas da música do Brasil por acaso. Sempre inovador, o artista é conhecido pelo seu repertório atualizado e por ter as melhores músicas cantadas em seu show.

A trajetória do artista começou em 2007, quando houve a profissionalização de um trabalho até então familiar. A banda foi criada pela família de Wesley Safadão e reunia seus irmãos e primos todos movidos a muitos sonhos.

Apaixonados pela música investiram suas pequenas economias e buscaram ajuda onde não tinham para seguir com o projeto da Banda Garota Safada, que hoje se chama Wesley Safadão. A banda aos poucos foi ganhando notoriedade no mercado artístico da cidade de Fortaleza, no Ceará.

Por | 21/02/2017|

CrashHard estreia no bar Rock Club em Piracicaba

Foto: Divulgação

Recém-inaugurado na cidade, o Rock Club vem se tornando ponto de encontro dos fãs do bom e velho rock’n’roll. Desde setembro de 2016, a casa recebe importantes nomes do cenário nacional e, nesta sexta-feira (24), será palco, pela primeira vez, de mais um show da banda CrashHard, a partir das 23 horas.

O grupo, que se apresenta ao lado da banda Via Pública, também de Piracicaba, promete uma alternativa divertida para a programação de Carnaval, em uma noite com o melhor do rock.

O vocalista Du Pompermayer, o guitarrista Neil Myers, o baixista Junior Lopes, o baterista Thiago Correa e o tecladista Bruno Max compõem a formação atual da banda e, desde 2014, trazem grandes sucessos de nomes como Aerosmith, Bon Jovi, Whitesnake, Iron Maiden, Guns N’ Roses, Roxette, Queen, Van Halen, A-Ha, Journey, Rage Against The Machine, System of a Down, Elvis Presley e Creedence Clearwater.

Com um repertório cheio de hits, a CrashHard garante diversão para todos os estilos. “É uma enorme satisfação para a banda estrear no Rock Club e estamos montando um setlist muito especial e cheio de surpresas. Desde clássicos dos anos 80, como Footloose (Kenny Loggins) e Take on Me (A-Ha), até baladas, como November Rain (Guns N’ Roses) e Always (Bon Jovi), fazem a festa de quem passar pelo bar na sexta-feira dia 24”, convida o vocalista Du Pompermayer.

O bar fica na Avenida Carlos Botelho, número 800. A entrada custa R$ 15 para mulher e R$ 20 para homem.

Por | 20/02/2017|
Carregar mais conteúdo