Cotação do dólar hoje no Brasil: segunda-feira, 16 de abril de 2018

Publicado no dia 16/04/2018 às 09:15Por: Redação - PIRANOT / PORJUCA

(Última atualização às 17h53) – Bem vindo(a) à página do PIRANOT para a cotação do dólar hoje, dia 16 de abril de 2018. Ao longo do dia, iremos atualizando esta página para te mostrar o valor exato da moeda em questão.

A cotação do dólar, no horário citado acima, é de: R$ 3,41 reais

Foto: Reprodução

O dólar:

O dólar dos Estados Unidos (ou “United States Dollar”, no idioma original) é a moeda utilizada nos Estados Unidos.

Toda a circulação da moeda americana — inclusive, sua expedição — é controlada pela Reserva Federal dos Estados Unidos.

A moeda americana encontra-se disponível nas seguintes formas: em papel, “um dólar”, “dois dólares”, “cinco dólares”, “dez dólares”, “vinte dólares”, “cinquenta dólares” e “cem dólares”.

Já em moeda, é disponível em “0,01 penny”, “0,05 nickel”, “0,10 dime”, “0,25 quarter”, “0,50 half-dollar coin” e “1,00 dollar coin”.

Dólar comercial & Dólar turismo:

O Dólar comercial é utilizado pelas grandes corporações para realizar importação e exportação de mercadorias.

Compras no exterior, acordos internacionais do governo, empréstimos a pessoas que residem fora do país, enfim, todas essas transações são feitas perante o Dólar comercial.

Embora a cotação da moeda americana seja definida quase que inteiramente pelo mercado, há a possibilidade do valor ser influenciado por ações do Banco Central, por exemplo, principalmente em casos de desvalorização muito grande entre a moeda americana e o real.

Já o Dólar turismo é a moeda que compramos no momento em que viajaremos ao exterior.

O Dólar turismo é usado como parâmetro para compras de passagens aéreas, gastos em lojas fora do país, etc.

Sempre que você comprar dólar para viajar, acabará pagando pela cotação do Dólar turismo, que é maior que o comercial.

Onde comprar?

Pesquise uma casa de câmbio ou agência bancária mais próxima de você para fazer a troca da moeda.

A importância do dólar:

A economia mundial se estrutura em torno das flutuações do dólar.

Se a moeda norte-americana perde seu valor, perante o real ou o euro, incrementam-se as importações e as exportações são reduzidas. Diante do primeiro cenário descrito, intensifica-se a procura pelo dólar.

Já na outra hipótese, há uma carência desta moeda no mercado. Como conseqüência da tensão entre esses dois opostos, há um crescimento da cotação do dólar, ou seja, ele se valoriza, e portanto torna-se mais caro. Assim, a oferta dos importados cai, e o equilíbrio cambial é restaurado.

Qual sua opinião? Comente!