Dedini se prepara para atender 70% das Usinas do Nordeste na entressafra

Publicado no dia 20/05/2017 às 16:13Por: Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

A equipe do Sistema RGD Nordeste (Reposição Garantida Dedini) está preparada para atender as 12 mil horas trabalhadas/mês que estão sendo projetadas para as usinas de todos os Estados, que entram no período da entressafra e começam agora o processo de manutenção.

“Estima-se que o Nordeste tenha 12% do mercado nacional de usinas de açúcar e álcool e a Dedini é líder no atendimento dessa região, com 70% do mercado de manutenção”, informa Norivaldo Zimmermann, superintendente comercial e industrial de Açúcar e Etanol  da Dedini S/A Indústrias de Base.

A demanda se divide em atender o mercado com peças novas, e trabalhar fortemente em manutenção na entressafra. “Nosso objetivo é oferecer aos clientes um atendimento focado nas necessidades de manutenção, nos tornando provedores de soluções inovadoras, com eficiência, responsabilidade, qualidade, pontualidade, confiabilidade”, destaca Zimmermann.

As funções básicas do Sistema RGD são as de garantir a melhor performance dos equipamentos e componentes fornecidos pela Dedini, proporcionando maior valor agregado e mantendo os equipamentos em pleno funcionamento, pelo maior período de tempo possível, sem paradas e interrupções para manutenção corretiva durante a safra.

No Nordeste, a parte de serviços está sediada em Maceió, que tem estrutura completa de atendimento e a mesma qualidade oferecida pela matriz da empresa, em Piracicaba.

Segundo Zimmermann, o modelo de trabalho do Sistema RGD está baseado em pilares, estabelecidos a partir do estreitamento de laços com o cliente, a começar do conhecimento das carências e demandas pela melhoria de processos e sistemas de produção industrial.

Na sequência, a equipe coloca em prática o atendimento diferenciado na parceria: qualidade, pontualidade de entrega, pós-vendas, soluções de engenharias, rigor no cumprimento dos requisitos de qualidade e fabricação exigidos pelos clientes atendendo todos os equipamentos instalados, nas necessidades de manutenção e melhorias. Além disso, busca incorporar ao equipamento altos índices de performance, que são compensados pelo maior percentual de extração ou melhor produtividade, com grande economia pela diminuição de paradas não planejadas que trazem enorme prejuízo ao processo. Para isso, mantém equipe de apoio de engenheiros e técnicos na unidade de Maceió.

Para dar conta desse amplo mercado de reposição e manutenção, a Dedini conquistou diferenciais como capacitação fabril, engenharia com soluções de tecnologia de ponta e atendimento personalizado durante toda a safra, 24 horas por dia.

Além desses fatores, a empresa dispõe de fundição própria, laboratório de ensaios metalográficos, apoio técnico, laudo de avaliação, o sistema RGD programado, pré-venda, venda e pós-venda, com um banco de dados informatizado, com todos os fornecimentos, históricos de performance e dados técnicos relevantes para atender rapidamente e da melhor forma possível a cada cliente, segundo Adilson Silva, gerente comercial de Açúcar e Etanol.

.

MAIOR – A Dedini Indústrias de Base é a maior empresa de bens de capital do Brasil, com área de fabricação de mais de 1.000.000 de m², equipamentos modernos, tecnologia de ponta, fabricando e fornecendo equipamentos que permitem a produção de 80% do etanol produzido no Brasil e 32% do etanol produzido no mundo.

Uma empresa nacional que em seus quase 97 anos conquistou uma posição de liderança tecnológica mundial.

Qual sua opinião? Comente!