Morre Aruk, o cão símbolo da Polícia Militar de Piracicaba

Publicado no dia 13/04/2018 às 15:26Por: Rafael Fioravanti

Morreu nesta semana o cão policial Aruk, símbolo da Polícia Militar de Piracicaba. Sua morte ocorreu no Canil Setorial do 10º BPM, em decorrência de um edema pulmonar.

Foto: Polícia Militar de Piracicaba.

Aruk era da raça Pastor-Belga de Malinois e nasceu no dia 10 de março de 2010, na cidade de Valinhos. Ele foi batizado por seu primeiro adestrador, Cabo PM Ferreira, e foi selecionado para integrar o plantel do Canil Setorial da Polícia Militar de Piracicaba em maio de 2010.

Em 2011, passou a ser adestrado pelo PM Youssef. Foi só em 2012 que Aruk começou de fato seu trabalho efetivo pelas ruas, atuando em patrulhamento ostensivo, jogos de futebol, controle de distúrbios civis e também em reintegrações de posse.

Altamente treinado, Aruk atendia a mais de 40 comandos de obediência. Sua principal função era de localizar drogas, e em toda a sua vida, participou de mais de 800 ocorrências do gênero e em vários órgãos de segurança, como na Polícia Civil, Polícia Militar Rodoviária, Receita Federal, Polícia Federal e também no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO).

Cachorro Amigo

Além de ajudar as equipes de segurança, Aruk também gostava de crianças, tendo participado de diversas demonstrações educacionais. O cão era um companheiro alegre, e conseguia tirar sorrisos de crianças, idosos, deficientes e portadores de diferentes enfermidades.

Em 10 de março de 2018, Aruk se aposentou. Ele passaria a residir na casa de seu adestrador — que o adotou –, porém não resistiu a um edema pulmonar e faleceu no domingo, 08 de abril.

Aruk foi sepultado ontem (12) no Cemitério dos Animais de Piracicaba, com honras militares.

Foto: Polícia Militar de Piracicaba.

Acompanhe o Piranot

Quer saber o que acontece em Piracicaba e região? Então, clique aqui e baixe o nosso aplicativo para celular, nós te manteremos informado.

Qual sua opinião? Comente!