Acusado de receber caixa dois, Record tira do ar Celso Russomanno

Publicado no dia 14/05/2017 às 19:37Por: Assessoria de Imprensa

Foto: Arquivo

O inquérito que investiga o deputado Celso Russomanno, do PRB de São Paulo, determinou a saída do mesmo do “Hoje em Dia”, onde apresentava um quadro que debatia os direitos do consumidor. Segundo o jornalista Flávio Ricco, a Record optou pelo afastamento após a abertura do processo contra seu contratado – um dos principais expoentes do partido ligado à Igreja Universal.

Russomanno é acusado de ter recebido recursos não contabilizados para a sua eleição para a Câmara Federal em 2010, embora neste ano tenha saído candidato ao governo de São Paulo. O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin foi quem autorizou a abertura do inquérito, solicitada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, um dos nomes de maior associação à Operação Lava-Jato.

O deputado nega as acusações. A Record, consultada, não se manifestou a respeito do afastamento de Celso do “Hoje em Dia”. Seu quadro de defesa do consumidor foi remanejado para o matinal após a extinção do “Programa da Tarde”. Por ser responsável pelos maiores picos de audiência do programa de Ana Hickmann, Britto Jr e Ticiane Pinheiro, a “Patrulha do Consumidor” quase virou atração solo.

A agenda política de Celso Russomanno, contudo, impediu que o projeto fosse adiante. Em 2014, foi eleito deputado federal pela quinta vez com a segunda votação mais expressiva da história. Na TV, estreou em atrações de colunismo social na Gazeta, antes de migrar para o SBT, onde fez sucesso no “Aqui Agora”. Passou ainda por Manchete, Band e CNT até se fixar na Record.

Qual sua opinião? Comente!