Arrastão Ecológico retirou 300kg de lixo do rio Piracicaba

Publicado no dia 16/04/2018 às 12:03Por: Assessoria de Imprensa

Prefeito disse que a iniciativa é importante no sentido de ampliar a conscientização sobre a importância de se recuperar os mananciais

Foto: Sedema Piracicaba.

Aproximadamente 350 pessoas participaram das atividades educativas realizadas no sábado (14) durante a 24ª edição do Arrastão Ecológico e Campanha Rio Vivo – juntos pela consciência ambiental na bacia do Rio Piracicaba, quando recolheram 300 kg de lixo, entre pneus, colchões e milhares de embalagens. Participaram o prefeito Barjas Negri, o secretário de Defesa do Meio Ambiente, José Otávio Menten, o vereador Pedro Kawai e parceiros da iniciativa.

O evento, em homenagem ao Dia do Rio Piracicaba, foi realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio do Núcleo de Educação Ambiental (NEA) da Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), da Oscip Pira 21 e do ambientalista José Carlos Masson. O objetivo foi orientar a população e estimular as relações sustentáveis com a água, ribeirões e rios da bacia hidrográfica do Rio Piracicaba.

Desde 2002, o Dia do Rio Piracicaba é comemorado em 15 de abril, data em que foi criado um Decreto com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do rio para todos. Desde então, a data vem sendo comemorada com uma extensa programação, incluindo ações de educação ambiental e culturais que se concentram entre as rampas do Largo dos Pescadores e da Avenida Cruzeiro do Sul.

O evento de sábado contou também com apoio e a participação de várias instituições parceiras, entre elas a Associação dos Pescadores Esportistas do Rio Piracicaba e Afluentes – APERP com uma equipe de associados, cinco barcos e caiaque para limpeza no leito do Rio Piracicaba. A Sedema lembra que a Aperp realizou uma ação semelhante de limpeza do rio no mês passado – ocasião foram recolhidos cerca de 600 kg de lixo.

Para o prefeito Barjas Negri, o arrastão ecológico é importante no sentido de ampliar a conscientização sobre a importância de se recuperar os mananciais. “Esta atividade envolvendo jovens é um incentivo para que se expanda e possa se fazer iniciativa semelhante junto ao Rio Corumbataí, ribeirão do Piracicamirim, córrego do Enxofre, para termos uma cidade com desenvolvimento e sustentabilidade”, afirmou.

Barjas lembrou ainda que todo o esgoto coletado na cidade é tratado e são poucos os municípios do Brasil que têm este índice. “No entanto, em Piracicaa existem ainda umas 2.000 unidades habitacionais concentradas em área de favela, em que o esgoto não é coletado. Estamos fazendo um esforço enorme para realizar a urbanização de favelas, com perspectivas de, em 2020, chegarmos muito próximo a coleta de 100% do esgoto tratado”, disse.

Menten ressaltou que esta ação anual visa mobilizar a população em defesa do Rio Piracicaba, além de estimular a consciência sobre a importância da conservação da paisagem natural, do turismo sustentável e da proteção da biodiversidade das bacias hidrográficas. Além do NEA da Sedema, o evento contou também com outras instituições e parceiros, como o Consórcio PCJ, o Projeto Educativo do Hidrofitotério da Esalq, ETEC Ary de Camargo Pedroso e Grupos de Escoteiros de Piracicaba.

Segundo Josué Adam Lazier, secretário executivo da Oscip Pira 21 – Piracicaba Realizando o Futuro, “A celebração do Dia do Rio Piracicaba é uma atividade fundamental para estimular práticas sustentáveis pela população em relação ao Rio Piracicaba e seus afluentes, principalmente em relação ao descarte correto de resíduos urbano e rural, além de promover a educação ambiental em defesa das águas da bacia do Rio Piracicaba. Além disso, favorece a conservação ambiental e o desenvolvimento do turismo ecológico, objetivos alinhados à Agenda 21 de Piracicaba”.

“Os laços afetivos da população piracicabana com o rio são demonstrados nessa ação, que faz parte do processo contínuo de luta pela conservação da qualidade das águas do rio Piracicaba, que tem influência das ações não só da população de Piracicaba, mas de toda sua bacia hidrográfica”, afirmou a bióloga do NEA, Elizabeth da Silveira Nunes Salles. O ambientalista José Carlos Masson, destacou a importância da participação da sociedade na manutenção da limpeza do rio. “Durante mais de duas décadas, retiramos mais cerca de 23 toneladas de entulho das margens do rio com o auxílio dos barcos. É um gesto simbólico, mas meu maior desejo é ver o rio e suas margens limpos o ano todo, livres de lixo e poluição”, disse.

O evento contou também com o patrocínio da Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), Águas do Mirante, Elring Klinger, MRV, Piracicaba Ambiental e apoio dos Grupos de Escoteiros e das Secretarias de Ação Cultural e Turismo (Semactur), Trânsito e Transportes (Semuttran), de Obras (Semob), Brigada de Emergência, Guarda Civil Municipal e Semae.

Foto: Sedema Piracicaba.

Acompanhe o Piranot

Quer saber o que acontece em Piracicaba e região? Então, clique aqui e baixe o nosso aplicativo para celular, nós te manteremos informado.

Qual sua opinião? Comente!