Confira as últimas notícias do cinema nacional e internacional.

Filme sobre a vida de Hebe Camargo capta mais de R$ 7,5 milhões da Ancine

Foto: Arquivo

A apresentadora Hebe Camargo terá toda a sua vida profissional e pessoal contada em um longa-metragem, ainda sem data para estrear nos cinemas.

De acordo com informações da jornalista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a Ancine (órgão oficial do governo federal do Brasil) liberou exatos R$ 7.519.086,36 para a produção do longa.

A produtora responsável é a Loma Filmes e ficou a cargo dessa empresa captar o dinheiro cedido pela Agência Nacional do Cinema.

Hebe Camargo, ex-SBT, faleceu no dia 29 de setembro de 2012 aos 83 anos em São Paulo. Tinha apenas um filho, Marcelo Camargo.

Ainda não há data de quando o filme chegará aos cinemas.

Por | 05/05/2017|

SESI Piracicaba apresentará oito filmes na mostra “A Vida em Israel”

Foto: Divulgação

Na décima edição do Cine SESI-SP no Mundo, a viagem proposta é para o Oriente Médio, conduzida por oito filmes israelenses premiados, que mostram o cotidiano do único país de maioria judaica no mundo. A reflexão sobre os cenários, referências e costumes desse país, que parece tão distante cultural e geograficamente, pode revelar uma proximidade maior do que se imagina com o Brasil.

O SESI Piracicaba exibirá, entre os dias 4 de maio e 29 de junho, os filmes da mostra A Vida em Israel, realizada em parceria com o Consulado Geral de Israel. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser reservados antecipadamente pelo Meu SESI (www.sesisp.org.br/meu-sesi).

Com curadoria do SESI-SP, os filmes escolhidos datam da primeira década do século XXI, período que o cinema israelense ganhou maior relevância no mundo, conquistando prêmios em importantes festivais.

O filme mais premiado de Israel, A Banda, de 2007, do diretor Eran Korilin, somou mais de 70 indicações e 46 conquistas, entre elas o Prêmio da Juventude no Festival de Cannes, poderá ser conferido pelo público da mostra.  Livre para todos os públicos, a comédia apresenta a convivência amistosa entre um conjunto musical egípcio e um povoado israelense, apesar da cicatriz entre os povos, consequente de suas rivalidades históricas e ainda latentes.

Estão presentes na mostra nomes como Eytan Fox e Eran Riklis, que ganharam destaque ao dirigirem produções que entraram no circuito comercial brasileiro. Como eles, os demais cineastas da mesma época, preferiram simplesmente tratar sobre o dia a dia, em vez de escancarar as questões políticas e religiosas de sua terra.

A Missão do Gerente de Recursos Humanos, de 2010, de Eran Riklis, traz a violência como pontapé inicial da história, tratada num contexto tragicômico, pela figura de um gerente de RH da maior panificadora de Jerusalém, que é obrigado a ter uma postura realmente mais humana, depois de ser criticado por suas reações insensíveis.  

Outro aspecto da realidade local, o serviço militar obrigatório para homens e mulheres (praticamente todos os jovens israelenses são levados para linhas de defesa), é retratado no filme Delicada Relação, de 2002, do diretor Eytan Fox, tendo como verdadeiro foco o romance entre dois soldados.

Dias Congelados é mais um exemplo. O filme de 2005, dirigido por Danny Lerner, aborda um atentado a bomba, no contexto de uma jovem solitária de Tel Aviv, que após o encontro com uma das vítimas começa a questionar a própria realidade.

A programação completa irá percorrer 38 unidades do SESI-SP em todo Estado, além da Unidade Móvel de Artes e Cultura e o Centro Cultural Fiesp, e pode ser conferida em http://www.sesisp.org.br/cultura/cine-sesi-sp-no-mundo-a-vida-em-israel.htm.

.

Sobre o cinema israelense

Israel é um dos poucos países desenvolvidos cuja fundação é posterior à disseminação da arte cinematográfica pelo mundo. Da década de 1950, suas primeiras produções são filmes heroicos e patrióticos, produzidos com incentivo do Estado. O primeiro filme israelense a ter sucesso internacional data de 1964, Sallah Shabati foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro.

Os filmes de 1970 foram os primeiros a trazer questões políticas e históricas, com assuntos como o Holocausto. Em 1980, diretores e atores israelenses começam a aparecer e a língua nacional, hebraica, passa a ser utilizada.

Já nos anos de 1990, os filmes privilegiaram o humano, os tabus e temas da vida cotidiana, arraigados de valores e questões religiosas e sociais. Dispensando a figura maniqueísta de heróis e vilões, os filmes buscaram registrar as minorias e aqueles que estavam à margem e conquistaram maior interesse internacional.

Dessa forma, o cinema israelense passa a receber atenção dos coprodutores internacionais, maior investimento do governo e as TVs locais começaram a participar da produção cinematográfica.

Nos anos 2000, o que mudou foi a forma do audiovisual abarcar os conflitos que permeiam a vida cotidiana. Os filmes mantiveram a característica de retratar a realidade do país, mas de maneira não panfletária, sem assumir lados e opiniões e sem fugir dos temas polêmicos, mas deixando-os nas entrelinhas, para conclusão e reflexão do público.

O resultado do trabalho autoral dos anos 1990 e o desenvolvimento técnico que conferiram melhor qualidade à produção cinematográfica israelense nos anos 2000 é o que chega ao público da mostra: produções premiadas internacionalmente, com diversidade de temas e maturidade artística.

.

Programação SESI Piracicaba

Cine SESI-SP no Mundo: A Vida em Israel

A Banda 4 de maio, quinta, às 13h
As Aparências Enganam 11 de maio, quinta, às 10h
A Enchente 18 de maio, quinta, às 13h
Aviva, Meu Amor 25 de maio, quinta, às 13h
Dias Congelados 1 de junho, quinta, às 10h
As Medusas 8 de junho, quinta, às 10h
A Missão do Gerente de Recursos Humanos 22 de junho, quinta, às 13h
Delicada Relação 29 de junho, quarta, 10h

.

Sinopses

A Banda | Bikur Ha-Tizmoret

Israel/EUA/França, 2007, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Gênero: Comédia

Duração: 87 min.

A Banda Cerimonial da Polícia de Alexandria, chefiada pelo exigente e recatado Tawfiq, viaja do Egito para Israel, para tocar na inauguração de um centro cultural árabe. Após um mal entendido no aeroporto, tomam o ônibus errado e se veem obrigados a passar a noite, sem dinheiro, numa comunidade isolada. Dina, falante e desinibida, é a dona do restaurante local e lidera a iniciativa de abrigar os visitantes inesperados – e é aí que o choque entre as culturas começa.

Vencedor do Prêmio da Juventude no Festival de Cannes

Ficha-técnica: Direção: Eran Kolirin | Elenco: Sasson Gabai, Ronit Elkabetz, Saleh Bakri

As Aparências Enganam | Lemarit Ain

Israel, 2006, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 14 anos

Gênero: Suspense

Duração: 86 min.

Yara é uma jovem cega que deixou a família em Israel para perseguir carreira científica em uma conceituada universidade americana. Quando fica sabendo que sua prima Talia se matou, corre de volta para casa – as duas eram grandes amigas. Porém, ao hospedar-se com seus tios para o Shivá – o período de sete dias de luto – Yara começa a desvendar segredos de sua prima, embarcando numa investigação sobre as reais razões de seu suicídio. Mentiras e segredos revelados abalam a família.

Vencedor do prêmio de melhor filme no Festival de Cinema Asiático de Vesoul

Ficha-técnica: Direção: Daniel Syrkin | Elenco: Tali Sharon, Assi Dayan, Sandra Sade

A Enchente | Mabul

Israel, 2010, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Drama

Duração: 100 min.

O Bar Mitzvah (cerimônia que marca a maturidade religiosa no judaísmo, que inicia a passagem de um garoto à vida adulta, aos 13 anos) de Yoni está chegando, mas seus pais mal se falam e não parecem ser capazes de dar a atenção que esse evento pede. Na escola, os outros alunos – todos muito maiores e com vozes mais graves que ele – o tratam na base de ameaças e intimidação. O desafio maior vem quando a instituição onde seu irmão mais velho está internado para tratar de um autismo debilitante fecha as portas e o manda de volta para casa. É nessa situação limite que Yoni deverá provar sua determinação.

Vencedor do Urso de Cristal do Festival de Berlim

Ficha-técnica: Direção: Guy Nattiv | Elenco: Yoav Rotman, Michael Moshonov, Ronit Elkabetz

Aviva, Meu Amor |Aviva Ahuvati

Israel, 2006, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

Gênero: Comédia

Duração: 107 min.

Outras pessoas poderiam entrar em desespero se, como Aviva, tivessem que lidar com três filhos apáticos, um marido desempregado, uma irmã cheia de ambições irrealizáveis e uma mãe que perde a sanidade a cada dia. Ela faz diferente – resolve transformar seus conflitos em histórias onde a personagem tem que costurar belos vestidos enquanto sua cabeça se transforma em uma melancia. Um famoso escritor ajuda Aviva a reescrever seus contos em busca de chances de publicar, mas as estratégias de seu tutor começam a fazê-la questionar cada vez mais seus próprios sonhos.

Prêmio de melhor atriz no Festival de Jerusalém para Assi Levy

Ficha-técnica: Direção: Shemi Zarhin | Elenco: Assi Levy, Rotem Abuhab, Levana Finkelstein

Dias Congelados | Yamim Kfuim

Israel, 2005, exibição digital, em preto e branco e colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Suspense

Duração: 90 min.

Uma jovem solitária se esgueira pelas noites e clubes de Tel Aviv, nunca revelando seu próprio nome. Após sobreviver a um atentado a bomba, ela ocupa o apartamento de outra vítima, que está hospitalizada em coma, e passa a viver a vida desta pessoa. Aos poucos, sua percepção da realidade começa a desabar: quem está naquela cama de hospital e quem é ela mesma de verdade?

Vencedor do prêmio de melhor filme israelense no Festival de Haifa

Ficha-técnica: Direção: Danny Lerner | Elenco: Anat Klausner, Sandra Sade, Uli Sternberg

As Medusas | Meduzot

Israel/França, 2007, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Drama

Duração: 78 min.

O filme acompanha três mulheres em Tel Aviv, cujas histórias se cruzam de forma a compor um retrato inusitado da vida moderna em Israel. Batya, uma garçonete em festas de casamentos, se depara com uma criança muda que aparentemente surge do mar. Keren quebra a perna saindo do banheiro, trancado por acidente, em seu próprio casamento, arruinando a lua de mel dos seus sonhos. Joy, uma doméstica filipina, precisa se comunicar com seus empregadores mesmo sem falar a língua local. Imagens poéticas desenham as conexões entre as vidas dessas mulheres, que encontram consolo no mar.

Vencedor do prêmio Camera d’Or no Festival de Cannes

Ficha-técnica: Direção: Shira Geffen e Etgar Keret | Elenco: Sarah Adler, Nikol Leidman, Gera Sandler

A Missão do Gerente de Recursos Humanos | Shlichuto Shel Hamemune Al Mashabei Enosh

Israel/Alemanha/França/Romênia, 2010 exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 12 anos

Gênero: Comédia

Duração: 103 min.

O gerente de RH da maior empresa panificadora de Jerusalém está com problemas. Ele se separou da mulher, não vê a filha e está preso a um trabalho que odeia. Quando uma de suas funcionárias morre num atentado terrorista, ele é chamado de insensível e desumano. O gerente então embarca numa missão para honrar uma mulher que nem conhecia, mas que começa a cativá-lo. Na jornada, acaba encontrando sua própria sensibilidade e descobrindo a habilidade de realmente se importar com os recursos humanos.

Vencedor do prêmio do público no Festival Internacional de Locarno

Ficha-técnica: Direção: Eran Riklis | Elenco: Mark Ivanir, Guri Alfi, Noah Silver, Rosina Kambus

Delicada Relação | Yossi & Jagger

Israel, 2002, exibição digital, colorido, legendado em português

Classificação indicativa: 14 anos

Gênero: Drama

Duração: 65 min.

Yossi é o comandante em um posto avançado do exército israelense. Ele e o seu subordinado, Lior – a quem os soldados apelidam de Jagger – estão apaixonados. No entanto, a ambição de Yossi em seguir a carreira militar impede que vivam seu romance abertamente. O que Jagger precisará fazer para que Yossi se declare para ele?

Prêmio de melhor ator no Festival de Tribeca para Ohad Knoller

Ficha-técnica: Direção: Eytan Fox | Elenco: Ohad Knoller, Yehuda Levi, Assi Cohen

Por | 30/04/2017|

Morre, no Rio, o poeta Ferreiro Gullar

Ferreiro Gullar era o "Imortal" da ABL. (Fonte: Internet)

Ferreiro Gullar era o “Imortal” da ABL. (Fonte: Internet)

Morreu neste domingo, aos 86 anos um dos maiores autores brasileiros do século 20, Ferreiro Gullar.

Eleito em 2014 como “Imortal” da Academia Brasileira de Letras (ABL), na qual passou a ocupar a cadeira nº 37, o poeta, escritor e teatrólogo maranhense estava internado por complicações pulmonares, e havia desenvolvendo uma pneumonia. Em nota, o hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio, confirma a morte do escritor, mas não diz tempo de internação ou causa da morte a pedido da família do escritor. Ainda não há informações sobre velório e enterro.

OBRAS MARCADAS POR QUESTÕES POLITICAS E SOCIAIS

Ferreira Gullar é um dos poetas mais relevantes da literatura brasileira. Expressou através de seus textos a necessidade de lutar contra a opressão social. A poesia engajada é uma marca da obra do autor, na qual acreditava que a produção artística deveria levar em consideração o que está acontecendo com o mundo.

Dono de obras com uma linguagem inovadora, o maranhense de São Luis,  Gullar mudou – se para o Rio de Janeiro no inicio dos anos 50. Sua facilidade de relacionar o mundo verbal com a visual o levou para grandes revistas e jornais da época, como a “Manchete” e o “Diário Carioca”

 

Nomeado por Jânio Quadros como diretor da Fundação Cultural de Brasilia, foi preso em 1968 após o Ato Institucional nº5 entrar em vigor, tendo como companhia Caetano Veloso e Gilberto Gil. Poucos anos mais tarde, resolve se exilar. Mas, mesmo vivendo sob estas condições, acaba sendo um dos colaboradores do importante “O Pasquim”, assinando como Frederico Marques.

Ferreira Gullar chegaou a colaborar com novelas da Rede Globo, por convite do também escritor Dias Gomes. O autor, que teve filhos esquizofrênicos, publicou em 1996 a biografia de Nise da Silveira, uma médica psiquiátrica que era contra o tratamento agressivo oferecido ao doente metal, em especial o eletrochoque e a lobotomia.

O poeta ganhou o Prêmio Camões em 2010, o Prêmio Jabuti em 2007 com o livro “Resmungos”, levou o prêmio novamente em 2011 com “Em alguma parte alguma” e a primeira vez foi com o livro “Muitas Vozes”, de 1999.

 

 

Por | 04/12/2016|

Primeiro trailer do filme “Pica-Pau” é divulgado pela Universal Pictures

Foto: Youtube

Foto: Youtube

Tendo estreado nos Estados Unidos ainda nos anos 40, o desenho “Pica-Pau” ainda faz sucesso em vários países. No Brasil, para quem não lembra, a animação já venceu o programa de Xuxa na Globo e, mais recentemente, o “Estrelas” de Angélica, mesmo em uma emissora de menor audiência.

Para a felicidade dos fãs mais nostálgicos do passarinho mais trapaceiro da televisão, o “Pica-Pau” sairá das telinhas e irá para as telonas. Isso porque ele protagonizará um filme da Universal Pictures em breve, que conta, inclusive, com a brasileira Thaila Ayala em um dos papéis principais.

Teaser divulgado pela Universal neste sábado (03) anuncia o filme para 2017. Já dá para saber pelo vídeo que o pássaro aprontará bastante, como acontece em vários dos desenhos do personagem. “Pica-Pau” ficou nos assuntos mais comentados do Twitter após a divulgação.

.

Assista a baixo o trailer:

Por | 04/12/2016|

Piracicaba tem cinema gratuito pelo Projeto ‘Cinemóvel Carrefour’

Foto:  Gabriel Borghi

Foto:  Gabriel Borghi

O projeto Cinemóvel Carrefour, lançado em 2015, chega a Piracicaba levando na carroceria, além de cultura, lições de valorização das diferenças e semelhanças. Nos dias 14 e 15 de novembro, o projeto estará no estacionamento do Carrefour Piracicaba. Entre os dias 16 e 18 de novembro, o caminhão estaciona na Escola Catharina Casali Padovani, no bairro Santa Teresinha, com sessões às 8h, 10h, 13h30, 15h30 e 19h.

Nesta temporada, o projeto já visitou mais de 10 cidades de quatro estados: Rio Grande do Sul, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Até o final do ano, serão 200 sessões gratuitas de cinema principalmente para alunos da rede pública de ensino fundamental.

Foto:  Gabriel Borghi

Foto:  Gabriel Borghi

Os filmes escolhidos – “Valente”, “Shrek”, “Billy Elliot” e “Um sonho possível” – buscam valorizar a diversidade e despertar no público a importância do respeito a todos. Esses temas também são abordados em cartilhas educativas distribuídas aos educadores da rede pública e que podem ser usadas em debates em sala de aula. “As atividades lúdicas permitirão ao espectador um novo olhar sobre as diferenças sociais. Será uma oportunidade para eles aprenderem e refletirem enquanto se divertem”, diz Jefferson Bevilacqua, da Magma Cultura, responsável pela produção do projeto.

As sessões ocorrem em um caminhão especialmente adaptado, que vai visitar o estacionamento de lojas Carrefour, além de parques e outros espaços públicos. Com 30 poltronas, tela de 120 polegadas, ambiente climatizado, iluminação própria de cinema, rampa de acesso e duas acomodações para cadeirantes.

“O Instituto Carrefour tem como missão promover e apoiar ações e iniciativas que valorizem a diversidade do nosso país. Reforçamos esse compromisso ao investir em projetos como o Cinemóvel, que fomentam a inclusão e o respeito aos direitos humanos”, afirma Paulo Pianez, diretor-executivo do Instituto Carrefour.

O Cinemóvel Carrefour faz parte do Projeto Gira Brasil, coordenado pela Magma Cultura e pelo Instituto Carrefour e patrocinado pelo Carrefour Soluções Financeiras, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura.

Por | 10/11/2016|

Filme sobre Ayrton Senna chega aos cinemas em 2019

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

Um dos ídolos do esporte brasileiro, Ayrton Senna (1960-1994) vai ter sua história contada nos cinemas do país. A família deu permissão para a cinebiografia, após muitas negociações com estúdios, inclusive a Warner, nos últimos anos.

Os parentes do piloto, por meio do Instituto Ayrton Senna, confirmaram ao colunista Ricardo Feltrin que existe um projeto em andamento e que já há desenvolvimento no roteiro. A previsão é de que o filme seja lançado nas telonas em 2019, quando se completarão 25 anos da morte do esportista.

“Realmente tivemos negociações com a Warner no ano retrasado, mas depois disso não voltamos a falar mais. Temos, sim, um projeto de longa metragem com previsão de estreia em 2019, o ano que marcará os 25 anos do legado do Ayrton”, disse Bianca Senna, diretora de Branding do IAS e sobrinha do tricampeão da F1.

Pessoas do círculo de convivência de Senna, como o empresário Antonio Carlos de Almeida Braga, o Braguinha, o cantor Fagner, e sócios como Bira Guimarães, já estão sendo ouvidos pelos roteiristas. Ainda não há elenco definido.

A família de Ayrton Senna exige ter o controle sob o roteiro, assim como ocorreu com um documentário sobre a história dele, lançado em 2010 pela Working Title e a ESPN Filmes.

Por | 06/11/2016|

5 filmes baseados em musicais da Broadway

Não é sempre que uma peça ou um bom livro conseguem ser adaptados para o cinema de maneira satisfatória. Grande parte deles decepciona aos fãs de todas as mídias. Mas quando conseguem acertar, criam-se obras cinematográficas que entram para a história da sétima arte.

Aqui vai uma quina delas, uma pequena mostra de que é possível juntar entretenimento e arte, sem perda de conteúdo. Desfruta-las é tirar a sorte grande!

 

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

Chicago

Catherine Zeta-Jones arrasa cantando e dançando ao lado de Renée Zellweger e Richard Gere. O mais interessante na adaptação é que não é um filme cantado, como a maioria dos musicais tradicionais. Todas as cenas de dança se passam só na cabeça dos personagens, o que deixa a história mais dinâmica.

Foto: Arquivo

Foto: Arquivo

Grease – Nos Tempos da Brilhantina

O auge de John Travolta como um ator que canta e dança. A história se passa nos anos 50 e, ao lado de Olivia Newton-John, Travolta se junta a uma turma que apronta muitas aventuras na escola. Trilha sonora inesquecível.

Foto: Arquivo

Evita

Madonna encabeça o elenco da adaptação da mítica obra do inglês Andrew Lloyd Weber. Ela lutou bastante pelo papel e está muito bem na história romanceada do ex-primeira dama argentina.

Foto: Arquivo

Cabaret

O obra prima de Bob Fosse, com Liza Minelli cantando e dançando ao lado de Joey Grey – Oscar de ator coadjuvante – que se passa antes da segunda guerra. Uma cantora americana que tem um caso com um nobre alemão e com um escritor britânico em uma casa noturna. Fundamental!

Foto: Arquivo

Moulin Rouge

A história foi baseada em 3 obras clássicas: La Boheme de Puccini, La Traviata de Verdi e Orphée aux enfers de Jacques Offenbach. Absolutamente iconoclasta e quase esquizofrênica. O filme é uma profusão de musicas pop e cores extravagantes, uma linda orgia visual.

Um ótimo programa para um final de semana prolongado. Mãos a obra!

Por | 29/01/2016|

Novo filme da Disney é atração inédita de férias no Parque D. Pedro Shopping

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O Parque D. Pedro Shopping, maior centro de compras e entretenimento de Campinas e região, traz dede o dia 08 de janeiro e até 07 de fevereiro, ‘O Bom Dinossauro’, atração inédita e gratuita de férias inspirada no novo filme da Disney Pixar. No espaço, instalado na praça de eventos da Alameda Parque D. Pedro, os participantes poderão explorar a Cabana para Jogos de Mesa, testar a memória na Bancada de Vagalumes e até mesmo conferir o trailler da animação, que chega às telonas no início do ano.

Na Cabana para Jogos de Mesa, atividades de pintura, jogos e oficina de pegadas no barro. Já no Silo, os participantes deverão encaixar todas as pegadas, e após a última, as luzes ‘vaga-lumes’ das árvores temáticas que compõem o cenário se acenderão. Todas as atividades são gratuitas.

A memória poderá ser testada num divertido jogo disponível na Bancada de Vagalumes, além da surpresa que os participantes terão ao pisarem no ‘rio’ (um lago que ao ser tocado projeta o movimento da água e de peixes).

Além disso, estarão à disposição vídeos do novo filme na TV instalada no local e atividades no aplicativo do ‘O Bom Dinossauro’ nos totens. A família poderá ainda registrar o momento nos painéis de fotos instalados no local.

O FILME – E se o asteroide que mudou para sempre a vida na Terra não tivesse atingido o planeta e os dinossauros nunca tivessem sido extintos, como seria a relação entre dinossauros e humanos? A Disney Pixar leva você para uma aventura nada jurássica, onde a dupla de amigos improváveis, Arlo e Spot, irá vivenciar uma historia de ação e humor. Dirigido por Peter Sohn, ‘O Bom Dinossauro’ surpreenderá o público de todas as idades, com sua originalidade e inovação. O filme entrou em cartaz nos cinemas brasileiros em 7 de janeiro.

Por | 11/01/2016|

“Carrossel – O Filme” leva em uma semana meio milhão de pessoas ao cinema

A exibição de “Carrossel – o filme”, que está na semana de pré-lançamento até quinta-feira (30), já chegou a um público de meio milhão de espectadores em 510 salas de cinema no Brasil. O filme tenta unir aventura e busca inspiração em outros clássicos do cinema.

Segundo Maurício Eça, que assina a codireção com Alexandre Boury, os números de público foram até mais animadores do que esperado e diz que o filme é para crianças até 12 anos, mas outro tipo de público também estão indo aos cinemas.  “Ainda estamos tentando entender o público do filme, porque em princípio é o das crianças até 12 anos, mas muitos pais, que estão levando os filhos também viam a novela com eles e estão amando. Para eles criamos os vilões, que estão funcionando”, disse em entrevista ao Estadão.

Foto: Dvulgação

Foto: Dvulgação

Diferente da novela, o filme tem uma nova ênfase, segundo Eça e diz que outros clássicos são revistos no filme. “Na novela, o Cirilo sempre foi apaixonado por Maria Joaquina, e ela lhe dava o maior gelo. O que o público esperava era o beijo dos dois. A parte ‘romance’ de Carrossel, o filme, provoca suspiros, aplausos, mas a nova ênfase sempre foi a aventura. Revimos os clássicos Os Goonies, Esqueceram de Mim. Esqueceram tem até uma citação.”

DIAS E HORÁRIOS – Em Piracicaba o filme da novelinha do SBT pode ser assistido no Shopping Piracicaba através das salas do Cine Araújo nos seguintes horários: 14:00 – 15:45 – 17:30 e 19:15. De segunda a quarta-feira o valor do ingresso varia entre R$ 9 e 10 e no restante da semana os valores são R$ 18 e 20. No começo da semana o valor é menor devido a uma promoção que o cinema está fazendo onde todos pagam meia. Vale lembrar que o Cine Araújo só aceita pagamentos em espécie.

Por | 27/07/2015|

Ator Julio Rocha concede entrevista ao entrevistador do PiraNOT, Felipe Gonçalves

Em entrevista concedida ao jornalista e entrevistador Felipe Gonçalves, o ator Julio Rocha, (35), conversou sobre diversos assuntos: administração da carreira, teatro, época de colégio e ainda revelou que tem sido vítima de furtos por fãs, durante apresentações da turnê de seu espetáculo – a comédia “Tudo Por Ela”.

julio rocha e felipe gonçalves

Felipe Gonçalves e Julio Rocha após gravação da entrevista. (Foto: Thiago Castro e Rodrigo Soares)

“Na última apresentação, em Campinas, roubaram o meu cachorro [de pelúcia]. Eu tinha que fazer uma cena, e aí agora eu não tenho mais o cachorro. Preciso comprar outro, porque a galera leva embora mesmo…” – revela o galã, que esteve recentemente no elenco da novela Amor á Vida, de Walcyr Carrasco.

Julio ainda revela que seguiu a carreira artística por recomendação da direção do colégio onde estudava quando era criança, e ressalta ‘ – Eu escolhi fazer teatro. Só que a profissão também me escolheu”.

Dono de um currículo extenso na televisão, sendo mais de sete novelas na TV Globo, além de assíduas participações em programas da casa – entre eles, a nona edição do Dança dos Famosos, no Faustão – o ator conta que deverá voltar ás novelas no meio do ano.

Felipe Gonçalves

Ator e estudante de jornalismo, Felipe Gonçalves, (19), apesar da pouca idade, já entrevistou diversos ícones e personalidades da mídia.

Ary Toledo, Nany People, Christian Pior, Narjara Turetta, Léo Áquilla, Fabio Audi e Jean Wyllys estão no currículo do entrevistador, que tem conquistado cada vez mais espaço na mídia.

Assista na íntegra a entrevista (disponível em HD):

Por | 17/03/2015|

Felipe Gonçalves, entrevistador do PiraNOT, grava comercial para Universidade Metodista de Piracicaba

O ator Felipe Gonçalves em cena no comercial da UNIMEP

O ator Felipe Gonçalves em cena no comercial da UNIMEP

O ator e entrevistador de celebridades, Felipe Gonçalves, recentemente participou do comercial de vestibular 2015 da Universidade Metodista de Piracicaba (UNIMEP). Na publicidade o ator, que atualmente se dedica ao curso de graduação de jornalismo, aparece em várias cenas.

O comercial está sendo veiculado no interior de São Paulo, na Globo  (EPTV Campinas e EPTV Central), Rede Bandeirantes e nos cinemas de Campinas, Piracicaba, Limeira, Rio Claro, Marília e Santa Bárbara d’oeste.

 

Assista o comercial da UNIMEP na íntegra:

Por | 13/11/2014|

Cinema do shopping tem sessões especiais para estudantes no mês das crianças‏

Estudantes de Piracicaba e região podem aproveitar o mês das crianças de uma forma diferentes e muito especial. O Cine Araújo do Shopping Piracicaba abre suas portas até dia 31 de outubro para um projeto educacional e divertido, que recebe escolas para sessões de filmes infantis em horários exclusivos.

Como treinar seu dragão 2, Frozen, Malévola e As Tartarugas Ninja são os filmes em cartaz, disponíveis para agendamento das escolas. As sessões estão marcadas para às 9 horas e 13h30, segundas, terças, quintas e sextas-feiras, e o custo por criança é de R$ 3.

O agendamento deve ser feito antecipadamente pelo telefone 3421.3687, a partir das 15 horas, ou pelo e-mail [email protected] Para garantir a confirmação da reserva, os responsáveis precisam informar quantidade de alunos (mínimo de 100 estudantes), filme, data e horário.

 

NOVAS EXPERIÊNCIAS

A expansão do Shopping Piracicaba trouxe novas salas e uma reformulação na estrutura do cinema. A sala 7, com 387 poltronas e tecnologia Max Screen, foi o principal destaque para o público do Cine Araújo. A tela de 230 metros quadrados – a famosa “tela gigante” – vem acompanhada pelo que há de mais moderno no mercado: som espacial 12.1 instalado no teto, além das laterais da sala; e o sistema 3D com óculos ativo, uma inovação no setor cinematográfico e que oferece mais conforto para a vista dos espectadores, independentemente de sua posição.

Outra inauguração feita no cinema ainda este ano foi a incorporação da sala 6. Com tecnologia totalmente full HD e de tamanho reduzido (a sala conta com 99 lugares), a experiência de assistir um filme traz novas impressões sobre a realidade, com imagem e som de última geração.

Junto às duas inaugurações, a já existente sala 3 está totalmente reformulada e ganhou o status de sala VIP. Com poltronas maiores, elétricas e reclináveis, os usuários têm mais conforto e praticidade na hora de assistir a seus filmes favoritos, em uma estrutura similar à primeira classe dos aviões.

Por | 09/10/2014|
Carregar mais conteúdo